quarta-feira, 29 maio , 2024
28 C
Recife

Líderes do semestre

Por Fernando Calmon*

- Publicidade -

Os primeiros seis meses de 2010 mostraram que o mercado arrefeceu após o fim dos incentivos fiscais aos automóveis em março (para picapes e outros comerciais leves o estímulo vai até o fim do ano).

Porém, as vendas continuam crescendo em grande parte pela queda da taxa de juros de 20,3% para 18,2% ao ano, em relação ao primeiro semestre de 2009.

Nem todos os segmentos foram bem. Stations e automóveis grandes continuam com quedas substanciais na preferência do consumidor.

Em tendência oposta, picapes pequenas e as três classes de utilitários esporte (SUV, em inglês) avançam sem parar.

- Publicidade -

Segundo o consultor Julian Semple, SUVs formam a categoria que mais cresce desde 2005: 25% acima da média do mercado.

Não se trata da tendência ideal porque utilitários gastam mais combustíveis, ocupam espaço maior e causam grandes estragos físicos e materiais em acidentes, além de serem menos controláveis.

A oferta, no entanto, permanece bastante ampla. Enquanto os compactos (hatches e sedãs) ocupam 61% do mercado com 23 modelos, os SUVs ficam com 7,5% e nada menos que 56 opções.

Ranking da coluna ainda não reflete a escalada do novo Uno (2 meses de vendas), mas até o final do ano poderá passar o Gol.

No entanto, houve forte canibalização do Palio, assim como o City arrastou o Civic para baixo. Os grandes desempenhos do semestre: Porsche Panamera, BMW Z4, Hyundai i30 e Mercedes Classe E.

- Publicidade -

Os percentuais abaixo foram compilados por Paulo Garbossa, da ADK, sob critérios da coluna e contemplam apenas os principais modelos.

Compactos: Gol/Voyage, 18,2%; Palio/Siena, 14,5%; Celta/Prisma, 11,1%; Uno, 9%; Corsa hatch/sedã/Classic, 8%; Fox, 7,2%; Fiesta hatch/sedã, 6,4%; Ka, 4,6%; Logan/Sandero, 4,5%; Agile, 3,1%; 207 hatch/sedã, 3%; Punto/Linea, 2,4%; C3, 1,8%; Clio/Symbol, 1,6%; Polo hatch/sedã, 1,5%. Gol/Voyage ainda se defendem em 2010.

Médios-compactos: Corolla, 17,3%; i30, 11,3%; Astra hatch/sedã, 10,9%; Civic, 10,3%; Vectra hatch/sedã, 10,2%; Focus hatch/sedã, 9,2%; C4 hatch/sedã, 7,7%; Golf/Bora/Jetta, 7%; 307 hatch/sedã, 4,8%. Impressiona a subida do i30.

Médios-grandes: Fusion, 33%; Azera, 24%; Mercedes C/CLC, 15%; BMW 3, 10%; A4, 4%. Fusion se manteve.

Grandes: Classe E, 42%; BMW 5/6, 24%; Chrysler 300, 18%. Classe E, novo líder.

Topo: Panamera, 70%; Mercedes S/CL, 13%; BMW 7, 11%. Sedã-cupê da Porsche arrasou.

Stations pequenas: Palio, 57%; SpaceFox, 22%; Parati, 13%. Weekend avançou mais.

Stations médias: Mégane, 57%; Jetta, 25%; Passat, 8%. Sem ameaças à Grand Tour.

Monovolumes pequenos: Fit, 36%; Meriva, 24%; Idea, 22%. Fit perdeu pontos.

Monovolumes médios: Picasso Xsara/C4, 47%; Zafira, 35%; Scénic, 8%. Líder ganhou pontos.

Picapes pequenas: Strada, 50%; Saveiro, 27%; Montana, 19%. Pequena reação da Saveiro.

Picapes médias: S10, 36%; Hilux, 26%; L200/Triton, 16%. S10 ainda tranquila.

Utilitários esporte pequenos: EcoSport, 32%; Tucson, 26%; CR-V, 11%. Ecosport perdeu um pouco.

Utilitários esporte médios: Captiva, 33%; Hilux 16%; Santa Fe, 15%. Hilux subiu, sem ameaçar.

Utilitários esporte grandes: Pajero Full/Dakar, 33%; Veracruz, 30%; Discovery, 8%. Liderança apertada.

Esporte: BMW Z4, 20%; Mercedes SLK, 18%; Camaro, 12,5%. Z4 surpreendeu.

RODA VIVA – FINALMENTE, Toyota confirmou o investimento para fabricar o compacto Etios (hatch e sedã), em Sorocaba (SP): US$ 600 milhões.

A marca japonesa anunciou capacidade de apenas 70.000 unidades/ano, metade do que se projetava.

Reflexo do menor fôlego financeiro em razão dos megarecalls e da situação nos EUA. O terreno, porém, comporta produção 10 vezes maior…

ABEIVA, associação de importadores sem produção local, agora reúne 26 afiliadas com a adesão da inglesa Bentley (Grupo VW).

Abrangência de preços dos produtos vai de R$ 20 mil a R$ 2 milhões e sem conflitos.

As vendas em 2010 alcançarão cerca de 80.000 unidades, 2,5% do total do mercado. Mas, o crescimento será de quase 80% sobre 2009.

SPACEFOX, agora com opção de câmbio automatizado e linhas retocadas, reúne condições de crescer entre as stations pequenas.

Mais moderna no segmento, destaca-se pela visibilidade, posição ao volante, suspensões bem calibradas, espaço interno, porta-malas e ótimo conjunto motor-câmbio. Só atrapalha o preço, tornando difícil competir com a Palio Weekend.

FORD anuncia, nos EUA, que comandos de voz agora conseguem transmitir até 10.000 tarefas, contra 100, na primeira versão do seu sistema Sync.

Pesquisas indicam: mais consumidores aceitam a possibilidade de instruir verbalmente funções no carro, desde controle do ar-condicionado até localizar uma sorveteria por meio do navegador GPS.

VISANDO menor consumo, mais modelos no exterior passarão a utilizar o alternarranque.

Trata-se de combinar motor de partida e alternador, permitindo desligar e ligar o motor de forma automática e silenciosa no trânsito, além de fornecer potência elétrica extra.

Alguns fabricantes chamam esses carros de híbridos. Na realidade, puro marketing.

Matérias relacionadas

Fiat Fastback

Mais recentes

Ofertas Peugeot 208

Destaques Mecânica Online

Fiat Toro

Avaliação MecOn

WABCO - Principal fornecedor global de tecnologias para para veículos comerciais