quarta-feira, 24 abril , 2024
28 C
Recife

Altima: sedã grande combina tecnologias com preço atrativo

A Nissan amplia sua linha de sedãs para o mercado brasileiro ao oferecer em versão única a quinta geração do Altima, carro global vendido em vários países da Ásia, Oceania, Oriente Médio e Américas do Norte, Central e do Sul. Vale o destaque para o posicionamento do modelo como o mais vendido da marca no mercado dos Estados Unidos, local onde é produzido, na fábrica de Smyrna, Tennesse, para abastecer nosso mercado.

- Publicidade -

A marca amplia o leque de produtos no segmento de sedãs. Tendo como modelo de entrada o Versa e na sequência o Novo Sentra, a marca foca o consumidor que procura um sedã grande que combine luxo, conforto, dirigibilidade, tecnologias, inovações e design diferenciado.

Para muitos combinar todas essas características poderia resultar num alto preço a ser pago num modelo, mas a Nissan conseguiu fazer uma boa relação entre custo e benefícios, principalmente quando comparamos seu modelo com seus principais concorrentes. O preço sugerido é de R$ 99.800, bastante competitivo para o segmento e considerando o pacote de itens que oferece.

- Publicidade -

Quando o assunto é Mecânica Online® encontramos a motorização 2.5 litros, quatro cilindros, gasolina, que desenvolve 182 cavalos de potência com duplo comando. Bloco e cabeçote são de alumínio.

Com quatro válvulas por cilindro, o torque máximo, de 24,78 kgfm, só acontece na faixa das 4.000 rotações por minuto, o que termina por resultar numa perda rápida de desenvolvimento em retomadas, apesar do novo coletor de admissão com geometria variável, que abre as válvulas em rotações maiores para ajudar na manutenção da curva de torque em ser mais plana.

A engenharia da Nissan fez um retrabalho no motor que proporcionou uma redução de cinco quilogramas, deixando o motor mais leve com a aplicação de diversos materiais. A tampa no coletor de escape agora também é de alumínio, enquanto o motor de arranque ganhou uma geração mais eficiente e as cabeças dos cilindros estão com as paredes mais finas.

- Publicidade -

Mas para garantir a boa transmissão da potência e torque produzidos pelo motor o diferencial do Altima é seu sistema de última geração do câmbio Xtronic CVT – transmissão continuamente variável, que vai refletir no excelente conceito conquistado pelo modelo – Nota “A” no Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular (PBEV), do Inmetro, além do selo “Conpet” de Eficiência Energética Veicular, concedido pela Petrobras aos veículos mais eficientes que participam voluntariamente do PBEV.

Os números mostram bem isso: 10,1 km/l na cidade e 13,1 km/l na estrada. E nada de combustível especial. Com taxa de compressão de 10:1 o Altima roda bem a gasolina brasileira, apesar do etanol presente na mistura, o motor recebeu tratamento especial para que ele não cause estragos.

Com a utilização do novo câmbio a Nissan obteve uma redução de 15% no consumo em comparação à geração anterior. 60% dos componentes são novos, 13% mais leve e redução de cerca de 40% menos atrito que a geração anterior.

Durante nossa avaliação na cidade de Guararema, São Paulo, foi possível conhecer melhor as novidades que o câmbio permite. Com a alavanca seletora na posição D o comportamento fica dentro do esperado para um veículo automático.

Adicionando a opção SPORT o comportamento a dinâmica fica ainda mais interessante e o carro desenvolve melhor. Mas também é oferecida a opção Ds que simula trocas de marchas, são sete velocidades que mudam automaticamente, dando um prazer diferenciado e esportivo ao Altima.

Depois que o modelo alcança sua velocidade de cruzeiro, o silêncio na cabine é bem mais sentido por seus ocupantes. Recomendo que você veja nossa entrevista em vídeo para saber mais sobre as tecnologias e avanços do Altima.

O desempenho dinâmico ganha um reforço de peso: a nova suspensão. Com a adição de novas buchas e o refino da suspensão o modelo ganhou um maior controle no ângulo de cambagem e de convergência, além de proporcionar maior equilíbrio lateral.

Os amortecedores ZF Sachs são os mesmos fornecidos em categorias de nível superior e utilizam válvulas para controlar a aspereza e ressaltos das rodas ao mesmo tempo que oferecem suavidade.

A suspensão dianteira independente possui uma barra estabilizadora como em modelos de vocação esportiva. As rodas de liga leve aro 17 são calçadas por pneus 215/55 R17.

O sistema de direção com nova opção, agora com assistência hidráulica eletrônica e permite uma condução segura do veículo. Realmente o comportamento passa a sensação de segurança, de ter o carro no chão, sobre controle.

E quando o assunto é tecnologia, surgem vários termos em inglês. Partindo do banco com “gravidade zero” inspirado em estudos da agência espacial norteamericana NASA, com objetivo de reduzir a fadiga, o modelo possui monitoramento de pontos cegos (Blind Spot Warning), monitoramento de mudança de faixa (Lane Departure Warning) e o detector de objetos em movimento (Moving Object Detection), além da câmera de ré e farol com acendimento automático. Faz falta apenas o sensor de chuva para entrar em ação automaticamente quando é necessário limpar o para-brisa.

Entre os recursos tecnológicos do modelo, o monitoramento de mudança de faixa utiliza uma câmera para monitorar constantemente as faixas de rolamento da rodovia. Se o carro sair involuntariamente da faixa, ou seja, sem o acionamento da seta, a 60 km/h ou mais, um aviso sonoro chama a atenção do condutor.

Enquanto isso o monitoramento de ponto cego emite sinal luminoso no espelho retrovisor quando outro veículo está em uma área de ponto cego. Se a seta estiver acionada, o sinal vem junto com um aviso sonoro para reforçar a proximidade do outro veículo.

Sem ter nada como opcional, o Altima oferece um display colorido de quatro polegadas localizado entre o hodômetro e o velocímetro chamado Drive-Assist. Personalizável o sistema oferece informações sobre áudio, consumo, informações da pressão dos pneus e dados do GPS, que mostra e fala o bom português brasileiro.

Um botão no interior do porta-luvas permite trancar a tampa do porta-malas quando o carro é deixado com manobristas, por exemplo. Internamente temos acabamento com materiais de boa qualidade, agradável ao toque com diferencial para o conforto.

Notícia anterior – Altima chega em versão única no Brasil – A Nissan continua a todo vapor com novidades no mercado brasileiro. Após o lançamento do Novo Sentra a marca apresenta o sedã de porte maior, Altima. Modelo mais vendido da fabricante nos Estados Unidos, será oferecido em versão única de acabamento (SL), equipada com motor 2.5 de quatro cilindros e 182 cavalos de potência, em três cores: preto, prata e branco. O preço sugerido é de R$ 99.800.

“Essa quinta geração do Altima reúne o que a Nissan tem de mais moderno em tecnologia, que agora estará à disposição dos brasileiros. Teremos um sedã para cada tipo de bolso: o compacto Versa, o médio Novo Sentra e o grande Altima”, diz Murilo Moreno, diretor de Marketing da Nissan do Brasil.

O Nissan Altima está em sua quinta geração e é o modelo mais vendido da marca japonesa nos Estados Unidos. Remodelado no ano passado, o sedã grande trará ao mercado nacional muitas das melhores tecnologias Nissan disponíveis atualmente. Entre elas, a mais nova atualização do elogiado câmbio Xtronic CVT®; o inovador assento “gravidade zero”, inspirado em estudos da agência espacial norteamericana NASA para reduzir a fadiga dos ocupantes, e os mais modernos sistemas de segurança.

Quando a Nissan iniciou o desenvolvimento dessa geração do Altima, um dos principais objetivos era equipá-la com o máximo de inovação e tecnologia de ponta. Por isso, a marca criou um carro totalmente novo, que representa toda sua inovação em engenharia e design. Um dos pontos aperfeiçoados foi o motor de 2,5 litros e quatro cilindros, de 182 cavalos. O propulsor é um dos mais modernos da marca, sendo mais leve, forte, ágil e eficiente em consumo de combustível que sua geração anterior.

Outra amostra da proposta inovadora da Nissan está no câmbio Xtronic CVT® de última geração, item de série no Altima vendido no Brasil. Atualizado, carrega duas décadas de liderança da Nissan em inovação em transmissões continuamente variáveis, levando-o a uma nova dimensão de eficiência em consumo e de funcionamento suave.

A suspensão traseira multibraços é refinada, equiparando-se àquelas utilizadas em modelos de luxo. Outra novidade do Altima é a tecnologia utilizada nos assentos dianteiros para maior conforto, baseada na “gravidade zero” enfrentada pelos astronautas.

Tecnologias – Produzido na fábrica de Smyrna, Tennesse, o novo Altima também trará aos consumidores brasileiros a tecnologia Safety Shield que contempla, além da câmera de ré normal, três novos sistemas de segurança ativa que foram incorporados para proporcionar ao motorista uma visão expandida do que está atrás do carro, são elas:

BSW (Monitoramento de ponto cego): informa o motorista que existe um veículo em seu ponto cego;

MOD (Detector de objetos em movimento): ao acionar a ré, o motorista é avisado quando uma pessoa ou objeto se aproxima da traseira do carro;

LDW (Monitoramento de mudança de faixa): avisa ao motorista quando o veículo está mudando de faixa sem a intenção.

Matérias relacionadas

Monte seu Fiat Pulse

Mais recentes

Menos combustível, mais Volvo!

Destaques Mecânica Online

Avaliação MecOn

TRW - Qualidade de topo para máxima segurança