sábado, 24 fevereiro , 2024
28 C
Recife

Eletromobilidade no Grupo ZF

A empresa de tecnologia ZF começará em 2016 a combinar todas as atividades relacionadas à eletromobilidade em uma nova divisão denominada E-Mobility, sediada na planta alemã localizada em Schweinfurt. Ao introduzir um plano para a produção de amortecedores, a ZF eleva a competitividade da empresa.

“Combinando todas as atividades associadas com a eletrificação de automóveis e veículos comerciais sob um único teto, estamos reconhecendo a enorme importância dessas tecnologias que já estão moldando o futuro”, explica o CEO da ZF, Dr. Stefan Sommer. “A eletromobilidade está chegando – e sob a perspectiva das atuais controvérsias a respeito da emissão de poluentes de carros, talvez ela chegue mais rápido do que imaginávamos”.

A criação da nova divisão E-Mobility na estrutura corporativa mostra de forma clara a seriedade com que a ZF está tratando o processo de migração da tecnologia convencional driveline para a eletromobilidade.

Antes, todas as atividades associadas com o crescimento da eletromobilidade eram distribuídas ao longo das múltiplas unidades organizacionais. Agora, todas elas foram consolidadas na divisão corporativa E-Mobility. A nova divisão complementa as quatro existentes – Tecnologia de Powertrain para Automóveis, Tecnologia de Chassis Automotivos, Tecnologia de Veículos Comerciais e Tecnologia Industrial – e também a recém-criada Divisão de Tecnologia de Segurança, que incorpora todas as atividades de negócios da TRW, a fornecedora automotiva americana adquirida pela ZF no último mês de maio.

As unidades de negócios de Sistemas Eletrônicos e de Tecnologia de Acionamentos Elétricos já existentes na empresa formarão o núcleo da nova divisão E-Mobility, que serão agregadas ao Centro de Projetos E-Mobility, reunindo os projetos de eletromobilidade de toda a empresa.

Com isso, a planta de Schweinfurt agora abriga tanto a divisão E-Mobility como as atividades de design lightweight da ZF, fortalecendo ainda mais sua posição como uma das localizações líderes em alta tecnologia da empresa. “Com nossa nova divisão, seremos capazes de participar da tendência global rumo ao driveline eletrificado, oferecendo aos nossos clientes os produtos e sistemas necessários para cumprir os regulamentos internacionais cada vez mais exigentes”, explica o CEO da ZF, Dr. Sommer.

“Ao mesmo tempo, estamos transformando nossa fábrica em Schweinfurt, antes uma unidade de produção especializada na fabricação de componentes para chassis em uma planta que  produz componentes de driveline tecnicamente mais sofisticados, o que nos auxiliará a garantir o futuro em longo prazo”.

Até o momento, a produção de amortecedores tem sido feita nas plantas em Schweinfurt, Eitorf e Ahrweiler, na Alemanha. A ZF desenvolveu um plano para a produção de amortecedores convencionais, de modo a torná-los mais competitivos em relação a custos, e irá transferir estas linhas para as plantas já existentes em Levice (Eslováquia) e Gebze (Turquia).

A mais recente geração de amortecedores eletronicamente controlados é baseada em tecnologias mais sofisticadas. Parte da sua produção e de outros produtos será realocada de Schweinfurt para Eitorf, Ahrweiler e para outras instalações no Leste Europeu.

Isso permitirá à ZF manter empregos nessas instalações até pelo menos o final de 2022. Assim, a instalação de Schweinfurt abrigará a nova divisão E-Mobility e se beneficiará dos investimentos da empresa nessa tecnologia fundamental para a direção com zero emissão de poluentes.

“Investir no futuro requer uma disciplina rígida, onde quer que seja” afirma Michael Hankel, membro do Board da ZF responsável pela produção. “Eis o porquê de continuarmos sistematicamente buscando uma política de realocação dos produtos que atingiram seu prazo de validade – isto é, deixaram de ser produtos inovadores, de alta tecnologia, e tornaram-se produtos comuns – da Alemanha para localizações exteriores, com custos menores de produção”. Hankel enfatiza que, “caso tenhamos como objetivo permanecer competitivos ao longo de todos os segmentos de produtos, temos de obedecer às regras do mercado com ainda mais rigor”.

Ao longo dos últimos meses, a ZF negociou o plano mestre de amortecedores, assim como os detalhes envolvidos na fundação da divisão E-Mobility em Schweinfurt, com os sindicatos de várias localizações atingidas.

“Isso nos permitirá fabricar nossos produtos com preços competitivos e, ao mesmo tempo, preservar nossas instalações em Eitorf e Ahrweiler, que atualmente empregam cerca de 900 pessoas”, acrescentou Hankel.

Matérias relacionadas

Mais recentes

Destaques Mecânica Online

Avaliação MecOn