terça-feira, 27 fevereiro , 2024
28 C
Recife

Ford desenvolve tecnologia avançada de plasma para recondicionamento de motores

A Ford estuda a aplicação de uma nova tecnologia de plasma patenteada de tratamento de superfície que permite o recondicionamento de motores de forma mais sustentável, com economia de material, energia e menos emissões. O processo foi baseado na remanufatura de motores que seriam destinados a sucata.

“Este é mais um exemplo de como a Ford está avançando na sustentabilidade por meio da inovação”, diz Juergen Wesemann, gerente de Materiais e Tecnologias de Veículos da área de Pesquisa e Engenharia Avançada da Ford.

O processo de spray térmico, chamado “Plasma Transferred Wire Arc”, foi desenvolvido no Centro de Pesquisa e Inovação da Ford em Aachen, na Alemanha, que também pesquisa o uso de materiais leves como alumínio, fibra de carbono e aços de alta resistência para a fabricação de veículos. Outras matérias-primas estudadas incluem palha de arroz, sisal e óleo de mamona para a produção de bioplásticos, o uso de espuma de soja e algodão reciclado em bancos, tecidos feitos de garrafas PET recicladas, dente-de-leão, girassol, cana de açúcar e casca de tomate.

Os motores hoje são projetados para ter uma vida útil de muitos anos e centenas de milhares de quilômetros em diferentes condições de uso. Em caso de desgaste ou quebra, a nova tecnologia de plasma permite restaurar a condição original do bloco com a aplicação de um spray no seu interior.

“As técnicas tradicionais de recondicionamento de motores podem ter um custo proibitivo, com uso intenso de energia e processos complexos de usinagem. A tecnologia de tratamento por plasma permite recuperar o bloco de forma muito mais simples”, diz Mark Silk, supervisor de Serviço ao Cliente da Ford Europa.

Matérias relacionadas

Mais recentes

Destaques Mecânica Online

Avaliação MecOn