quarta-feira, 24 abril , 2024
28 C
Recife

CETIP: Financiamento de veículos chega a 5,3 milhões no ano de 2015

No ano de 2015 foram financiados 5.311.872 veículos em todo o Brasil. Deste total, 2.338.574 são unidades novas e 2.973.298 usadas. O número revela uma queda de 16,9% em relação a 2014. Somente no mês de dezembro foram 465,5 mil veículos comercializados por meio de crédito, o que representa crescimento de 14,9% em relação a novembro. Quando comparado a dezembro de 2014, a queda é de 25,5%.

- Publicidade -

O levantamento é da Unidade de Financiamentos da Cetip, que opera o Sistema Nacional de Gravames (SNG), base integrada de informações que reúne o cadastro das restrições financeiras de veículos dados como garantia em operações de crédito em todo o Brasil. O SNG impede que o processo de financiamento de veículos seja suscetível a fraudes sistêmicas.

““A situação econômica do Brasil em 2015 não inspirou a confiança no consumidor para a compra do veículo financiado. A queda da renda real e o aumento do desemprego foram fatores-chave para a deterioração da confiança””, afirmou Marcus Lavorato gerente de Relações Institucionais e Inteligência de Mercado na Cetip.

- Publicidade -

Do total de financiamentos em 2015, os veículos usados tiveram queda de 8% em relação ao ano anterior. Já as novas unidades apresentaram baixa de 26% com a mesma base de comparação.

Levando-se em consideração apenas o mês de dezembro, foram 198,4 mil novos veículos vendidos por meio do financiamento, alta de 17,9% em relação a novembro, e 267,1 mil unidades usadas, 12,8% superior ao mês anterior. Em relação a dezembro de 2014, novos e usados apresentam baixas de 36,8% e 14%, respectivamente.

Os financiamentos de autos leves somaram 4.172.172 de unidades em 2015, queda de 16,7% em relação a 2014, sendo 1.442.291 unidades novas (baixa de 29,3% em relação ao ano anterior) e 2.729.881, queda de 8%.

- Publicidade -

Autos leves entre quatro e oito anos chegaram a 1.450.320 de unidades financiadas, apresentando a menor queda no acumulado do ano entre todas as faixas de uso, com baixa de 3%. Já os autos leves novos, que totalizaram 1.442.291 unidades, apresentaram decréscimo de 29,3% em relação a 2014, revelando a maior queda de financiamento de carros quando comparados por tempo de uso.

O consórcio foi a modalidade que apresentou menor queda na comparação entre os acumulados de 2015 e 2014, com baixa de 2,9%. Levando em consideração apenas o mês de dezembro, os números de veículos consorciados tiveram baixa de 0,8% na comparação anual.

Os autos leves tiveram o melhor desempenho no consórcio em relação ao acumulado do ano, com alta de 3,1%. Veículos usados consorciados puxaram esta alta, com crescimento de 18%. Esses dados levam em consideração cotas de consórcio contempladas, mas não quitadas.

O prazo médio para financiamento manteve-se praticamente estável entre autos leves de todas as idades. Em 2015, unidades novas passaram de 38 meses para 37,8 meses, apresentando queda de 0,7% na comparação em 2014 e 2015. No total, levando-se em conta todas as faixas, a média de tempo de financiamentos passou de 40,5 meses para 40,6 meses para financiar autos leves.

 

Matérias relacionadas

Monte seu Fiat Pulse

Mais recentes

Menos combustível, mais Volvo!

Destaques Mecânica Online

Avaliação MecOn

TRW - Qualidade de topo para máxima segurança