segunda-feira, 24 junho , 2024
28 C
Recife

Impactos reais e previstos do fim da produção do Honda Civic no Brasil

Após 24 anos de produção em Sumaré SP, veículo voltara a ser importado dos Estados Unidos

O sedã médio Honda Civic deixará de ser produzido no Brasil a partir do mês de novembro, após 24 anos desde a instalação da fábrica no município de Sumaré, em São Paulo.

- Publicidade -

O encerramento da produção local foi comunicado pela marca japonesa aos seus fornecedores, mas ainda não foi oficializado pela fabricante.

Apesar do provável encerramento da produção no brasil, o veículo histórico da Honda continuará no portifólio da montadora através da importação dos modelos disponíveis no mercado norte-americano.

Essa decisão deve demorar para ser sentida de fato no mercado de reposição de autopeças, e apesar dos efeitos “comerciais”, não deve ocorrer riscos de desabastecimento de produtos, pelo menos no mercado de reposição independente, que é responsável por mais de 80% das manutenções veiculares no Brasil.

Segundo dados da “Master de Produtos – Fraga Inteligência Automotiva” maior base de dados de informações de produtos e marcas do mercado de reposição brasileiro, a cadeia de abastecimento do Honda Civic no aftermarket conta com mais de 180 fabricantes de peças mecânicas e mais de 1400 SKU’s (Stock Keeping Unit ou Unidade de Manutenção de Estoque) em venda, o que garante ampla disponibilidade de produtos de reposição.

- Publicidade -

O Honda Civic atualmente é o 19º veículo de maior frota no mercado Brasileiro, são mais de 619 mil unidades em circulação divididas em 6 gerações.

Sua trajetória no mercado brasileiro se inicia na quinta geração global, a popular G5. Importada entre os anos 1992 (EUA) e 1995 (Japão) atualmente conta com 4.478 veículos em Circulação.

As versões subsequentes já passaram a ser produzidas em solo Brasileiro com grandes êxitos comerciais, com destaque para as gerações 8 e 9 que possuem uma frota circulante de 179.608 e 216.269 respectivamente.

Com o término da produção local e a decisão de manter somente os importados em seu portifólio, a frota do Honda Civic deve sofrer gradual redução, entretanto alguns de seus maiores sucessos ainda deverão ser disputados no mercado de seminovos.

- Publicidade -

Reconhecida pelos consumidores como produtora de veículos de alta durabilidade, os veículos seminovos da Honda tiveram uma valorização de 14% entre os anos de 2020/2021, 4 pontos percentuais acima da média nacional.

As principais versões em circulação são a LXS da 9ª geração e LXS da 8ª geração conforme se observa no gráfico abaixo:

Números mostram que 39,2% da Frota Brasileira do Honda Civic circula no estado de São Paulo, enquanto em Minas Gerais, Rio de Janeiro e Paraná somados, estão presentes outros 26,3% da Frota do veículo japonês.

Os dados apresentados neste estudo foram coletados analisados pela equipe de especialistas da Fraga Inteligência automotiva, que neste artigo buscou traduzir em dados e fatos um pouco da rica história do Honda Civic no mercado Brasileiro.

Foram utilizados na elaboração do material informações da “Frota Circulante – Fraga”, maior banco de dados de informações técnicas e de inteligência automotiva do Brasil e como complemento analítico do estudo de outro banco de dados proprietário da companhia, denominado de Master de Produtos, que reúne quais são as peças, componentes e fornecedores disponíveis para cada veículo em circulação no Brasil.

Matérias relacionadas

Clínica de Serviços Chevrolet

Mais recentes

Ofertas Peugeot 208

Destaques Mecânica Online

Powertrain do Futuro: Moldando a jornada para a mobilidade verde

Avaliação MecOn

SACHS - Versátil, abrangente e convincente