Mercedes-Benz

Novo Q5 TFSIe quattro é o primeiro veículo híbrido plug-in da Audi no Brasil

Inédito propulsor estará disponível nas carrocerias SUV e SUV Coupé em lote exclusivo de 300 unidades com preços partindo de R$ 413.990,00 na modalidade venda direta. Quando o assunto é Mecânica Online, conjunto acelera de 0 a 100 km/h em 5,3s e gera 367 cv e 500 Nm de torque

- Scania 65 anos

A Audi do Brasil anuncia a pré-venda do novo Q5 TFSI e quattro na rede de concessionárias da marca no país com preços a partir de R$ 413.990 na modalidade de Venda Direta e em lote exclusivo de 300 unidades.

Fabricado na planta de San José Chiapa, no México, o modelo está disponível nas carrocerias SUV e Sportback, versões Performance e Performance Black, e inaugura no país a nova família de motores híbridos Plug-In (PHEV), que oferecem a última geração da bateria de alta capacidade da fabricante.

O novo propulsor representa a terceira geração do motor 2.0 TFSI à combustão (EA888), que desenvolve 252 cavalos de potência e 370 Nm de torque, atuando em conjunto com um propulsor elétrico síncrono de imãs permanentes (PSM), com 105 kW (143 cv) de potência máxima e até 350 Nm de torque máximo já disponível em baixas rotações.

O conjunto é acoplado à transmissão S tronic de sete velocidades com aceleração de 0 a 100 km/h realizada em apenas 5,3 segundos e a velocidade máxima (limitada eletronicamente) é de 210 km/h.

No modo puramente elétrico, a velocidade máxima é de 135 km/h. Com a potência combinada, o Audi Q5 TFSIe quattro desenvolve 367 cv e 500 Nm de torque.

“Estamos comprometidos com a nossa agenda ambiental e acreditamos que a mobilidade sustentável seja um caminho para reduzir impactos no meio ambiente e construir uma sociedade mais equilibrada e saudável. Nesse sentido, usamos toda a nossa expertise na venda de veículos 100% elétricos no Brasil para trazer os novos Audi Q5 TFSIe quattro, um utilitário de luxo com motorização híbrida para atender aos consumidores que preferem realizar uma transição gradual dos modelos à combustão para os totalmente elétricos”, afirma Daniel Rojas, CEO e Presidente da Audi do Brasil.

A bateria em íon-lítio de alta tensão está localizada abaixo do piso do porta-malas, é composta por 104 células prismáticas e possui capacidade de armazenamento de energia de 17,9 kWh com uma tensão de 381 volts.

Para o controle ideal de temperatura, o seu circuito de refrigeração é conectado tanto ao circuito de refrigeração do sistema de ar-condicionado quanto ao circuito de baixa temperatura que alimenta o motor elétrico.

O sistema de ar condicionado, por sua vez, possui uma bomba de calor integrada que agrupa o calor residual dos componentes de alta tensão.

Na prática, o sistema permite gerar uma potência de aquecimento de até 3 kW com 1 kW de energia elétrica, o que amplia a eficiência energética do veículo e proporciona uma sensação térmica mais agradável aos ocupantes.

Com garantia de oito anos ou até 160 mil quilômetros, a bateria proporciona uma autonomia no modo puramente elétrico entre 56 e 62 km, no ciclo WLTP.

Para realizar o carregamento de forma prática e segura, os modelos TFSIe da linha Q5 vêm de série com um sistema de carregamento compacto para garagem. O Q5 TFSIe quattro pode ser recarregado também em tomadas domésticas ou em tomadas industriais.

A condução do Q5 TFSIe quattro é dinâmica, eficiente e personalizável graças aos diferentes modos de condução, projetados para que o motorista possa realizar a maioria de suas tarefas diárias com energia elétrica, com o auxílio do motor à combustão de acordo com a situação.

Existem quatro modos de operação. O modo elétrico é ativado automaticamente quando acionado o sistema de navegação por satélite, mas também pode ser selecionado manualmente por meio do botão seletor.

Nesse modo, a carga da bateria é distribuída de forma otimizada ao longo da rota para manter o consumo de energia no mínimo, sobretudo em condições de congestionamentos e tráfego intenso.

O modo híbrido é acionado com base em uma vasta quantidade de dados, que incluem limites de velocidade, tipos de estradas, subidas e descidas no trajeto, distância total até o destino e perfil da rota escolhida.

Quando o motorista retira o pé do acelerador, o sistema de gerenciamento de direção decide, conforme a situação, entre a desaceleração com o motor desligado e a recuperação de energia, ou seja, a recuperação de energia cinética e sua conversão em energia elétrica.

O propulsor elétrico realiza todas as desacelerações leves de até 0,1 g e pode gerar uma potência de até 25 kW. A recuperação do freio se estende até 0,2 g e pode recuperar até 80 kW de energia elétrica.

Já os freios a disco hidráulicos são acionados somente durante desacelerações maiores que 0,2g.

O sistema Assistente de Eficiência Preditiva (PEA) ajusta o comportamento de recuperação por inércia usando as informações das rotas anteriores que constam no banco de dados de navegação e monitora a distância até o veículo à frente, utilizando sinais da câmera e do radar.

Uma vez que o controle de cruzeiro adaptativo (ACC) está ativado, o PEA auxilia o motorista freando e acelerando automaticamente para aumentar ainda mais a eficiência e o conforto.

Quando o condutor não está utilizando o controle de cruzeiro adaptativo (ACC), ele recebe dicas sobre o momento certo de aliviar a pressão do acelerador. Essas dicas possuem integração com o pedal do acelerador e Audi Virtual Cockpit, que exibe informações relativas aos cruzamentos, curvas, rotatórias, saídas de rodovia e tráfego à frente.

Além do modo de condução híbrido, o motorista pode escolher outros três modos.

O modo EV (Veículo Elétrico) é o padrão sempre que o veículo é ligado e conduzido exclusivamente no modo elétrico, desde que o condutor não pressione o pedal do acelerador até o seu fim de curso.

No modo Hold, a capacidade da bateria é mantida no estágio atual.

Já no modo Charge, o sistema de gerenciamento de acionamento aumenta a quantidade de energia na bateria com o auxílio do motor à combustão. Assim como na recuperação, o motor elétrico funciona como gerador para carregamento da bateria.

Por meio da tração quattro ultra, a potência é distribuída para todas as rodas, sendo fornecida apenas às rodas dianteiras em condições regulares, de modo a priorizar a eficiência, com o eixo traseiro acionado em caso de necessidade.

Na dianteira, o conjunto óptico Full LED Matrix é separado pela ampla grade frontal Singleframe octogonal e saídas de escape trapezoidais que revelam toda a sua esportividade.

O caimento sutil do teto, a lateral fluída e a linha de cintura alta avançando sobre a tampa do porta-malas, com as lanternas formadas por elementos luminosos OLED tridimensionais e dinâmicos.

Internamente, a posição elevada dos bancos garante uma visão panorâmica ao motorista e passageiros e a iluminação ambiente contribui com a sensação de requinte a bordo. Há amplo espaço a bordo para cinco ocupantes, os bancos traseiros podem ser deslocados longitudinalmente e o ângulo do encosto pode ser ajustado.

Os equipamentos disponíveis incluem ar-condicionado automático de três zonas, painel de instrumentos digital Audi Virtual Cockpit, com resolução full HD de 12,3 polegadas e o sistema de entretenimento MMI touch, com tela sensível ao toque e conectividade com as plataformas Android Auto e Apple Carplay.

https://youtu.be/xQ6JQOgKBlg

Audi Q5 TFSI ainda mais potente – Além da inédita motorização híbrida, a Audi do Brasil também comercializará o Audi Q5 carroceria SUV com motor à gasolina.

O veículo conta com o premiado motor 2.0 TFSI ajustado para entregar 265 cv de potência e torque de 370 Nm. A transmissão é a S tronic de dupla-embreagem e sete velocidades que oferece rápida troca de marchas e acelera de 0 a 100 km/h em 6,1 segundos.

O Audi Q5 traz controle de cruzeiro adaptativo e aviso de saída de faixa, faróis Full LED Matrix, lanternas com três tipos de assinaturas exclusivas, display com tela sensível ao toque, tecnologia de assistência elétrica de 12v, suspensão Multlink e a icônica tração quattro com tecnologia ultra.

O modelo com motor à gasolina está disponível nas concessionárias a partir de R$ 344.990,00 na modalidade venda direta.

Tarcisio Diashttps://www.mecanicaonline.com.br
Gerente de conteúdo do Mecânica Online®, Tarcisio Dias é responsável também pela área de cursos e CDs interativos. Possui formação em engenharia Mecânica com habilitação em Mecatrônica pela Universidade de Pernambuco, formação técnica em mecânica pela Escola Técnica Federal de Pernambuco (CEFET/PE) e profissional em Mecânica Automotiva de Motores Diesel no Centro de Formação Profissional de Jaboatão dos Guararapes – RFFSA acordo SENAI. Também possui formação como Radialista – Locutor/entrevistador.
Mercedes-Benz

Notícias relacionadas

Cursos Mecânica Online

Oportunidade para você entender como o automóvel funciona, seus recursos e tecnologias. Participe de nossos cursos gratuitos!

- Scania 65 anos

Mais recentes

SIMEA 2022
- Publicidade - Mercedes-Benz

Instagram Mecânica Online®

- Volvo Zero Acidentes
Cursos Mecânica Online®

Lançamento

Truck

Motocicleta

Avaliação