quinta-feira, 30 maio , 2024
28 C
Recife

Já andamos no Pulse Abarth com motor turbo de 185 cv que chega em outubro

O início do último trimestre de 2022 reserva um lançamento muito especial no mercado brasileiro, com o retorno da marca Abarth, pertencente a Stellantis, através do lançamento do Pulse Abarth.

- Publicidade -

“Nosso planejamento visa a implementação da marca Abarth, e não apenas o lançamento de um novo produto. A Abarth é esportiva na sua essência, é excitante, provocante. É essa combinação que vai gerar valor tanto para a Abarth quanto para a própria Fiat”, afirmou Herlander Zola, Vice-Presidente Sênior da Fiat para América do Sul (Brand e Comercial).

Outra medida diz respeito à rede de concessionárias Fiat, que terá lojas especializadas na venda de Abarth, com identidade visual exclusiva e que contará com vendedores especialmente treinados para um atendimento dedicado.

O Mecânica Online®, com Henrique Pereira, foi até o autódromo de Interlagos para conhecer de perto os atributos do “Fiat Pulse tunado”, ou seja, com esportividade por todos os lados e performance de gente grande.

Com o legado da marca Abarth, conhecida pela alta performance e por sua intrínseca ligação com competições, o modelo brasileiro com o símbolo do escorpião, que ainda não foi lançado oficialmente, já atua como carro madrinha das provas da Fórmula 4 e chegará às ruas no mês de outubro passou por um intenso trabalho do time brasileiro de Engenharia. Eles tiveram como briefing trazer todo o espírito da Abarth para o Pulse.

- Publicidade -
Pulse Abarth como carro madrinha das provas da Fórmula 4

O Pulse Abarth chega equipado com o motor turbo T270 que produz potência de 185 cv e torque de 270 Nm. Seu 0-100 km/h é de menos de 8 segundos e atinge a velocidade máxima de 210 km/h. Essa motorização é a mesma utilizada no Jeep Renegade.

Enquanto no Renegade temos a relação peso/potência de 7,9 kg/cv, no Pulse Abarth encontramos 6,8 kg/cv, ou seja, o rendimento do Pulse será muito melhor. O 0-100 km/h no Pulse precisa de 7,8 segundos, enquanto no Renegade 8,7 segundos.

Outro número importante que demonstra a agilidade do Pulse Abarth fica na relação peso/torque de 45,5 kg/kgfm no Pulse e de 53,4 kg/kgfm no Renegade. Considerando o mesmo torque específico, o peso menor do Pulse (1.250 kg x 1.468 kg) favorece o melhor comportamento dinâmico do modelo.

A suspensão foi recalibrada e ganha amortecedores, molas e barra estabilizadora redesenhados para o Pulse Abarth. Até mesmo o sistema ESP permite maior controle do motorista.

A marca ainda não revelou todos os dados, que só serão divulgados no lançamento, mas com essas primeiras informações já é possível constatar que o Pulse Abarth entregará uma experiência de dirigir com foco na performance esportiva e velocidade.

- Publicidade -

Visualmente o modelo ganha apliques que imitam fibra de carbono na parte superior da grade em formato colmeia e também internamente. Com rodas de 17 polegadas e o adesivo Abarth na lateral do veículo, a proposta esportiva chama atenção.

Na traseira o nome Abarth surge na parte central em destaque, enquanto o logotipo com o nome Pulse ganha cor diferenciada vermelha na letra E. Temos escapamento com dupla saída.

Por dentro… bem, o interior do carro estava camuflado e não era permitido fazer registros, ainda assim, notamos que puxadores, volante e parte do console central terão acabamentos na cor vermelha.

Apesar do deslocamento até Interlagos ainda não foi possível “pilotar” o Pulse Abarth. Ao lado do piloto de provas foi possível perceber que o modelo segura bem nas curvas, tem rápido ganho de velocidade, uma pequena tendência de saída de traseira quando no limite da velocidade, mas dentro do esperado. O carro realmente empolga e se mantém com boa estabilidade e segurança em toda volta.

Ao final da volta era percebível que os freios dianteiros, a disco, trabalharam mais para garantir a segurança e estranhamente, na traseira o modelo usa lona nos freios. Para manter a proposta do alto nível em performance, os freios a disco poderiam marcar presença também nas rodas traseiras.

Um novo capítulo no Brasil – A Abarth já teve dois modelos vendidos no país. Em 2002 foi o Stilo. A versão mais potente do hatch era equipada com um motor cinco cilindros, 2,4 litros, 167 cv de potência e 22,8 kgfm de torque. Sua velocidade máxima era de 212 km/h e a aceleração de 0 a 100km/h em apenas 8,4 segundos.

Já em 2014 foi a vez com o icônico 500 Abarth que, ainda mais rápido, fazia de 0 a 100 km/h em 6,9 segundos. O compacto era equipado com o propulsor 1.4 Multiair 16 V Turbo com 167 cv e 23 kgfm. O design também trazia referência à esportividade da marca, com 16 elementos espalhados pela carroceria e interior do modelo, compondo linhas e contornos exclusivos.

Além disso, contava com duplo escapamento cromado, exclusivos faróis e rodas de liga leve de 16 polegadas, faixas laterais nas cores vermelho, branco e preto e capa dos retrovisores externos acompanhando a mesma cor da faixa.

Matérias relacionadas

Site oficial de ofertas Chevrolet

Mais recentes

Ofertas Peugeot 208

Destaques Mecânica Online

Fiat Toro

Avaliação MecOn

WABCO - Principal fornecedor global de tecnologias para para veículos comerciais