terça-feira, 23 abril , 2024
28 C
Recife

Eletrificados se recuperam e têm o 2º melhor mês da série histórica

Agosto registra 4.249 emplacamentos de veículos leves; 100% elétricos se destacam

O mês de agosto fechou com bons números para o mercado de veículos eletrificados no Brasil, com um total de vendas de 4.249 unidades no segmento de veículos leves.

- Publicidade -

Foi o melhor mês de 2022 e o segundo melhor mês de toda a série histórica da ABVE, superado apenas por dezembro de 2021 (4.545 unidades vendidas – ver quadro).

Em relação a julho (3.136), agosto registrou uma importante recuperação, com aumento de 35% nas vendas, voltando ao patamar acima de 4 mil unidades de junho (4.073).

- Publicidade -

É um resultado expressivo para um mercado em fase de crescimento, mas que ainda enfrenta incertezas regulatórias e tributárias em relação ao mercado convencional de veículos a combustíveis fósseis.

Em relação a agosto de 2021 (3.873), o aumento das vendas de eletrificados foi de 10%.

ACUMULADO

- Publicidade -

No acumulado do ano, foram 27.812 eletrificados leves de janeiro a agosto, com aumento de 30% em relação ao total de vendas no mesmo período de 2021 (21.397).

Em contraste, as vendas domésticas totais de automóveis e comerciais leves no mesmo período tiveram uma queda de 8,5%, em relação a janeiro/agosto de 2021 (1.214.636, contra 1.327.486 – Relatório de Emplacamentos da Fenabrave).

A participação de mercado dos eletrificados leves (market share) sobre o total de vendas domésticas de autos e comerciais leves foi de 2,3% no período janeiro/agosto de 2022 (27.812, sobre 1.214.636) e de 2,2% em agosto (4.249, sobre 194.142).

Com os números de agosto, a frota de leves eletrificada no Brasil passa de 105 mil unidades.

O mercado já tinha alcançado a marca simbólica de 100 mil veículos em circulação no país no dia 26 de julho (desde janeiro de 2012, início da série histórica da ABVE).

Os eletrificados leves referem-se à soma de automóveis, comerciais leves, utilitários e SUV, excluindo caminhões, ônibus e veículos elétricos levíssimos.

Incluem os veículos 100% a bateria (BEV/Battery Electric Vehicle), os híbridos elétricos plug-in (PHEV/Plug-in Hybrid Electric Vehicle) e os híbridos elétricos (HEV/Hybrid Electric Vehicle).

100% ELÉTRICOS

O destaque do mês foi o aumento expressivo de vendas de veículos 100% elétricos (BEV), que cresceram 115% em relação ao mês anterior, com um total de 949 veículos, contra 440 em julho.

Esse número, se comparado ao total de vendas de BEV em agosto de 2021 (267), representa um aumento de 255%, o que sinaliza que os veículos 100% elétricos vêm ganhando espaço no mercado.

Os 949 BEV de agosto indicam também que o mercado desse segmento recuperou-se em relação a julho (440) e reaproximou-se do patamar de vendas de junho (1.090).

O total de BEV leves (autos e comerciais leves) vendidos nos primeiros oito meses do ano chegou a 4.784 unidades, ou 68% acima dos 2.851 emplacados de janeiro a dezembro do ano passado.

Esse total equivale também a 99% de todos os BEV vendidos no Brasil de 2012 a 2021 (4.818).

Hoje, mais de 9.600 veículos leves 100% elétricos já circulam no país.

HÍBRIDOS

Os veículos híbridos (HEV) também se destacaram em relação a julho, com um total de vendas de 2.345 unidades, o que representa aumento de 30% sobre o mês anterior (1.799).

A tecnologia híbrida segue na liderança do mercado de eletrificados leves no Brasil e, até o momento, detém 58% do mercado de veículos eletrificados em 2022.

Dentre os híbridos, a liderança isolada continua sendo dos HEV a etanol produzidos no Brasil pela Toyota (única fabricante de leves eletrificados no país), com 1.909 unidades em agosto, ou 45% de todo o mercado desse segmento.

Os demais HEV vendidos no mercado somaram 436 unidades.

Em relação ao mês anterior, os híbridos flex a etanol apresentaram um aumento 39,2% em agosto (1.371 unidades em julho), enquanto os híbridos a gasolina praticamente mantiveram o mesmo patamar de vendas, com um pequeno aumento de 1,8% em relação ao mês anterior (428).

Em relação aos veículos híbridos plug-in (PHEV), estes apresentam ao longo do ano um crescimento discreto, porém constante.

No mês de agosto, foram vendidas 955 unidades, contra 897 unidades no mês anterior, com aumento de 7%.

De modo geral, o mercado sinaliza que os veículos eletrificados estão ganhando força, apesar do momento de transição política, com reflexos na economia do país.

Este segmento mantém a aderência tanto dos consumidores, por meio da aquisição de veículos eletrificados para transporte individual, como das empresas, por meio de frotas de veículos comerciais leves elétricos.

COMERCIAIS LEVES

Dentre os veículos leves elétricos vendidos em agosto, os comerciais leves também tiveram bom desempenho, com 218 emplacamentos no mês.

O segmento de comerciais leves elétricos ainda apresenta oscilações em sua série histórica de vendas, o que pode ser explicado pela gradativa aderência das empresas de distribuição, logística e grandes varejistas à eletrificação de suas frotas.

O marco de vendas destes veículos este ano foi registrado em junho, com 482 unidades comercializadas.

A eletrificação das frotas urbanas de carga leve é um processo muito associado ao atendimento das metas ESG das empresas, em decorrência da demanda por descarbonização do setor de transporte.

Matérias relacionadas

Monte seu Fiat Pulse

Mais recentes

Menos combustível, mais Volvo!

Destaques Mecânica Online

Avaliação MecOn

TRW - Qualidade de topo para máxima segurança