domingo, 21 abril , 2024
28 C
Recife

ZF nacionaliza de forma pioneira a produção de EPB -Electric Parking Brake

ZF é a primeira empresa do setor automotivo brasileiro a nacionalizar o sistema de freio de estacionamento elétrico, o EPB - Electric Parking Brake

Seguindo sua estratégia de negócios no Brasil e na América do Sul, a ZF anuncia a nacionalização da produção do sistema de segurança ativa EPB – Electric Parking Brake, em sua planta de Limeira, SP.

- Publicidade -

Com isso, a ZF torna-se a primeira empresa do setor automotivo a produzir o freio de estacionamento elétrico no País.

Atualmente a ZF é líder global no fornecimento deste sistema, com cerca de 150 milhões de unidades vendidas. Sua estratégia é de avançar com o fornecimento para montadoras no Brasil e Argentina.

- Publicidade -

De acordo com Mauricio Sica, Gerente Sênior de Engenharia da ZF, inicialmente a produção nacional atenderá o mercado de SUV – veículo utilitários esportivos – comercializados no Brasil. Dois deles já são equipados com o EPB da ZF, antes importado do México e Europa.

A partir da nacionalização, além desses modelos, o sistema também poderá encontrar aplicação em veículos sedã maiores, hatch, entre outros, além de caminhões leves.

O fornecimento dependerá da estratégia de cada montadora, mas sua aplicação e adoção devem ser principalmente destinadas a classe de veículos premium, com diferenciais de tecnologia e conforto como os proporcionados pelo EPB.

- Publicidade -

A nova linha instalada em Limeira, SP segue o mesmo padrão de modernidade das linhas de produção europeias, com processos totalmente automatizados e digitalizados.

A produção está integrada com a unidade industrial da empresa em Engenheiro Coelho, interior de São Paulo, onde acontecem os processos de fundição e usinagem.

A nova montagem do produto foi concebida baseada nos conceitos da indústria 4.0, como robótica avançada, sensores e câmeras de visão de última geração que garantem segurança, qualidade do produto e robustez do processo.

Dados funcionais, performance e qualidade de cada unidade montada, são checados no momento da montagem, armazenados e são utilizados através de ferramentas digitais de modo a possibilitar a constante melhoria do processo.

Um dos pontos altos da linha é a utilização do “COBOT”, ou Robô Colaborativo, neste conceito homem e a máquina dividem o mesmo espaço de forma planejada e harmonizada.

Diferente dos Robôs que realizam todas as funções e ficam em espaço restrito, o “COBOT” interage com o homem de forma segura e colaborativa aumentando a produtividade.

Outro ponto alto do processo é a utilização dos conceitos do “Lean Manufacturing”, ou manufatura enxuta que otimiza a produtividade e minimiza o desperdício olhando de forma detalhada cada etapa do processo deste o recebimento dos componentes até o processo final de embalagem do produto e envio ao cliente.

EPB – Electric Parking Brake – traz vantagens em eficiência, conforto e segurança para os usuários

O EPB da ZF é o mais compacto do mercado e possui alta densidade de potência. Disponível para aplicações de roda dianteira e traseira com capacidade de carga que varia entre 13,5kN a 25kN – 1 KN equivale a 100 kgf (Kilo Grama Força).

Oferece o menor custo e peso em comparação com outras opções de freio de estacionamento elétrico. Além disso, permite a combinação de utilização de freios de serviço a disco ou tambor no eixo traseiro.

A tecnologia automatiza a função de freio de estacionamento, eliminando a tradicional alavanca manual de freio.

Essa automação permite maior eficiência ao sistema e permite também, segurança e economia de combustível, uma vez que o veículo, com menos equipamentos mecânicos, torna-se mais leve.

Outra vantagem que possibilita a economia de combustível é a eficiência energética, que ocorre graças à redução do atrito residual entre pastilha e disco, após a liberação do freio.

O acionamento ocorre por meio de um botão que substitui a tradicional alavanca e pode ser colocado em qualquer ponto do veículo, a critério de cada montadora. “A possibilidade de acioná-lo apenas com o leve toque de um botão traz conforto aos usuários.

Totalmente automatizado, o EPB pode ser ajustado pela montadora de maneira amplamente flexível e de acordo com a melhor conveniência técnica e operacional.

Por exemplo, o sistema pode ser acionado automaticamente assim que o carro for desligado, ou com a alavanca de câmbio na posição “P”, ou ao se abrir qualquer porta, entre outros.

Do mesmo modo, sua desativação também pode ser feita conforme determinação técnica de segurança da engenharia de cada marca.

Um exemplo é a liberação do veículo apenas com o motor ligado, alavanca de câmbio na posição “D”, o pedal do freio acionado e com o cinto de segurança afivelado.

Trata-se de um sistema automático e inteligente que permite incorporar várias lógicas de segurança para evitar acidentes que podem ser ocasionados por acionamentos/desacionamentos involuntários.

O EPB elimina a necessidade de cabos mecânicos que normalmente ficam entre a alavanca de freio e as rodas traseiras do veículo.

Atuadores compactos são acionados por motores elétricos que garantem a aplicação do freio de estacionamento, oferecendo melhorias no desempenho e melhor conveniência e conforto ao motorista.

Sua instalação deixa livre o túnel central para outros recursos e possui auto diagnóstico e frenagem dinâmica independente (máximo 0,3 g).

A função básica do EPB é a função de freio de estacionamento, ou seja, assegurar que o veículo fique imóvel na condição de estacionamento (“parking”).

No entanto outras funções são agregadas ao sistema de freio através do software do EPB contido na ECU (Unidade Eletrônica Central).

Algumas montadoras preferem que o software do EPB seja integrado a ECU do veículo e neste caso o EPB torna-se um EPBi.

Para os usuários finais, as funções agregadas trazem inúmeras vantagens associadas à segurança, economia e conforto como o Drive Away Assist – quando o freio de estacionamento somente é liberado quase que simultaneamente com o início da aceleração do veículo pelo motorista.

Outra função que proporciona um grande conforto é o “Hill Hold”, que evita que o veículo recue em uma subida até que o motorista acelere, neste caso, o software do EPB lê a condição de inclinação e parada do veículo, aciona o freio auxiliando o motorista na condição de rampa e o libera imediatamente quando o acelerador é acionado.

O componente possui interface entre o interruptor EPB e o pedal do acelerador. Sensores de desgaste das pastilhas de freio alertam o motorista para a manutenção e troca, garantindo segurança.

Sua concepção é compatível com o sistema de freio normal de serviço (hidráulico) e oferece alta durabilidade.

O conceito de acionamento elétrico de freio presente no EPB da ZF e a sua integração com outros subsistemas permite manobras autônomas, o que significa que o EPB é uma ponte para as tecnologias futuras de eletrificação e veículos autônomos, possibilitando também a redução de emissões de poluentes.

Matérias relacionadas

Monte seu Fiat Pulse

Mais recentes

Menos combustível, mais Volvo!

Destaques Mecânica Online

Avaliação MecOn

TRW - Qualidade de topo para máxima segurança