quarta-feira, 21 fevereiro , 2024
28 C
Recife

Frenagem automática falhou no Volkswagen Polo? Mentira!

- Advertisement -

Fala pessoal do Mecânica Online, tudo bem? Recebemos por esses dias um vídeo mostrando um novo Polo batendo atrás de outro veículo e culpando o ACC – o Adaptive Cruise Control, ou Piloto automático Inteligente equipado com o Front Assist – tecnologia que está sempre ativa (ao contrário do ACC) e que monitora a aproximação do carro à frente, freando o veículo automaticamente em uma situação de risco iminente, independente da velocidade que estiver, tecnologia chamada de frenagem autônoma de emergência, não ter atuado da maneira correta.

Para começar o Volkswagen Polo não oferece o ACC. Só por esse início já colocamos em dúvida a qualidade da instalação e programação adequada para o tipo de veículo e situação do acidente. Os fabricantes realizam exaustivos testes antes de oferecer a tecnologia em seus modelos.

Normalmente ao detectar uma rápida aproximação em relação a um carro adiante, o Front Assist emite um aviso sonoro e outro luminoso, e dá uma “cutucada” no freio, alertando o motorista. Na sequência, vai aumentando a força de frenagem até a parada total do carro.

- Advertisement -

É importante que fique claro, que além do conforto, o Adaptive Cruise Control é um recurso controlado pelo motorista. Por isso, no momento em que o motorista está ajustando a distância a ser mantida em relação ao veículo à frente, o sistema automaticamente determina uma distância mínima necessária de segurança.

Desta maneira, em uma situação de risco iminente, o motorista terá condições de evitar um acidente. Se depender apenas do ACC, o motorista nunca vai andar colado ao carro à frente, como acontece no vídeo.

Com o automóvel em movimento, o sistema atua o tempo todo, captando os sinais dos veículos à frente. Se um deles reduzir a velocidade repentinamente, o módulo do ESC – controle eletrônico de estabilidade – baseado nas informações enviadas pelo radar – vai operar levando em conta a velocidade com que o carro se aproxima daquele que parou e se o motorista está fazendo alguma manobra para evitar a colisão.

- Advertisement -

O programa imediatamente vai alertar o condutor com sinais visuais e sonoros, e se mesmo assim o condutor não reagir, o ESC vai acionar os freios para tentar evitar ou ao menos, amenizar os impactos de uma batida. É sempre importante destacar que a tecnologia é um sistema auxiliar. O motorista jamais deve ficar desatento por estar conduzindo um automóvel com o equipamento.

Todo ACC tem duas funções básicas: manter, a partir de ajustes pré-estabelecidos pelo motorista, a velocidade do carro e a distância em relação ao veículo que trafega à frente, controlando automaticamente as acelerações e frenagens.

Essa tecnologia não é um recurso de direção autônoma, mas que auxilia o motorista durante a condução, tornando-a mais confortável e segura. Toda responsabilidade das tomadas de decisões ao volante são únicas e exclusivas do motorista, que deve manter 100% da atenção na via durante toda a viagem.

No Hyundai HB20 Nova geração, por exemplo, que disponibiliza essa tecnologia, temos que em velocidade de até 50 km/h, o sistema consegue parar completamente o modelo, mesmo sem qualquer intervenção do motorista, antes da colisão. Se a velocidade for entre 50 km/h e 60 km/h, o sistema minimiza consideravelmente os efeitos da batida – eliminando o fator da ausência de reação que é responsável pela maior gravidade das ocorrências. No vídeo o veículo tem velocidade superior a 70 km/h.

O vídeo por ter sido produzido em via pública pode ser passível de infração de trânsito no artigo 174 quando a conduta coloca outras pessoas em risco e contravenção penal no artigo 34 sobre dirigir veículos na via pública, pondo em perigo a segurança alheia.

Matérias relacionadas

Mais recentes

Destaques Mecânica Online

Avaliação MecOn

Lançamentos