segunda-feira, 4 março , 2024
28 C
Recife

Cummins Brasil celebra “Dia Global da Remanufatura”

São 33 anos de experiência na fabricação de produtos remanufaturados, alinhamento com o conceito de economia circular e sustentabilidade ambiental

A Cummins Brasil celebra o Dia Global da Remanufatura (13/4) por meio da ReCon, marca que representa o negócio de produtos remanufaturados da líder em tecnologia de energia.

Com 33 anos de experiência no desenvolvimento do portifólio ReCon, a fabricante reforça seu compromisso com a economia circular e contribuição com o mercado de reposição ao fortalecê-lo com produtos e consumo mais sustentáveis.

Em evento pioneiro, a Cummins Brasil promove, juntamente com a SAE e a BOSCH, o Reman Day, que vai abordar a importância deste negócio no ponto de vista da sustentabilidade.

A Cummins Brasil, por sua vez, prevê a apresentação de três palestras que incluem as temáticas: “Economia Circular – Compartilhando boas práticas, competências e habilidades verdes do futuro”, “O papel da logística reversa nos modelos de negócios de remanufatura” e “Diferenças entre reparo, recondicionado e remanufaturado”.

De acordo com Glaucio Soares, líder da operação de manufatura de ReCon no Brasil, “com o Reman Day em nosso calendário, temos como objetivo mostrar as diversas vantagens que esta linha traz para o mercado como um todo, que vai além da reafirmação dos benefícios financeiros obtidos por meio da aquisição de produtos remanufaturados.

A linha ReCon da Cummins fomenta a economia circular, trazendo benefícios para o meio ambiente e para o usuário final, que conta com produtos a pronta entrega maximizando a disponibilidade do seu veículo em operação, com a garantia de fábrica e a qualidade da nossa marca”.

Para a Cummins, a remanufatura é um exemplo prático do compromisso da empresa com a sustentabilidade, já que o processo de produção demanda 85% menos energia elétrica se comparado à fabricação de um produto novo e utiliza tecnologia que garante um elevado reaproveitamento de materiais, eliminando o descarte desnecessário de peças.

Anualmente, são cerca de 530 toneladas/ano de materiais trazidos de volta para a fábrica no Brasil. Vale acrescentar ainda que só as operações da marca ReCon no mundo evitam a emissão de 90 mil toneladas de gases de efeito estufa por ano.

A linha ReCon é a solução da Cummins para os clientes que procuram e necessitam com agilidade de seus veículos em perfeitas condições de operação, com custo competitivo de manutenção e agilidade na hora de um eventual reparo.

As peças remanufaturadas Cummins trazem diversos benefícios, como qualidade, garantia de fábrica e disponibilidade para reduzir significativamente o tempo de espera com o veículo parado.

No processo de fabricação, as peças ReCon passam por um desenvolvimento industrial, no qual são desmontadas, limpas, inspecionadas e todas as partes são recuperadas e/ou substituídas, de acordo com a necessidade.

A Cummins Brasil reutiliza e recicla enorme quantidade de materiais passíveis de remanufatura. Itens de desgaste ou obsoletos são 100% substituídos por peças novas. Os motores e componentes são produzidos para assegurar a mesma performance e desempenho dos produtos novos Cummins.

São diversas as exigências da empresa para uma peça ser remanufaturada e inserida na gama ReCon. Ausência de soldas, por exemplo. A linha ReCon segue as mesmas especificações e requisitos de um produto novo, com preço mais competitivo.

Os produtos trazem os padrões de qualidade Cummins e são produzidos para assegurar a mesma performance e desempenho dos produtos novos Cummins.

“Além disso, oferecemos garantia de 12 meses, a mesma de um produto novo, com cobertura da rede autorizada Cummins em todo o território nacional. O cliente ReCon conta ainda com produtos que já incorporam as mais recentes atualizações de engenharia de fábrica”, complementa Mariana Marcondes, gerente de Vendas de Peças de Reposição da Cummins Brasil. O custo de manutenção, quando necessária, é de 20% a 30% menor que a de um produto novo e o tempo que o veículo fica inativo é 60% menor do que em uma reforma convencional.

Matérias relacionadas

Mais recentes

Destaques Mecânica Online

Avaliação MecOn