sexta-feira, 1 março , 2024
28 C
Recife

Projeto da Audi para a F1 é exibido ao lado dos conceitos A6 e-tron Avant e urbansphere concept

Audi apresenta protótipo de Fórmula 1 no Salão de Xangai, na China. Propulsor elétrico segue em desenvolvimento nas instalações do centro técnico de Neuburg, na Alemanha. Fabricante exibe linha de veículos totalmente elétricos em seu estande conjunto com os parceiros locais FAW e SAIC

A Audi AG apresenta pela primeira vez ao público o seu projeto de Fórmula 1 no Salão do Automóvel de Xangai, entre os dias 18 a 27 de abril.

A fabricante alemã entrará na disputa do principal campeonato global de automobilismo a partir de 2026. Sob o lema “F1 Power made in Germany” (potência desenvolvida na Alemanha), a empresa segue desenvolvendo o seu propulsor para ingressar no torneio da FIA.

“O automobilismo é parte integrante do nosso DNA. Estamos convencidos de que o nosso compromisso com a Fórmula 1 fortalecerá o foco esportivo da Audi”, afirma Markus Duesmann, presidente do Conselho de Administração da AUDI AG, no Salão do Automóvel de Xangai. “O projeto Audi Formula 1 decolou nos últimos meses”, comenta Oliver Hoffmann, membro do Conselho de Administração para Desenvolvimento Técnico da AUDI AG.

“Nos concentramos em tópicos como o gerenciamento de energia do sistema de transmissão híbrido. Afinal, a eficiência é um fator-chave de sucesso na Fórmula 1 e na mobilidade do futuro”, conclui Hoffmann.

O primeiro projeto do propulsor, formado pelos motores a combustão, elétrico, bateria e unidade de controle eletrônico, está programado para entrar na fase de testes antes do final deste ano.

Além disso, o simulador de desenvolvimento dinâmico usado no centro técnico para a produção de motores na cidade de Neuburg, na Alemanha, será levado aos padrões da Fórmula 1 e contribuirá ainda mais na criação do novo propulsor da Audi.

Enquanto isso, mais de 260 especialistas integram a equipe de desenvolvimento na divisão Audi Formula Racing GmbH. Entre eles, há experientes funcionários da Audi Sport e da Audi com ampla experiência no automobilismo elétrico.

Eles são acompanhados por especialistas com experiência em Fórmula 1 que foram contratados externamente e fortalecerão a equipe. Até o final do ano, a equipe será composta por mais de 300 funcionários.

Ao mesmo tempo, o espaço Competence Center Motorsport, em Neuburg, será expandido no projeto de Fórmula 1. A partir do segundo semestre deste ano, serão instalados, em um novo prédio com área de aproximadamente 3.000 metros quadrados, equipamentos de teste para o desenvolvimento dos motores elétricos – a conclusão do edifício está prevista para o início de 2024.

Vale destacar que o fornecimento de eletricidade e calor em Neuburg já é neutro em CO₂: a instalação é abastecida com aquecimento urbano a partir de calor residual industrial e eletricidade verde de usinas hidrelétricas da região.

A FIA, órgão mundial de governança, concedeu à unidade o seu selo ambiental de três estrelas, a mais alta distinção em conservação ambiental e sustentabilidade.

O objetivo da Audi é continuar a fornecer energia neutra em CO₂ para o projeto da Fórmula 1 em Neuburg e estabelecer um suprimento de energia regenerativa no local.

A sustentabilidade também desempenha um papel importante na Fórmula 1. Os regulamentos que serão aplicados a partir de 2026, focam em maior eletrificação, e o sistema de transmissão elétrico terá quase tanta potência quanto o motor de combustão.

Os motores turbo de 1.6 litros altamente eficientes serão alimentados por combustível sintético sustentável. A Fórmula 1 serve como um driver de tecnologia tanto para a eletromobilidade quanto para os combustíveis sustentáveis. Além disso, a Fórmula 1 estabeleceu o objetivo de ser neutra em carbono até 2030.

O foco na sustentabilidade e na eficiência de custos foram fatores importantes para a entrada da Audi na Fórmula 1, a qual foi oficialmente anunciada no final de agosto de 2022. A partir daí, a Audi selecionou a experiente equipe de corrida suíça Sauber como sua parceira estratégica para a implantação de uma equipe de fábrica da Audi na Fórmula 1 a partir de 2026.

Audi no Salão de Xangai – A Audi e os seus dois parceiros locais de joint venture – First Automotive Works (FAW) e SAIC Motor – estão apresentando o seu portfólio de produtos para a China em um estande conjunto no Salão do Automóvel de Xangai.

A mobilidade premium sustentável está no centro das atenções com uma linha de veículos totalmente elétricos da Audi. O carro de Fórmula 1 com a pintura exclusiva das quatro argolas, bem como os conceitos Audi A6 Avant e-tron e Audi urbansphere serão exibidos publicamente no país pela primeira vez. Serão exibidos também o Audi Q4 e-tron e o Audi Q5 e-tron, ambos produzidos localmente.

“À medida que nos preparamos para a maior iniciativa de produtos da história da Audi, a linha de veículos totalmente elétricos e os dois veículos conceituais voltados para o futuro ilustram nossa visão de mobilidade premium sustentável, adaptada ao mercado chinês. Por meio de nossa abordagem ‘na China para a China’, estamos desenvolvendo produtos e serviços premium adequados perfeitamente às demandas dos clientes locais”, afirma Duesmann.

Os visitantes do estande da Audi em Xangai também podem ver dois emocionantes veículos conceituais da Audi. O conceito Audi A6 e-tron Avant totalmente elétrico precede as futuras gerações de station wagons da Audi.

Construído sobre a próxima plataforma de EPI, o veículo esportivo e elegante possui tecnologia de 800 volts, capacidade de carga de 270 kW e um alcance de até 700 quilômetros de acordo com o WLTP.

O segundo veículo conceitual no salão é o Audi urbansphere concept. Desenvolvido para uso em megacidades densas em tráfego, o veículo conceito totalmente elétrico oferece o maior espaço interno de qualquer Audi até o momento.

Ele foi projetado de dentro para fora, colocando as necessidades dos passageiros em primeiro lugar. Como resultado, combina de forma inteligente materiais premium, tecnologias avançadas e serviços digitais para oferecer uma experiência luxuosa e relaxante no estilo lounge para seus ocupantes.

Audi na China – A abordagem da “Audi na China para a China” é o resultado do esforço da empresa para atender às necessidades e expectativas dos clientes e mercado chineses, como digitalização e comércio eletrônico.

A Audi expandiu seu portfólio local de BEV na China em 2022 com dois SUVs baseados no sistema modular de acionamento elétrico (MEB): o compacto Audi Q4 e-tron e o médio Audi Q5 e-tron. Eles foram seguidos no final daquele ano pelo Audi e-tron GT quattro*, importado da Alemanha.

A Audi está fortalecendo suas capacidades de pesquisa na China com um novo edifício de Pesquisa e Desenvolvimento. A instalação desenvolve veículos específicos da China, bem como tecnologia de modelagem de marca.

Ele serve como um importante centro de inovação para áreas de desenvolvimento, incluindo funcionalidade inteligente do cockpit, displays inovadores, sistemas inteligentes de controle de voz e soluções de conectividade. Além disso, a equipe local interage com seus colegas na Alemanha para definir e desenvolver recursos de produtos para novas arquiteturas eletrônicas, incluindo sistemas avançados de assistência ao motorista e sistemas para condução automatizada.

O próximo marco no roteiro de veículos elétricos da Audi para a China será a produção de três novos modelos localizados com base na próxima Premium Platform Electric (PPE).

A partir do final de 2024, as versões do futuro Audi Q6 e-tron e da série de modelos Audi A6 e-tron adaptadas ao mercado chinês serão fabricadas na fábrica de Changchun da Audi FAW NEV Company. A Audi está estabelecendo esta nova fábrica em conjunto com seu parceiro FAW.

No total, as quatro argolas estão investindo cerca de 2,6 bilhões de euros na criação da empresa e na construção da fábrica. Com o novo local de produção, a Audi está criando cerca de 3.000 novos empregos em Changchun.

Com mais de três décadas de experiência no mercado, a presença da Audi na China remonta a 1988, quando a marca alemã se tornou o primeiro fabricante premium a iniciar a produção local na China sob a joint venture FAW-Volkswagen.

Desde então, a Audi e seus parceiros entregaram quase oito milhões de veículos na China. A produção da Audi sob a joint venture FAW-VW ocorre em quatro locais na China: Changchun, Foshan, Tianjin e Qingdao.

Em 2021, a Audi lançou uma nova parceria com a SAIC para aproveitar as oportunidades de crescimento e expansão de seu portfólio de produtos. A SAIC fabrica modelos Audi em suas fábricas em Anting (Xangai) e Ningbo. Com produtos inovadores criados “na China para a China”, uma experiência de marca com curadoria e uma jornada consistente do cliente, a Audi agora está atraindo uma nova geração de clientes.

Matérias relacionadas

Mais recentes

Destaques Mecânica Online

Avaliação MecOn