segunda-feira, 4 março , 2024
28 C
Recife

Marcas do Renault Group lançam projeto de utilização de veículos elétricos como taxi

Seis veículos do modelo Renault Zoe E-Tech 100% elétrico foram entregues aos taxistas, escolhidos pela URBS para participar do projeto.

Em uma parceria estratégica com a ABDI (Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial) e com a URBS (Urbanização de Curitiba S/A), Renault e Mobilize, marcas do Renault Group lançam projeto de utilização de veículos elétricos como taxi na cidade de Curitiba. Seis veículos do modelo Renault Zoe E-Tech 100% elétrico foram entregues aos taxistas, escolhidos pela URBS para participar do projeto.

Após o anúncio realizado no Smart City Expo Curitiba 2023, a Urbanização de Curitiba (URBS), lançou edital de chamamento para os taxistas interessados em participar dos testes de táxis elétricos na cidade. Os taxistas se inscreveram e seis foram sorteados para participar do programa, com duração prevista de seis meses.

Os testes com taxi elétrico serão a base de um projeto de eletrificação da frota de táxi de Curitiba, dentro da política pública para conter as mudanças climáticas e zerar emissões de carbono até 2050. A tarifa cobrada dos passageiros será a mesma da praticada nos táxis convencionais da cidade. Os motoristas selecionados receberam um treinamento promovido pela Mobilize, que incluiu informações técnicas do veículo, forma de condução e test-drive em trechos urbano e de rodovia.

“Com muita satisfação lançamos este projeto de taxi elétrico em Curitiba, que é a casa da Renault e da Mobilize no Brasil. Não tenho dúvidas que toda a expertise da Renault nos veículos 100% elétricos e da Mobilize nas soluções de mobilidade irão contribuir positivamente para a cidade”, destaca Ricardo Mendes, Head Mobilize Beyond Automotive no Brasil.

Os veículos elétricos foram adquiridos pela ABDI com gestão da Mobilize Beyond Automotive, e alugados pelos taxistas através da plataforma Mobilize Share. Para facilitar o processo de recarga, foram instalados pela Mobilize dois carregadores Wallbox Comander 2S 22KW na Rodoferroviária de Curitiba, local que será o ponto de apoio do projeto. Os taxistas também terão isenção de 100% do valor das recargas durante o período de duração do estudo, isenção de taxas de outorga e ainda dispensa de pagamento do Estacionamento Regulamentado (EstaR).

“O município dá mais um passo para substituição da matriz energética fóssil pela energia limpa no transporte. Estamos testando ônibus elétricos e agora avançamos com a frota de táxi da cidade. Além da população poder conhecer a tecnologia, os testes nos darão uma base de dados sobre o modelo elétrico e seu desempenho”, afirma Ogeny Pedro Maia Neto, presidente da URBS.

De acordo com o presidente da ABDI, Igor Calvet, há três anos a Agência vem desenvolvendo projetos de eletrificação e de compartilhamento veicular e a iniciativa dos taxis elétricos confirma o compromisso da ABDI com ações que reduzam o uso de combustíveis fósseis e apostem na matriz elétrica como fonte energética para a mobilidade urbana. “Nosso intuito é que este piloto, que conta com seis veículos, possa crescer nos próximos anos e a eletrificação se torne um vetor importante de desenvolvimento da cidade e das inovações. Estamos muito felizes de poder contribuir não só com a inovação como com novos modelos de negócios”.

O evento de inauguração teve a presença Rafael Greca, prefeito de Curitiba, Ricardo Mendes, Head Mobilize Beyond Automotive no Brasil, Igor Calvet, presidente da ABDI, além de Ogeny Pedro Maia Neto, presidente da URBS, entre outras autoridades.

Matérias relacionadas

Mais recentes

Destaques Mecânica Online

Avaliação MecOn