domingo, 25 fevereiro , 2024
28 C
Recife

NVIDIA impulsiona a IA com inovação automotiva em exibição na CES

Mercedes-Benz, Polestar, Kodiak, Pebble e outras marcas apresentam os mais novos veículos impulsionados por IA.

Com o crescente interesse na IA generativa, a indústria automobilística está ávida por integrar essa tecnologia em uma variedade de áreas, abrangendo desde design, engenharia e fabricação de veículos até as estratégias de marketing e vendas. A ascensão da IA generativa, aliada à crescente relevância da computação definida por software, promete impulsionar ainda mais o mercado automotivo ao longo de 2024. Durante a CES, vários parceiros da NVIDIA na indústria automotiva revelaram suas mais recentes inovações, refletindo esse ritmo acelerado.

Entre esses parceiros, a Mercedes-Benz se destaca ao anunciar uma série de funcionalidades impulsionadas por software, apresentando os mais recentes avanços na história do Mercedes-Benz MB.OS. Essas inovações estão sendo implementadas em uma gama de veículos, incluindo o Concept CLA Classe, que integra a tecnologia NVIDIA DRIVE Orin para aprimorar a direção automatizada. Além disso, a Mercedes-Benz está adotando o uso da tecnologia digital twins para otimizar a produção, utilizando a plataforma NVIDIA Omniverse. Esta plataforma oferece recursos para o desenvolvimento de aplicações que permitem o planejamento, colaboração e operação eficiente de instalações de fabricação e montagem.

Outra marca que desponta com lançamentos significativos é a Lenovo. Durante o evento, a empresa revelou seu roadmap de computação veicular e introduziu novos produtos que se baseiam no NVIDIA DRIVE Thor. Entre eles estão o Lenovo XH1, uma unidade central de computação voltada para sistemas avançados de assistência ao motorista e cockpit inteligente, o Lenovo AH1, uma unidade de controle para tecnologia ADAS de nível 2++ e o Lenovo AD1, uma unidade controladora de direção autônoma de nível 4.

A Ansys ilustra sua integração com o NVIDIA Omniverse, destacando como essa parceria acelera o desenvolvimento de veículos autônomos. Os sensores Ansys AVxcelerate agora são acessíveis por meio do NVIDIA DRIVE Sim. Por outro lado, a Cerence apresenta o CaLLM, um grande modelo de linguagem (LLM) adaptado especificamente para o setor automotivo. Esse modelo serve como alicerce para a plataforma de computação automotiva de ponta da empresa, operando no NVIDIA DRIVE.

A Polestar também não fica de fora com o lançamento do Polestar 3, incorporando o poderoso processador central NVIDIA DRIVE Orin. Enquanto isso, a Kodiak destaca seu caminhão autônomo, impulsionado pelas GPUs NVIDIA, responsáveis pelo processamento de alta performance para lidar com grandes volumes de dados de câmeras, radares e sensores.

Além disso, a Pebble, uma startup de RV, revela seu principal produto, o Pebble Flow – um trailer elétrico de viagem semiautônomo equipado com a tecnologia NVIDIA DRIVE Orin. Prevê-se que a produção desse produto pioneiro se inicie antes do final de 2024.

“Essas inovações estão transformando não apenas a maneira como os veículos são fabricados, mas também como são percebidos e utilizados pelos consumidores. A integração de sistemas como o NVIDIA DRIVE Orin em uma variedade de produtos, desde automóveis até caminhões autônomos, destaca o compromisso contínuo em oferecer soluções de ponta que impulsionam a mobilidade do futuro”, reforça Marcio Aguiar, diretor da divisão Enterprise da NVIDIA para América Latina.

Matérias relacionadas

Mais recentes

Destaques Mecânica Online

Avaliação MecOn