domingo, 26 maio , 2024
28 C
Recife

O compromisso de SP para a descarbonização até 2050 é ambicioso?

Visando alinhar-se à campanha Race to Zero da ONU, que visa zerar as emissões líquidas de carbono até 2050, a proposta enfrenta desafios consideráveis em um estado com mais de 44 milhões de habitantes e o maior Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil.

O Governo de São Paulo lançou o Compromisso SP Carbono Zero, uma iniciativa importante na busca pela redução de emissões de gases de efeito estufa no estado. Com uma população ultrapassando 44 milhões de habitantes e o maior PIB do país, a meta de zerar as emissões líquidas de carbono até 2050, alinhada à campanha Race to Zero da ONU, levanta questionamentos sobre sua viabilidade.

- Publicidade -

O Governo de São Paulo apresentou o Compromisso SP Carbono Zero, uma iniciativa voltada para a redução de emissões de gases de efeito estufa no estado. Visando alinhar-se à campanha Race to Zero da ONU, que visa zerar as emissões líquidas de carbono até 2050, a proposta enfrenta desafios consideráveis em um estado com mais de 44 milhões de habitantes e o maior Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil.

Fernando Beltrame, especialista em projetos de consultoria, sustentabilidade e estratégia Net Zero, e CEO da Eccaplan, reconhece a ambição do Compromisso SP Carbono Zero, destacando a necessidade urgente de enfrentar as ameaças das mudanças climáticas. No entanto, ele ressalta que alcançar essa meta exigirá medidas tangíveis e um engajamento contínuo de todas as partes interessadas.

Beltrame enfatiza que as empresas precisam reconhecer a importância de pensar sobre suas emissões, bem como adotar mudanças nos padrões de consumo e comportamento da população. Isso inclui a promoção do uso de transporte público, a adoção de práticas de consumo mais sustentáveis e o estabelecimento de um sistema eficaz de monitoramento, relatório e verificação.

Além disso, Beltrame destaca a importância de investimentos significativos em infraestrutura sustentável e tecnologias limpas, como fontes de energia solar, eólica, hidrelétrica, biomassa e geotérmica. Essas fontes não emitem CO2 durante a geração de eletricidade e podem desempenhar um papel fundamental na redução das emissões de carbono.

- Publicidade -

Dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) mostram que o Brasil registrou, no primeiro trimestre de 2023, a maior produção de energia limpa dos últimos 12 anos. Esses números demonstram o potencial das energias renováveis em contribuir para a redução das emissões de CO₂.

Apesar dos desafios, Beltrame acredita que é possível alcançar a meta do Compromisso SP Carbono Zero até 2050, desde que haja determinação, inovação e colaboração por parte de todos os envolvidos.

Matérias relacionadas

Fiat Fastback

Mais recentes

Ofertas Peugeot 208

Destaques Mecânica Online

Fiat Toro

Avaliação MecOn

WABCO - Principal fornecedor global de tecnologias para para veículos comerciais