Novidade para os carros: cinto de segurança inflável

Artigo desenvolvido pela BFGoodrich tem câmaras que se enchem de ar em uma fração de segundo e distribuem melhor a pressão da fita sobre o corpo

A empresa norte-americana BFGoodrich está anunciando o desenvolvimento de um cinto de segurança inflável que espera ver adotado em todos os carros, aviões, trens e ônibus escolares nos próximos anos.

O novo cinto tem câmaras ao longo da faixa, que se inflam em uma fração de segundo, assim como o air bag, firmando motorista e passageiros no assento numa colisão ou capotamento.

Externamente o cinto é igual aos outros, mas quando as câmaras são infladas ele se expande cerca de 2,5 cm na espessura, distribuindo melhor a pressão do cinto sobre o tórax e o abdome.

Segundo a empresa, o sistema foi desenvolvido a partir do escorregador inflável usado em pousos de emergência.

A empresa está negociando com as três maiores montadoras de automóveis do mundo – General Motors, Ford e DaimlerChrysler – para fornecer a elas seu cinto, o qual recebeu o nome comercial de Smart Belt. O custo unitário é estimado em US$ 40.

“A idéia é boa, desde que se resolva o principal problema com cintos de segurança, que é fazer as pessoas usá-los”, comentou o especialista norte-americano em segurança automotiva Ralph Hoar.

- Publicidade - Mercedes-Benz