SUV Tiggo 2 aposta na boa relação custo e benefícios da CAOA Chery

Você está procurando um SUV mas o dinheiro está curto? Então você vai continuar lendo nossa matéria de lançamento do primeiro modelo da nova marca que surge no Brasil, a CAOA Chery.

Oferecido em duas versões, o Tiggo 2 aposta na melhor relação entre custo e benefícios para conquistar o consumidor, principalmente aqueles que estão migrando de segmento, buscando um carro com maior altura do solo, maior espaço interno e pacote de itens de tecnologia.

E a novidade não é apenas de um modelo novo, mas de uma estrutura totalmente renovada que apresenta a marca CAOA Chery, com fábrica em Jacareí, São Paulo, com perspectivas de vendas de 8 mil unidades até o final do ano. E para isso a rede de concessionárias deve inaugurar 30 novas lojas no mesmo período.

O modelo traz em seu DNA o resultado de parcerias com marcas europeias que são renomadas na Ásia e a excelência dos processos produtivos Chery. Estas características ficaram ainda mais fortalecidas devido à parceria com a CAOA.

O encontro entre as duas marcas fez surgir um gigante brasileiro e isso significa: introdução de novas tecnologias, agilidade e mais oferta de produtos, além de inovação no segmento.

Para se adaptar às condições brasileiras e atender às necessidades do consumidor local, o modelo passou por diversos processos de tropicalização.

O Tiggo 2 também aposta na segurança e já garantiu a 2ª posição no Índice CESVI (Centro de Experimentação e Segurança Viária) em sua categoria, depois de passar por testes rígidos que definem padrões de custo de reparabilidade. Isto significa que o seguro do novo modelo tem grandes chances de ser um dos mais competitivos do segmento.

No design observamos linhas fluidas que correm pela lateral, dando a sensação contínua de movimento, um conjunto ótico moderno com a presença de LEDs e até uma assinatura com o nome do modelo na parte interna dos faróis.

Inicialmente, o modelo está disponível em duas versões unicamente com transmissão manual: Look e ACT, mas está previsto ser oferecido também com transmissão automática até o final do primeiro semestre deste ano.

A versão Look conta com ar-condicionado, pacote elétrico completo, rodas de liga-leve 16″, ISOFIX, sensor de estacionamento traseiro, DRL (luz diurna de rodagem) e entre outros itens. Tem preço sugerido ao consumidor de R$ 59.990.

A versão ACT é oferecida por R$ 66.490 e além de todos os itens oferecidos na Look, ganha teto solar, central multimídia de 8″ – com espelhamento de celular Android e IOS -, controle de estabilidade e de tração, assistente de partida em rampa, volante multifuncional em couro, piloto automático, ar-condicionado automático como principais destaques.

Como todo SUV, o Tiggo 2 também busca oferecer espaço interno atrativo.O modelo possui entre-eixos de 2.555 mm, 1.570 de altura e 1.760 mm de largura, que permitem acomodar com conforto cinco ocupantes. O SUV tem 4.200 mm de comprimento, com porta malas de 420 litros.

Mecânica Online – As duas versões são equipadas com motor Chery de 1.5 litro, com 4 válvulas por cilindros e comando de válvulas variável. Tanto gasolina ou mesmo etanol podem ser abastecidos no Tiggo 2. O modelo também conta com sistema de partida a frio com aquecimento elétrico.

A potência do propulsor é de 115 CV a 6.000 rpm (com etanol) e de 110 CV a 6.000 rpm (com gasolina). Seu torque máximo é de 14,9 kgfm a 2.700 rpm (etanol) e de 13,8 kgfm a 2.700 rpm (gasolina).

A relação peso x potência é de 10,78 kg x CV, o que de certa forma torna o sentimento na condução que o modelo é um pouco pesado considerando que seu peso em ordem de marcha é de 1.240 kg.

Durante nossa primeira impressão no evento de lançamento do modelo, observamos o bom comportamento no uso urbano, apesar da limitação da motorização 1.5 litro. Quando se exige mais do motor, buscando mais torque, o ruído aumenta no interior da cabine e pode incomodar um pouco.

A transmissão manual possui cinco velocidades e rodando em velocidade de cruzeiro observamos que o motor fica querendo mais, uma sexta marcha seria muito bem-vinda.

Vamos aguardar a versão para um teste mais longo aqui pelo Recife. Ficamos na torcida que a transmissão automática seja melhor escalonada.

O conforto ficou um pouco comprometido pela rigidez que o conjunto da suspensão oferece, passando muitas das imperfeições da estrada para a cabine. A direção hidráulica já pede uma solução elétrica no futuro, o que ajudaria a minimizar essas sensações, melhorar a eficiência energética e dirigibilidade.

O Tiggo 2 oferece três anos de garantia para o veículo completo e cinco anos para motor e câmbio.

O Tiggo 2 será ofertado em cinco cores, sendo duas sólidas (Branco e Preto) e três metálicas (Prata, Azul e Marrom). No caso da versão ACT, existe a opção de teto pintado em preto para as cores Prata, Branco e Azul.

O consumidor já encontrará o Tiggo 2 nas revendas a partir da primeira semana de Abril, onde poderá fazer o test drive com o modelo também.

A grande vantagem é sua relação entre custo e benefícios. O consumidor deve realizar um teste-drive, atentar para o programa de garantia, custos das revisões e pós-venda oferecido.

Essa nova realidade da CAOA Chery é muito boa e vai tornar a briga no segmento mais acirrada, e quem ganha é o cliente.

- Publicidade - Cursos Mecânica Online®