Relatório de Tendências 2021 da Ford mostra a resiliência e adaptação dos consumidores à pandemia

Ninguém conseguiu prever o que aconteceu no ano de 2020.

A Covid-19 trouxe o caos político, econômico e emocional, testando os limites dos indivíduos, famílias, sistemas de saúde e setores inteiros da sociedade.

No entanto, como destaca o nono Relatório de Tendências da Ford, a pandemia também revela como as pessoas podem ser resilientes e encontrar maneiras de se adaptar – veja aqui.

“Conforme avançamos para 2021 e vislumbramos um mundo pós-pandemia, está claro que as mudanças trazidas pela Covid-19 nos transformaram, mas em que grau?”, diz Sheryl Connelly, gerente de tendências de consumo global e futuro da Ford.

“A Ford e outras empresas estão profundamente interessadas em saber que mudanças vão permanecer depois que a Covid ficar no retrovisor. Embora ninguém possa prever o futuro, não significa que não podemos nos preparar para isso”, diz Connelly.

Numa pesquisa global realizada em 14 países, 69% dos participantes disseram estar sobrecarregados pelas mudanças observadas no mundo.

Quando perguntados sobre como se adaptaram às mudanças durante a pandemia, 47% dizem ter sido “mais difícil do que imaginamos” e 53%, que foi “mais fácil do que imaginamos”.

Gerações mais novas tiveram mais dificuldade que os mais velhos: para 63% da Geração Z, se adaptar foi mais difícil do que imaginavam, contra 42% dos Boomers.

O Relatório de Tendências 2021 da Ford examina as mudanças no comportamento e nas atitudes dos consumidores em todo o mundo para ajudar os tomadores de decisão a entender como elas poderão influenciar o mundo em 2021 e depois. As tendências destacadas no relatório incluem:

Pontos de Pressão: Mundialmente, a ansiedade está alta, motivada pelo medo de contrair Covid-19 e preocupações com o impacto da pandemia nas comunidades, no emprego, educação e outras áreas.

Globalmente, 63% dos adultos dizem estar mais estressados do que há um ano e quatro em cinco, que precisam cuidar melhor do bem-estar emocional.

Cientes das implicações da pandemia na saúde mental, as pessoas estão encontrando maneiras inovadoras de agir e se conectar.

Hora de Escapar – “Que dia é hoje?” tornou-se uma pergunta comum, já que os limites entre o que é trabalho e vida pessoal desapareceram.

Para vencer a monotonia da pandemia e o confinamento nos lares, os consumidores estão buscando novos meio de escapar – e muitos estão buscando refúgio em seus veículos.

Globalmente, mais de um em quatro adultos que têm um veículo afirmam que o utilizam para relaxar. Quase um em cada cinco dizem usar o veículo para encontrar privacidade e 17% o utilizam como local de trabalho.

Preservando a Companhia – A pandemia destacou a necessidade que os consumidores têm de companhia e remodelou o seu senso de família.

A solidão é generalizada em todo o mundo – metade das pessoas dizem se sentir sozinhas com frequência.

As gerações mais jovens sentem isso de forma mais aguda: os da Geração Z são quase duas vezes mais propensos a dizer que se sentem solitários que os Boomers (64% contra 34%).

Como resultado, muitos estão repensando onde moram, mudando para mais perto da família e encontrando novas formas de companhia – online e offline.

Preocupação com as Diferenças – Em todo o mundo, o nível de desigualdade é grande – especialmente porque a pandemia teve um impacto desproporcional nas comunidades de baixa renda, minorias étnicas e mulheres.

76% dos adultos em todo o mundo dizem esperar que as marcas tomem uma posição em relação às questões sociais – e 75% dizem que as marcas hoje estão tentando fazer a coisa certa.

Boas Compras – Em meio à pandemia, a maneira com que compramos, e o que queremos comprar, se transformou.

Empresas grandes e pequenas estão se adaptando com incrível rapidez e muitos consumidores estão abraçando e aproveitando o novo normal.

Globalmente, 75% dos adultos dizem aprovar o modo como as empresas melhoraram a experiência de compra desde o início da pandemia e 41% dizem não querer voltar ao modo antigo de comprar.

Desviando do Trânsito – A pandemia pode fazer você se sentir preso, mas não estamos parados – o transporte pessoal está em alta. As vendas de bicicletas dispararam e cidades fecharam ruas para dar espaço aos ciclistas.

As vendas de carros aumentaram à medida que as pessoas buscam segurança sabendo que podem controlar seu ambiente.

E o planejamento urbano inteligente está acelerando o caminho para uma total implementação da direção autônoma. 67% dos adultos em todo o mundo dizem que estão “esperançosos sobre o futuro dos carros autônomos” e 68% dos pais dizem preferir ver seus filhos rodando em um carro autônomo do que com estranhos.

Sustentando a Sustentabilidade – No início da pandemia, a qualidade do ar surgiu como uma possível vantagem do lockdown mundial, mas esse otimismo caiu rapidamente com o aumento no uso de plásticos e outros descartáveis, deixando claro que ser sustentável e se manter sustentável nem sempre estão em sincronia.

As gerações mais jovens estão particularmente preocupadas: 46% da Geração Z em todo o mundo dizem que a pandemia nos tornou mais desperdiçadores – e 47% dizem que, a longo prazo, ela terá um impacto negativo no meio ambiente.

- Publicidade - Cursos Mecânica Online®