Mercedes-Benz

Qual será o papel da tecnologia 5G na indústria do futuro?

O conceito de revolução, atualmente, está associado à tecnologia, e não é para menos. As redes sem fio privadas em ambientes produtivos podem ser consideradas um ponto-chave para o sucesso e a competitividade da indústria do futuro; especialmente nos processos de aplicação crítica e que requerem absoluta precisão.

Em artigo recente, a Bosch faz análise da revolução que a tecnologia 5G vai causar na indústria dos próximos anos.

Com latência próxima de zero – a quantidade de atraso (o tempo) que uma solicitação leva para ser transferida de um ponto para outro e é medida por milissegundos (ms) – confiabilidade de 99,99% e altíssima taxa de transmissão, a tecnologia 5G promete dar o impulso necessário para um mundo onde a Internet das Coisas (Internet of Thinhgs —IoT) será uma realidade em todos os segmentos da sociedade.

Como a tecnologia 5G apoiará a manufatura? O 5G é a nova grande revolução, que mudará de forma decisiva a manufatura industrial. Considerado o pilar da indústria 4.0, ele permitirá um salto em direção a fábricas predominantemente autônomas, em que os responsáveis pelo registro e análise de dados serão os sensores.

A Inteligência Artificial fará os ajustes de forma contínua para que a produção se mantenha sempre de acordo com a demanda.

A possibilidade de um monitoramento 24 horas por dia, ininterruptamente, permitirá que o desempenho e a segurança sejam otimizados. Isso também é resultado de uma manutenção preventiva eficiente e da redução do tempo de inatividade dos equipamentos.

Por que a tecnologia 5G poderá revolucionar o mercado? Não há dúvidas que teremos uma revolução no processo da transformação digital com a chegada do 5G. E há números que já refletem isso: latência de apenas milissegundos, confiabilidade (99,99%) e altíssima taxa de transmissão – 20 vezes mais alta que o 4G.

Esse novo padrão de transmissão de dados trará um grande impulso no mundo da Internet das Coisas (IoT), que impactará todos os segmentos da sociedade.

Com isso, a interação entre o mundo digital e o real se dará por meio de um fluxo contínuo e, muitas vezes, imperceptíveis, aliado ainda a um alto nível de segurança e flexibilidade. Pesquisas apontam que em 2025 haverá 70 bilhões de dispositivos conectados com 5G em todo o mundo, isso se tivermos semicondutores no mercado.

Não estamos nos referindo apenas a smartphones, drones, carros autônomos ou equipamentos industriais.
O uso dessa inovação tecnológica se estenderá de itens inusitados e corriqueiros, como lâmpadas e eletrodomésticos, simples problemas nas instalações elétricas de uma residência, até sistemas avançados de mobilidade urbana ou no segmento médico.

Em redes de varejo, a tecnologia de reconhecimento facial pode ser utilizada para identificar os clientes, proporcionando uma experiência muito mais personalizada.

A Inteligência Artificial (IA) — que ainda é usada de forma limitada porque demanda muito em termos de rede e armazenamento — será a grande gestora e abrirá as portas para um nível de inovação nos negócios sem precedentes, a uma velocidade surpreendente.

Como essa tecnologia pode agregar na criação de diferencial competitivo para a indústria? Tecnologias habilitadoras, como a visão computacional ou robôs autônomos, já se beneficiam da Inteligência Artificial e do uso do conceito de redes neurais — mais conhecido pela expressão machine learning — e serão altamente beneficiadas pela redução do tempo entre o envio de comandos e o retorno dos dados.

O tempo de latência estimado na rede 5G é de menos de 5 milissegundos, característica que viabilizará o uso de armazenamento em nuvem em larga escala. O maior reflexo será o aumento da eficiência de equipamentos e o compartilhamento de informações em tempo real.

As empresas que já se preparam para o uso da tecnologia logo poderão contar com uma rede mais estável, em que será possível conectar inúmeros equipamentos e dispositivos ao mesmo tempo sem provocar falhas ou comprometer a eficiência dos processos.

Dessa forma, é possível garantir produtos de qualidade constante, que serão fabricados com muito mais velocidade e menor custo.

Imagine todas essas informações importantes de uma indústria alocadas na nuvem e transitando de um equipamento a outro, como fica a questão da segurança? A rede 5G sustenta que virá com protocolos avançados de segurança que dificultarão o vazamento das informações e a invasão dos sistemas.

Quais são os desafios para implantar o 5G no Brasil? A indústria nacional tem um desafio e tanto pela frente: a modernização e adequação de máquinas e equipamentos para que sejam capazes de se conectar entre si, via rede, para a troca de informações em tempo real.

Essa é uma preocupação urgente que precisa de ações imediatas. Afinal, a perspectiva é de que todos os processos passem a ser conectados de forma digital em um futuro não muito distante.

Como está a implantação da tecnologia 5G no Brasil? Enquanto em outros países a rede 5G já está sendo usada, aqui no Brasil a implantação ainda depende do leilão da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Apesar dos entraves burocráticos e das disputas políticas, algumas operadoras, empresas, institutos e universidades já estão testando o serviço, de forma experimental, com a devida autorização da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) para cunho de pesquisa em algumas cidades brasileiras. A previsão é de que as capitais do país tenham acesso ao 5G até 2022. Contudo, a tecnologia deve chegar de fato ao Brasil todo somente no ano de 2023.

Os critérios de avaliação e implantação do 5G no Brasil foram baseados em referências internacionais da 3GPP (3rd Generation Partnership Project). Isso significa que, provavelmente, o serviço seguirá o mesmo padrão que em outros países; facilitando, dessa forma, a integração de equipamentos de diferentes nacionalidades

Tarcisio Dias – Profissional e técnico em Mecânica, além de Engenheiro Mecânico com habilitação em Mecatrônica e Radialista. Desenvolve o site Mecânica Online® (mecanicaonline.com.br) e sua exclusiva área de cursos sobre mecânica na internet (cursosmecanicaonline.com.br), uma oportunidade para entender como as novas tecnologias são úteis para os automóveis cada vez mais eficientes.

Entre os três (TOP 3) +Admirados Influenciadores Digitais da Imprensa Automotiva.
Entre os cinco (TOP 5) dos +Admirados Jornalistas da Imprensa Automotiva.
Premiado (TOP 3) na categoria Automotivo e Motociclismo da 7ª edição do Prêmio Especialistas.

Coluna Mecânica Online® – Aborda aspectos de manutenção, tecnologias e inovações mecânicas nos transportes em geral. Menção honrosa na categoria internet do 7º e 13º Prêmio SAE Brasil de Jornalismo, promovido pela Sociedade de Engenheiros da Mobilidade. Distribuição gratuita todos os dias 10, 20 e 30 do mês.
https://mecanicaonline.com.br/category/engenharia/tarcisio_dias/

Tarcisio Diashttps://www.mecanicaonline.com.br
Gerente de conteúdo do Mecânica Online®, Tarcisio Dias é responsável também pela área de cursos e CDs interativos. Possui formação em engenharia Mecânica com habilitação em Mecatrônica pela Universidade de Pernambuco, formação técnica em mecânica pela Escola Técnica Federal de Pernambuco (CEFET/PE) e profissional em Mecânica Automotiva de Motores Diesel no Centro de Formação Profissional de Jaboatão dos Guararapes – RFFSA acordo SENAI. Também possui formação como Radialista – Locutor/entrevistador.
- Publicidade - Casa Scania

Notícias relacionadas

Cursos Mecânica Online

Oportunidade para você entender como o automóvel funciona, seus recursos e tecnologias. Participe de nossos cursos gratuitos!

- Publicidade - Casa Scania

Mais recentes

- Publicidade - Mercedes-Benz
Cursos Mecânica Online®

Lançamento

Truck

Motocicleta

Avaliação