Mercedes-Benz

Explosão de carros com GNV retratam os riscos da falta de fiscalização

Sistema GNV é seguro, mas instalações clandestinas e veículos sem manutenção e inspeção preocupa

Dois episódios de explosão de veículo equipado com Gás Natural Veicular (GNV) na mesma semana, ambos em postos da rede Ipiranga, alertam para a falta de medidas de segurança obrigatórias para o uso desse equipamento.

De acordo com a Federação Nacional dos Organismos de Inspeção Veicular (FENIVE), o aumento no preço dos demais combustíveis atrai novos consumidores para a conversão para o GNV e por isso a fiscalização deve ser reforçada, incluindo o atendimento nos postos.

Um dos casos foi registrado no dia 16 de março, quando um cilindro contendo Gás Natural explodiu dentro de um carro e destruiu o veículo, em um posto de combustíveis na região entre Fortaleza e Maracanaú, no Ceará.

Com o impacto da explosão, o cilindro foi parar em um terreno a cerca de 60 metros do posto, com uma parede danificada e um segundo carro atingido pelo objeto. Apesar disso, não houve feridos. O segundo caso ocorreu também em um posto de combustível, em Ramos, Zona norte do Rio de Janeiro, quando o equipamento de GNV explodiu, danificando completamente o veículo e o teto do posto.

Estados como o Paraná, Santa Catarina, Rio de Janeiro, São Paulo, Espírito Santo e Goiás, já contam com legislações específicas que exigem que o motorista comprove o Selo GNV para abastecer o veículo. De acordo com o presidente da FENIVE, Everton Pedroso, essas situações de explosão ocorrem por uma sequência de irregularidades.

“O proprietário do carro instala um equipamento irregularmente, nem sempre fazem a inspeção obrigatória e não regularizam o veículo e no posto não exigem a apresentação do selo do GNV no momento do abastecimento. O posto tem a obrigação de exigir este selo, pois casos como esses de explosão podem acontecer se não estiver tudo dentro dos padrões do Inmetro”, explica Pedroso.

A conversão deve ser realizada exclusivamente em empresas credenciadas pelo Instituto de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO) e devem passar por inspeção técnica para receber o certificado de segurança veicular.

A legislação federal determina a inspeção veicular anual inicial e periódica obrigatória para a renovação do Certificado de Segurança Veicular (CSV). A inspeção tem o objetivo de verificar fixação do suporte, se o cilindro está dentro da validade e se tem alguma avaria aparente, além de conferir o sistema de ventilação, o redutor de pressão, verificar pontos de possível vazamento, entre outras medidas que asseguram a qualidade da instalação do equipamento.

Após avaliação, o proprietário recebe o selo de inspeção, que comprova que o kit GNV, naquele momento, não apresentava vazamentos e que todos os componentes estavam dentro das normas de instalação e segurança previstas. Porém, a falta de fiscalização permite que sejam feitas alterações no sistema GNV e até a instalação do kit de conversão clandestinamente.

“Há muitos proprietários que fazem a instalação de forma clandestina dos veículos e sequer passam por qualquer tipo de procedimento junto aos órgãos competentes, colocando em risco a vida das pessoas”, comenta Pedroso.

Legislação – Uma lei já em vigor – desde 5 de janeiro de 2022 – no Estado de Santa Catarina obriga os postos de GNV do estado a liberarem o abastecimento de veículos apenas por meio da identificação eletrônica e validação de autenticação do selo GNV, por intermédio de um chip. O chip está inserido no próprio selo GNV e entregue ao consumidor após a inspeção veicular.

De acordo com o presidente da FENIVE, essa deveria ser uma regra nos demais estados, pois garante um controle maior na qualidade dos equipamentos. Em Santa Catarina, os organismos de inspeção estão entregando o selo ao consumidor com o chip sem custo adicional.

Veja outras dicas de segurança para atendimento de veículo com GNV em postos de combustíveis:

Solicitar o selo do GNV
O motor do veículo deve ser desligado
Devem ser desligados todos os componentes da parte elétrica, como faróis e equipamento de som
Não utilizar o telefone celular
Os ocupantes do veículo devem aguardar em local seguro, afastado do veículo
Equipamentos elétricos e eletrônicos devem permanecer desligados
O porta-malas e o capô devem ficar abertos
O frentista deve fazer o aterramento próximo à válvula do abastecimento
É proibido fumar ou usar isqueiros ou fósforos na zona de abastecimento
Antes de ligar o veículo, verificar se a mangueira de abastecimento foi devidamente desconectada.

Redação Mecânica Online®https://www.mecanicaonline.com.br
Um dos principais portais quando o assunto é mecânica na internet brasileira, o Mecânica Online® é feito por você! Através de nosso público procuramos cada vez mais oferecer um conteúdo que leve sempre o nosso principal objetivo: mecânica do jeito que você entende.
GNV.360 - PATROCÍNIOS
AutoGás
GASMIG
Ibra ITV
Landirenzo
Grupo Mat
Postos Petrocal
Grupo Raimundo Félix
Rede OPS
Rota Petróleo
Vector Gás
Auto Service Via Gás

Notícias relacionadas

Mercedes-Benz
Mercedes-Benz

Cursos Mecânica Online

Oportunidade para você entender como o automóvel funciona, seus recursos e tecnologias. Participe de nossos cursos gratuitos!

Mais recentes

Mercedes-Benz
Cursos Mecânica Online®

Lançamento

Truck

Motocicleta

Avaliação