quarta-feira, 22 maio , 2024
28 C
Recife

Nova Honda CRF 1100L Africa Twin tem produção local do câmbio DCT na linha 2023

Únicas big trail a oferecer câmbio convencional ou DCT -- modelo possui avançada eletrônica, com seis Riding Modes, HSTC, Cornering ABS, painel TFT touch colorido de 6,5" dotado de Apple CarPlay® e Android Auto®. Produção local do DCT reforça o elevado padrão tecnológico atingido pela Moto Honda da Amazônia.

O segmento das big trail é, em todo o mundo, um dos mais disputados. Desde 2017 a Honda oferece no Brasil a moto que é referência mundial nesta categoria, a Africa Twin, herdeira de uma tradição que teve início no rali Paris-Dakar, com as quatro vitórias consecutivas da Honda NXR 750, no final dos anos 1980.

- Publicidade -

A lendária campeã nos desertos africanos deu origem a modelos que inspiram nos motociclistas a vontade de se aventurarem ao guidão mundo afora. Passadas mais de três décadas de seu surgimento, as Africa Twin de qualquer geração tem um DNA comum: a eficiência em qualquer tipo de terreno, extrema confiabilidade, alta performance e tecnologia de vanguarda.

Desde seu lançamento no Brasil em 2017, a Africa Twin estabeleceu um novo padrão no segmento das big trail. Estabelecida pelo conceito ‘True Adventure’, a nova geração devolveu ao segmento adventure a maneabilidade e a capacidade de enfrentar terrenos de todo o tipo com excelente performance, tecnologia e conforto.

Em 2022, a CRF 1100L Africa Twin foi alvo de uma aprofundada renovação técnica, aperfeiçoamento que elevou potência, torque e reduziu o peso, o que em síntese resultou em performance ainda melhor. Paralelamente a este trabalho de lapidação do modelo ocorreu a introdução das versões dotadas do câmbio DCT – Dual Clutch Technology –, pelo qual as mudanças de marcha podem ocorrer automaticamente ou através de comando situado no punho esquerdo, sem necessidade do uso de alavanca de embreagem.

Para 2023, a CRF 1100L Africa Twin será oferecida em quatro versões que se diferenciam pela capacidade do reservatório de combustível e pelo tipo de câmbio, que pode ser convencional ou DCT, tecnologia exclusiva da Honda e que à partir desta geração, passará a ter a fabricação do câmbio DCT, antes feita exclusivamente no Japão, ocorrer na planta de Manaus-AM, confirmando assim o elevado padrão tecnológico alcançado pela Moto Honda da Amazônia. Esta inovação irá permitir aumentar o volume de produção e a competitividade, mantendo a mesma qualidade e confiabilidade que tornaram a big-trail referência no segmento.

- Publicidade -

Sua versão de entrada é caracterizada pelo tanque de 18,8 litros e agilidade decorrente de seu baixo peso. Para 2023 será oferecida tanto com câmbio convencional como DCT, e traz novas cores e grafismos que exaltam a esportividade do modelo, além de ter como equipamento de série um robusto bagageiro traseiro realizado em alumínio, predisposto para receber o prático baú, oferecido como opcional.

No âmbito técnico, a única mudança diz respeito ao novo ajuste da transmissão DCT, otimizada na 1ª e 2ª marchas para proporcionar uma progressão mais suave em saídas à partir da imobilidade e em baixas velocidades.

A Honda CRF 1100L Africa Twin Adventure Sports ES (Eletronic Suspension), cujo tanque de 24,8 litros garante autonomia adequada à grandes viagens, também traz novas cores e grafismos em sua versão 2023, assim como o novo ajuste no sistema DCT.

Além disso, o para-brisa regulável em cinco posições foi redesenhado, está 110 mm menor na altura, porém oferecendo a mesma proteção contra o vento e intempéries. Novas também são as proteções das carenagens laterais, em alumínio anodizado em preto, assim como o bagageiro.

Todas as versões contam com farol duplo de LEDs, luzes diurnas de condução (DRL) com ajuste da intensidade de iluminação automática. O painel MID (Multi Information Display) colorido, sensível ao toque, tem tela TFT de 6,5 polegadas através do qual é possível controlar os Riding Mode. Apple CarPlay® e Android Auto® fazem parte do equipamento das Africa Twin, permitindo conectividade através do uso de capacetes com fones e microfone por Bluetooth.

- Publicidade -

Outro dispositivo presente é o sistema ESS (Emergency Stop Signal), que aciona luzes de direção dianteiras e traseiras na eventualidade de uma frenagem de emergência em velocidade superior a 50 km/h. Equipamento comum à todas as versões da CRF 1100L Africa Twin é o cruise control.

Dotadas de acelerador eletrônico TBW e sistema HSTC de controle de tração, as Africa Twin se valem de plataforma inercial IMU de seis eixos, que auxilia na gestão e elaborado funcionamento de itens relacionados aos Riding Modes como o ajuste dos parâmetros de potência (P) em 4 níveis, freio-motor (EB) em 3 níveis, controle de tração (T) em 7 níveis mais off e o antiwheelie (W) de 3 níveis mais off.

Os quatro Riding Mode — TOUR, URBAN, GRAVEL e OFF-ROAD — são complementados por dois modos USER personalizáveis. Nas Africa Twin com câmbio DCT, a opção de mudança de marchas (D, S1, S2, S3 e MT) não altera os Riding Mode previamente selecionados.

Quanto ao motor, o bicilíndrico paralelo SOHC de 8 válvulas e arrefecido a líquido permanece inalterado: tem 1.084 cm3 de capacidade, 99,3 cv a 7.500 rpm de potência e 10,5 kgm.f de torque máximo a 6.000 rpm. O sistema de lubrificação é por cárter semi-seco e a alimentação PGM-FI tem corpos de injeção de Ø 46 mm.

Na parte ciclística, a Africa Twin se vale de um chassi de aço com arquitetura de berço semi-duplo e sub-chassi de alumínio, mesmo material usado na balança de suspensão traseira. A suspensão dianteira Showa invertida tem curso de 230 mm e tubos de 45 mmØ, é regulável na pré-carga da mola, extensão e compressão.

O amortecedor traseiro Showa oferece curso de 220 mm e a pré-carga da mola pode ser ajustada através de um comando no corpo do amortecedor.

O amortecimento em extensão e em compressão é totalmente ajustável. As Honda CRF 1100L Africa Twin Adventure Sports ES tem suspensões de controle eletrônico Showa EERATM que atuam eletronicamente ajustando em tempo real a capacidade de amortecimento.

Os freios tem função Cornering ABS que otimiza o comportamento do sistema nas curvas. O disco dianteiro tipo wave de Ø 310 mm tem cálipers Nissin de quatro pistões e montagem radial. O disco traseiro tipo wave, tem Ø 256 mm e cáliper de pistão simples. As rodas são raiadas com aros de alumínio.

A dianteira tem 21 polegadas e a traseira 18; à frente o pneu tem medida 90/90-21M/C e atrás 150/70B 18M/C, tipo Tubless nas versões Adventure Sports. O peso em ordem de marcha da CRF 1100L Africa Twin é de 215 kg seco, a versão Adventure Sports pesa 221 kg seco. As versões equipadas com câmbio DCT tem 10 kg suplementares.

Os preços sugeridos (base DF) e cores disponíveis são as seguintes:

Honda CRF 1100L Africa Twin (preto fosco ou branco): R$ 81.100,00

Honda CRF 1100L Africa Twin DCT (preto fosco ou branco): R$ 88.100,00

Honda CRF 1100L Africa Twin Adventure Sports ES (branco): R$ 102.130,00

Honda CRF 1100L Africa Twin Adventure Sports ES DCT (branco): R$ 109.130,00

A disponibilidade na rede de concessionários Honda está prevista para final de janeiro. A garantia é de 3 anos sem limite de quilometragem.

Matérias relacionadas

Fiat Fastback

Mais recentes

Ofertas Peugeot 208

Destaques Mecânica Online

Fiat Toro

Avaliação MecOn

WABCO - Principal fornecedor global de tecnologias para para veículos comerciais