A Ford está testando com sucesso a chamada tecnologia C-V2X na China, que permite a comunicação via celular do “veículo-com-tudo”.

O programa é desenvolvido em parceria com a Datang, estatal chinesa de alta tecnologia especializada no desenvolvimento e produção de equipamentos para sistemas de informação, que teve um papel chave na padronização global das tecnologias 3G e 4G e agora faz o mesmo na tecnologia 5G.

Considerada o futuro da conectividade avançada, a tecnologia C-V2X pode melhorar a segurança e a eficiência do tráfego, dando suporte à direção autônoma em todo o mundo.

Ela amplia a capacidade do veículo de ver, ouvir e entender o ambiente ao redor, incluindo cruzamentos sem visibilidade e condições de mau tempo.

Assim, permite que carros, pedestres e ciclistas colaborem e respondam com mais eficiência em situações perigosas.

Os testes começaram no final de 2017 na Zona Piloto Nacional de Veículos Inteligentes em Xangai, a primeira área de demonstração de carros conectados da China.

O programa aproveita o extenso trabalho da Datang na criação da tecnologia LTE-V2X – que é a primeira fase da tecnologia C-V2X – e a experiência da Ford em veículos conectados inteligentes.

Os testes seguiram os padrões da 5G Automobile Association (5GAA), órgão que reúne as indústrias de telecomunicação e automotiva para o desenvolvimento das soluções de mobilidade do futuro.

“Este trabalho é de grande importância para o desenvolvimento da indústria de automóveis inteligentes na China”, diz Chen Shanzhi, vice-presidente da Datang.

“A Datang é líder em LTE-V2X e acreditamos que esta tecnologia será fundamental para a transformação da indústria automotiva nos próximos anos.”

A China é líder mundial no desenvolvimento da tecnologia 5G.

O governo apóia o desenvolvimento da infraestrutura de veículos conectados inteligentes como parte da estratégia para aproveitar o potencial econômico desta tecnologia.

O C-V2X é o primeiro estágio e um passo importante para a criação da infraestrutura completa das futuras tecnologias sem fio.

“Para atingirmos a meta de futuros carros inteligentes em cidades inteligentes, toda a tecnologia deve falar a mesma linguagem”, diz Don Butler, diretor executivo de Veículos e Serviços Conectados da Ford.

“A Ford acredita que o C-V2X pode reduzir os congestionamentos e acidentes rodoviários, criando a infraestrutura para os veículos autônomos e recursos inteligentes de segurança.”

Com as tecnologias V2X será possível, por exemplo, dar alertas de segurança e informações em tempo real ao motorista para otimizar o fluxo do tráfego.

Como membro do 5GAA, a Ford ajuda a promover o desenvolvimento desta tecnologia, testada hoje em conjunto com a Qualcomm, a AT&T e a Nokia nos Estados Unidos.

A parceria com a Datang na China contribuirá para a sua adoção em todo o mundo.