Você sabe quais os tipos de manutenções automotivas que existem?

Quando o assunto é a manutenção do veículo, existem várias pessoas que mantem em dia o plano de manutenção, com a finalidade de garantir a segurança de todos que utilizam o veículo.

Mas também existem as pessoas que tem conhecimento, porém postergam deixando o automóvel chegar em situações mais críticas.

Tem outro fator externo que é a falta de infraestrutura nas rodovias, o mau estado das estradas brasileiras gera prejuízos de bilhões de reais.

A falta de recursos e o descumprimento dos projetos são fatores que contribuem para essa precariedade.

Normalmente, os veículos estão expostos a rodar pelos grandes centros urbanos, convivendo com buracos, desníveis, erosões e reparos mal feitos compõem a rotina de quem utiliza qualquer veículo para realizar deslocamentos diariamente.

Pensando nisso, listamos abaixo algumas dicas sobre como proteger seu veículo, através da realização de manutenções.

Fique atento sobre as manutenções sempre quando for necessário!

As manutenções automotivas são importantes para manter o veículo em dia e evitar que tenha dor de cabeça com o automóvel.

Quando não se preocupa com a manutenção veicular, corre o risco de ter problemas mais sérios, como por exemplo, avarias no motor do veículo e até mesmo dos freios e suspensão.

Porém, é importante que você fique atento ao Manual do Veículo, colocando as datas importantes no calendário e se planejando para as futuras manutenções. Além disso, fazer as manutenções veiculares garante a segurança do carro.

A manutenção preventiva sem dúvida é o melhor tipo de manutenção, evitando que a manutenção corretiva seja realizada quando realmente for necessária.

Quando se é disciplinado com as manutenções veiculares, você poderá fazer um acompanhamento mais sério do veículo. Portanto, o ideal é ele contar com as manutenções preventiva e preditiva.

MANUTENÇÃO CORRETIVA – Quando pensamos em manutenção, a primeira cena que nos vem à mente (pelo menos na maioria das pessoas) é de falha durante o uso, em outras palavras, e em termos mais populares o veículo quebrou.

Este tipo de manutenção, realizada após a quebra de um veículo, é conhecida como manutenção corretiva, e como o próprio nome sugere, destina-se a correção de um problema após seu acontecimento.

Não necessariamente é uma manutenção de emergência, pois ocorre quando o problema já sucedeu.

MANUTENÇÃO PREVENTIVA – Ela é realizada levando em consideração o tempo de uso do carro ou a quilometragem.

O objetivo dessa manutenção é prevenir os possíveis problemas e identificar, com antecedência, as falhas que podem ocorrer no carro.

Na maioria das vezes e para a maioria das pessoas, implicam nos “gastos desnecessários”.

Seu intuito é prevenir a falha do equipamento, evitando a quebra ou a perda de desempenho.

Na maioria das vezes, utilizam-se intervalos de tempo definidos para mapear potenciais problemas que podem se agravar caso a intervenção prévia não ocorra.

Durante a manutenção preventiva, a oficina, auto center ou loja de automóveis deverá verificar os seguintes itens:

  • Freios;
  • Troca de óleo;
  • Sistema de arrefecimento;
  • Filtro de ar;
  • Filtro de combustível;
  • Alinhamento e balanceamento;

MANUTENÇÃO PREDITIVA – Consiste em uma metodologia aplicada na área de manutenção com a finalidade de indicar as condições reais de funcionamento dos veículos com base em dados que informam o seu desgaste ou processo de degradação.

Este tipo de manutenção fornece bases importantes para suportar a manutenção preventiva.

Para identificar peças que precisam ser substituídas, deve usar programas específicos de diagnóstico automotivo, fazer análises manuais ou mesmo verificar a manutenção preventiva.

A manutenção preditiva é uma metodologia que se baseia no estado dos equipamentos. Podemos dizer que ela elimina os custos com as desmontagens desnecessárias e as manutenções corretivas.

MANUTENÇÃO DETECTIVA – A segunda das manutenções veiculares é a detectiva. Essa consiste em um conjunto de métodos que avalia a segurança e o bom funcionamento dos equipamentos do automóvel.

Ela é realizada para testar o uso a longo prazo e garantir a boa operação do veículo.

A manutenção detectiva encontra possíveis erros que estão ocultos e podem provocar avarias no futuro.

Nesse processo, os itens são testados em funcionamento para que as falhas sejam detectadas.

Entre as vantagens dessa manutenção, estão o aumento de vida útil dos equipamentos do automóvel e a diminuição dos custos nos reparos. A manutenção detectiva deve ser feita anualmente.

CONCLUSÃO – Por isso, atente-se às condições de seu veículo e atenção em manter a manutenção de seu veículo em dia, para não ter surpresas desagradáveis. E quando for fazer a manutenção do seu veículo procure sempre uma oficina especializada.

- Publicidade - Cursos Mecânica Online®