sábado, 24 fevereiro , 2024
28 C
Recife

DaimlerChrysler lança a nova linha Sprinter com motor Mercedes-Benz

A DaimlerChrysler do Brasil está lançando a nova linha de furgões e vans Sprinter, que chega com um design mais moderno, câmbio integrado ao novo painel e vem equipada com o novo motor eletrônico Mercedes-Benz, da série 600, dotado do revolucionário sistema de injeção common rail, que proporciona maior economia de combustível e reduz as emissões gasosas e o nível de ruídos do veículo.

O motor Mercedes-Benz OM 611 turbocooler DE 22 LA, produzido em São Bernardo do Campo, incorpora a mais recente tecnologia de injeção eletrônica, a CDI – Commom Rail Direct Injection, inédita no Brasil, e já utilizada no novo automóvel Mercedes-Benz E 220.

Ele já está preparado para atender a nova legislação de emissões Euro 3 ou Conama Fase 5, que ainda entrará em vigor a partir de 2004.

Ele está disponível em duas versões de potência: 109 e 129 cavalos para melhor atender os usuários nas mais variadas aplicações do transporte de cargas e de passageiros.

Devido às suas duas opções de potência, a designação dos furgões e vans 312 D muda para 311 CDI e 313 CDI, sendo que o primeiro dígito se refere ao peso bruto do veículo em toneladas e os dois últimos às dezenas de cavalos no motor. Esses modelos chegam este mês ao mercado brasileiro.

Graças ao elevado torque do novo motor – que substituiu o OM 014 LA produzido pela Maxion – a velocidade máxima aumentou de 140 para 149 km/h.

O novo motor conta ainda com uma nova caixa de mudanças da marca Mercedes-Benz, a G 32-5 / 5,05, de cinco marchas, melhorando o desempenho e a agilidade dos novos utilitários.

A nova carroçaria de perfil mais aerodinâmico confere à linha Sprinter um design mais atraente, como também, maior conforto e segurança, tanto ao motorista como aos usuários.

Outra grande novidade está no novo painel de instrumentos com a alavanca do câmbio integrada melhorando a ergonomia que juntamente com as novas molduras das portas, o revestimento renovado e o amplo espaço interno dá aos usuários a sensação de estarem em um carro de passeio.

A carroçaria dos modelos Sprinter ganhou um desenho mais moderno que aliado ao novo painel, aproxima ainda mais o Sprinter dos automóveis Mercedes-Benz, que apresentam a mais avançada tecnologia, estilo arrojado e linhas modernas, garantindo conforto aos ocupantes e prazer de dirigir aos motoristas.

O novo Sprinter propicia maior velocidade operacional, saídas rápidas e baixo consumo, resultando em maior rentabilidade para os usuários.

Sistema de injeção inédito – O motor da série 600, que equipa a nova linha Sprinter, tem um sistema revolucionário de injeção com uma única bomba, que injeta o combustível em altíssima pressão (1.350 bar) para um duto (tubo) comum (commom rail), que o distribui para os quatro cilindros que são dotados de quatro válvulas cada um.

Cada cilindro tem um bico injetor comandado eletronicamente por uma válvula solenóide que o abre e fecha no tempo exato.

“Esse sistema otimiza o consumo de combustível, reduz as emissões e os ruídos e faz o motor trabalhar de maneira muito suave, semelhante a uma versão a gasolina. A redução do nível de ruídos é obtida principalmente pela possibilidade da pré-injeção do combustível, viabilizada pelo sistema common rail”, explica Luso Ventura, diretor de desenvolvimento de motores, agregados e eletro-eletrônica da DaimlerChrysler do Brasil.

Os motores diesel de injeção direta de pequena cilindrada, como o de 2,2 litros, propicia excelente desempenho com menor consumo e reduz significativamente o nível de ruídos pela maneira suave da operação”, diz Luso Ventura, destacando ainda a turbina de geometria variável, que permite regulagem para atender a um rigor maior das emissões gasosas e alto desempenho.

Com o common rail, o controle da injeção é feito eletronicamente via válvula solenóide instalada nos bicos injetores.

O combustível é mantido sob elevada pressão, 1.350 bar, na tubulação (rail) e os injetores são comandados quanto a quantidade de combustível a ser injetada e ao correto momento da injeção, de acordo com as condições de operação do veículo.

O elevado torque máximo é um fator de destaque na nova motorização. A versão 311 CDI tem potência de 109 cv (85 kW) e atinge o torque máximo de 270 Nm entre 1.400 e 2.600 rotações. Na versão 313 CDI de 129 cv 95 kW a 3.800 rpm, o torque sobe para 300 Nm na faixa de 1.600 a 2.400 rpm.

“Com estas opções, o cliente pode escolher o veículo que exige mais ou menos torque e potência, dependendo do tipo de serviço previsto na operação em que atua e do volume de carga ou passageiros que transporta.

Esse motor já está sendo montado na fábrica da DaimlerChrysler do Brasil, em São Bernardo, de onde é enviado para a DaimlerChrysler Argentina, local de produção dos veículos Sprinter que são comercializados nos países da América Latina e Mercosul.

Design moderno e arrojado – Um veículo que passa a utilizar pioneiramente no Brasil a mais moderna tecnologia em motor Diesel, não poderia manter a mesma carroçaria, embora tivesse sido renovada apenas três anos antes.

Os estilistas da DaimlerChrysler concentraram as mudanças do design na parte dianteira, tornando o perfil em cunha mais aerodinâmico, com coeficiente de arraste de 0.34 a 0.36; a nova grade passou a ser conjugada com o novo desenho do capô do motor para, juntos, abrigarem o símbolo da marca em tamanho maior.

O logotipo também é novo, assim como o conjunto ótico, sustentado pelo novo pára-choque envolvente de material plástico inteiriço na cor preta. A nova carroçaria abriga também tomadas de ar laterais localizadas acima do nível da grade do radiador.

As mudanças internas foram bastante significativas. O painel e os instrumentos foram redesenhados para abrigar a alavanca de câmbio, abrir espaço para a bandeja do tacógrafo tipo DIN e abrigar também o novo display do sistema Assyst de manutenção.

O novo volante de quatro raios e 390 mm de diâmetro completa a composição do painel. A parte interna das portas, assim como o teto e as laterais, receberam novo revestimento, completando a mudança interior. O padrão dos assentos também é novo, com revestimento padronizado com o interior do veículo.

A alavanca de câmbio posicionada no painel, como nos automóveis, se assemelha a um joystick. Tem tamanho menor que a do modelo anterior e posição ergonômica, que torna mais fácil a seleção e o engate das marchas.

O deslocamento da alavanca para o painel liberou espaço no assoalho trazendo mais conforto ao motorista e acompanhante, facilitando a movimentação dos usuários. Os painéis das portas passaram a ter comandos de acionamento de espelho e dos vidros elétricos.

Sistemas eletrônicos – Os novos furgões e vans Sprinter incorporaram a nova e moderna caixa de câmbio da marca Mercedes-Benz modelo G 32-5 / 5,05, de cinco marchas com o acionamento por cabo e não mais por trambulador.

A embreagem M 240 também é nova, reduzindo o esforço e possíveis vibrações. A marcha entra suavemente sem vibrações torcionais reduzindo o ruído.

O tacógrafo agora é oferecido em formato de uma gaveta de CD-RON que se incorpora ao painel, facilitando o acesso e a leitura.

Todo o sistema eletrônico do novo Sprinter é comandado pelo moderno CAN Bus em cabo único que gerencia as informações.

Isso permitiu a instalação de imobilizador eletrônico de série, que oferece segurança contra furto, bloqueando o sistema elétrico, impedindo abertura das portas e a partida do motor.

O sistema eletrônico Assyst adotado na nova série é o mesmo usado nos caminhões eletrônicos 1938 S e 1944 S, e indica, por meio de símbolos em um display no painel de instrumentos, o nível do óleo lubrificante e o momento exato para a troca, de acordo com a aplicação e operação do veículo.

Se o veículo for bem conduzido, há uma extensão do prazo de troca para além das recomendações do manual. Essa flexibilidade depende também do tipo de óleo utilizado e de outras variáveis.

Versatilidade nas aplicações – No segmento de transporte de carga, a linha Sprinter firmou-se no mercado brasileiro em aplicações para carga predominantemente urbana, nas versões furgão de teto alto e baixo. Nessas aplicações, ganha destaque em frotas de grandes empresas distribuidoras.

O furgão Sprinter é também aplicado como veículo de apoio, serviços de manutenção, ambulância, resgate e prestadores de serviço como: delivery, floricultura, tinturaria, entrega de móveis e outros.

O modelo 313 CDI, com folga de potência, 129 cv, admite ar condicionado e é indicado ao transporte de produtos de maior peso.

É oferecido nas versões de teto alto e teto baixo com espaço interno variável, de 7 m3, 9,1 m3 e 10,4 m3 e em duas opções de distâncias entre-eixos de 3.000 mm e 3.550 mm. O furgão 311 CDI com motor de 109 cv é oferecido com iguais opções de entre-eixos e também na versão de teto baixo.

Toda a linha é equipada com o sistema Assyst de manutenção, que permite ao condutor programar as paradas do veículo para realizar a manutenção, além de efetuar as trocas de óleo do motor de acordo com suas características de aplicação.

As vans Sprinter, utilizadas no transporte de passageiros, nas atividades de turismo, transporte de executivos, escolares, entre outras várias aplicações, passaram também por significativas mudanças na configuração interna dos bancos e continuam disponíveis em três versões:

· Longa, de uso urbano para 15 passageiros mais o motorista, com opções de acabamento standard e luxo; a versão luxo incorpora ar condicionado, retrovisor elétrico, desembaçador do vidro traseiro e bancos reclináveis;
· Curta, ganhou mais um assento, somando 12, além do motorista, e também é oferecida nas versões standard e luxo. Esta versão traz ar condicionado, retrovisor elétrico e desembaçador do vidro traseiro;
· Executiva, no modelo anterior oferecia onze assentos para passageiros, e agora vem equipada com nove poltronas maiores, reclináveis e com apóia-braços para dar mais conforto aos passageiros. Esta versão dispõe também de alto falante adicional, trava central, com controle remoto, rodas de liga leve e pintura metálica.

As novas vans Sprinter, também equipadas com o sistema Assyst e novo tecido de revestimento, são oferecidas também com duas opções de potência: motor de 109 cavalos para o modelo 311 CDI e motor de 129 cavalos para o modelo 313 CDI com entre-eixos de 3.500 mm, esta oferecida nas versões 15 + 1 Luxo e 9+1 executiva.

No transporte de passageiros, a van Sprinter se enquadra perfeitamente como modelo padrão para as mais diversas aplicações.

Sua alta tecnologia, acabamento confortável, segurança operacional e ótima relação custo/benefício são reconhecidamente os melhores do mercado brasileiro.

A nova motorização eletrônica torna o veículo ainda mais confiável, rápido e econômico, porque o gerenciamento eletrônico monitora todo o motor com a mais alta tecnologia disponível; e a atualização do design mantém a atração pela marca no segmento de comerciais leves.

A comercialização da nova linha Sprinter será feita pela rede de concessionários Mercedes-Benz presente em todo o Páis.

Atualmente, das 180 revendas de caminhões e ônibus, 115 já estão credenciadas para comercializar e dar assistência técnica aos novos modelos. A garantia para os veículos Sprinter é de um ano sem limite de quilometragem.

Principais características da nova linha Sprinter:

· Motor diesel OM 611 DE 22 LA Common Rail
· Caixa de mudanças MB G 32-5 / 5,05 de cinco marchas
· Eixos dianteiro e traseiro MB
· Suspensão independente
· Freios a disco nas quatro rodas
· Duas opções de entre-eixos (3.000 e 3.550 mm)
· Três opções de espaço nos modelos furgão : 7, 9,1 e 10,4 m3
· Computador de manutenção Assyst
· Imobilizador e bloqueador eletrônico anti-roubo.
· Vans nas versões 9+1, 12+1, e 15+

Matérias relacionadas

Mais recentes

Destaques Mecânica Online

Avaliação MecOn