segunda-feira, 4 março , 2024
28 C
Recife

Novo Chevrolet Corsa: inovador por inteiro

Um automóvel novo de pára-choque a pára-choque. Assim pode ser definido o Corsa – nas configurações “hatchback” de cinco portas e sedã de quatro portas –, que a General Motors está lançando no mercado brasileiro.

O novo Corsa – que começa a ser distribuído neste mês de março à rede de concessionárias autorizadas em todo o país –, abre, como o primeiro grande lançamento de 2002, uma série de exclusivas novidades preparadas pela marca Chevrolet para os consumidores brasileiros.

O modelo estabelece novos parâmetros de tamanho, espaço interno, tecnologia e conforto, cria um novo segmento no mercado brasileiro e reforça ainda mais a presença da Chevrolet. Além disso, oferece a melhor relação-custo benefício para o consumidor.

O novo Corsa é, a rigor, um carro inovador em todos os sentidos, que incorpora novidades na estrutura, na carroceria, introduz o conceito de “subframe” total na suspensão dianteira em seu segmento, apresenta uma estabilidade excelente e um baixo nível de ruídos e vibrações.

Oferece também novos motores 1.0 litro “VHC” e 1.8 litro, com potência e torque sem paralelo no mercado, e ainda utiliza pela primeira vez na linha Chevrolet o “Autoclutch”, um sistema automático de acionamento de embreagem.

Ele contém também um nível de eletrônica a bordo bastante avançado, a ponto de contar com uma autêntica rede de computadores no controle de suas principais funções.

“Temos plena convicção de que o novo Corsa chega ao mercado brasileiro para surpreender ainda mais e superar a expectativa do consumidor. Trata-se de um carro novo de ponta a ponta, que traz inúmeros conceitos inovadores. Esse veículo, com certeza, terá papel decisivo no avanço das atividades da Chevrolet no Brasil, hoje uma das marcas mais importantes da General Motors Corporation no mundo”, destaca Walter Wieland, Presidente da GMB.

Segundo Wieland, com o novo Corsa – a exemplo do que ocorreu com nossos últimos bem sucedidos lançamentos, como o Celta e a Zafira –, o desafio principal é o de manter a preferência e a confiança do consumidor brasileiro em relação à marca Chevrolet.

“O sucesso de vendas, na verdade, é uma conseqüência natural do que oferecemos em termos de produtos inovadores com qualidade e, principalmente, dos serviços de pós-venda, tudo isso por um preço competitivo”.

O novo Corsa é uma evolução em relação ao projeto original desenvolvido pela Opel e lançado recentemente na Europa.

Ele incorpora variações de carroceria e mecânica – como calibração da suspensão, para melhor adequação do veículo às condições de rodagem no país –, além de nova motorização e uma frente com desenho exclusivo.

Além disso, foi criado um exclusivo modelo sedã, que promete repetir o sucesso do atual, um campeão de vendas no país.

“O novo Corsa dá seqüência ao expressivo programa de investimentos da Chevrolet no país. A modernização do processo produtivo do novo veículo, bem como seu desenvolvimento, absorveram significativa parcela dos investimentos programados pela nossa empresa”, enfatiza José Carlos Pinheiro Neto, Vice-Presidente da GMB.

Novo de ponta a ponta para superar a expectativa do consumidor – O novo Corsa incorpora muitas novidades e um desenho que evoluiu em relação ao europeu, transformando-o em um automóvel ainda mais bonito e arrojado.

Ele também cresceu em tamanho, oferecendo mais espaço e conforto interno, atributos cada vez mais requisitados pelos consumidores que exigem a melhor relação custo-benefício na compra de um veículo.

Além do visual totalmente reestilizado, o novo Corsa ganhou uma série de inovações mecânicas, inclusive um novo “coração”, ou seja, exclusivos e mais possantes motores de 1.0 litro “VHC” (very high compression) e 1.8 litro.

O modelo também oferece pela primeira vez no Brasil, na linha de veículos Chevrolet, o sistema de embreagem automática “Autoclutch”, disponível nos Corsa “hatchback” e sedã equipados com motor 1.0 litro.

No portifólio Chevrolet, o novo Corsa está posicionado acima dos atuais modelos Celta e Corsa e abaixo da linha Astra (compactos/médios), para conquistar o consumidor que anseia saltar do segmento dos carros econômicos/pequeno porte para um degrau superior.

Seu tamanho, espaço interno, inovações tecnológicas e motorização o colocam em um patamar superior à concorrência no mercado brasileiro. Ou seja, o novo Corsa inaugura um novo segmento.

Corsa, um sucesso brasileiro e mundial – Na Europa, o novo Corsa é produzido nas fábricas de Zaragoza (Espanha) e Eisenach (Alemanha). Na América do Sul, nos Complexos Industriais de São José dos Campos (Brasil) e Rosário (Argentina).

O modelo, que já atinge o terceiro ciclo de sua evolução, é um dos mais vendidos no mundo. A versão atual, correspondente ao segundo ciclo, foi lançada em 1993 na Europa e, no Brasil, em 1994.

Apenas no mercado brasileiro, considerando-se toda a família Corsa – hatch, sedã, station wagon e pickup – a GM registrou de 1994 a 2001 vendas domésticas acima de 1,3 milhão de unidades.

No Brasil, além da versão “hatchback” de cinco portas, também fabricada na Europa, está sendo produzido com exclusividade o Corsa sedã, concebido e desenvolvido pelas áreas de design e engenharia da GMB. Juntamente com o “hatchback”, o sedã atenderá o mercado interno e também se destinará à exportação.

O projeto que resultou na nova família Corsa é considerado um dos mais importantes para a General Motors Corporation.

Afinal, seu volume de vendas anual é, em média, de 1 milhão de veículos. O Corsa produzido no Brasil é exportado para vários países da América Latina, Oriente Médio, Europa, África e Ásia.

“O novo Corsa, com certeza, vai alavancar ainda mais a participação da Chevrolet no concorrido mercado brasileiro. Mesmo com a chegada de novas empresas automobilísticas no país, nossa marca tem ampliado cada vez mais sua presença e conquistado a preferência do consumidor”, destaca José Carlos Pinheiro Neto, Vice-Presidente da GMB.

Segundo ele, em 2000, por exemplo, a Chevrolet obteve uma participação de 22,6% das vendas totais no varejo, com 361.988 unidades comercializadas, representando um incremento de 0,7 ponto percentual no “market share” da empresa em relação a 2001.

“Agora, o novo modelo vem somar-se à nossa atual linha, oferecendo ao consumidor a consagrada tecnologia da marca Chevrolet e a reconhecida qualidade de nossos veículos”, acrescenta Pinheiro Neto.

Investimentos no carro e na fábrica – A GMB investiu US$ 360 milhões, no desenvolvimento do novo Corsa e na “revolução” realizada no Complexo Industrial Automotivo de São José dos Campos, localizado no Vale do Paraíba (SP).

Em preparação para receber a nova plataforma, a linha de montagem, onde é produzida também a Zafira, passou por uma significativa remodelação, um verdadeira reengenharia.

Lá, foram introduzidos novos conceitos de manufatura, incluindo processos eletrônicos, robôs e equipamentos de última geração, em linha com o que há de mais moderno hoje no mundo automotivo. Buscou-se privilegiar principalmente a ergonomia e a facilidade de ação do trabalhador, com o objetivo de se obter o máximo de qualidade no processo de produção.

Por sua vez, o modelo atual do Corsa continua sendo produzido normalmente no Brasil, exclusivamente no Complexo Industrial Automotivo de São Caetano do Sul (SP), nas versões sedã, “hatchback” 5 portas e pickup.

A Argentina também produz os dois modelos do Corsa. No caso do terceiro ciclo, utilizará apenas o motor 1.8 E-0, ou seja, para uma gasolina sem qualquer adição de álcool, e o 1.7 Diesel.

O desenvolvimento do projeto para a produção dos dois modelos na Argentina coube à GMB, que também terá a responsabilidade de exportar componentes automotivos àquela subsidiária.

Outros países como o Equador, Colômbia e África do Sul igualmente montarão os dois ciclos do Corsa, mas em operações de CKD, ou seja, o veículo segue em conteineres completamente desmontados para a montagem final no país de destino.

Matérias relacionadas

Mais recentes

Destaques Mecânica Online

Avaliação MecOn