quarta-feira, 21 fevereiro , 2024
28 C
Recife

DaimlerChrysler lança motor a gás para geração de energia elétrica

- Advertisement -

A DaimlerChrysler do Brasil lança o exclusivo motor Mercedes-Benz M 366 G movido a gás natural, para geração e co-geração de energia elétrica.

Tradicional fabricante de motores a diesel veicular que equipam os caminhões e ônibus Mercedes-Benz, a empresa passa a oferecer ao mercado o primeiro motor estacionário movido a gás natural objetivando a geração de energia.

O motor M 366 G naturalmente aspirado é indicado para aplicação em grupos geradores em condomínios residenciais ou comerciais, indústrias e estabelecimentos comerciais para suprir a falta de energia ou para contribuir na geração em horários de pico em que a tarifa da energia elétrica é mais cara.

- Advertisement -

Esse motor também pode ser aplicado em máquinas de pequeno porte em indústrias e estabelecimentos comerciais como supermercados, hotéis e hospitais.

Uma grande vantagem é a co-geração de energia, ou seja, o reaproveitamento da energia dos gases para aquecimento da água de calefação ou de caldeira, contribuindo para reduzir os custos com energia elétrica do estabelecimento, como hotel ou hospital.

Vantagens-O motor M 366 G, de 6 litros e seis cilindros em linha funciona no ciclo Otto com um redutor de pressão, um estabilizador, misturador ar-combustível e regulador eletrônico de rotação e oferece duas opções de potência: 65 kW a 1.800 rpm ou 55 kW a 1.500 rpm.

- Advertisement -

Trabalhando com baixa pressão, o motor utiliza como combustível o gás encanado disponível na rede pública e em instalações domésticas, comerciais e industriais.

A diferença é que o motor automotivo utiliza o gás comprimido a 200 bar de pressão.

Além do baixo índice de material particulado, o motor M 366 G é mais silencioso que o diesel conservando as vantagens do custo-benefício e dispensando o abastecimento periódico do combustível, já disponibilizado na rua ou no próprio estabelecimento.

O motor a gás tem durabilidade similar ao diesel, a assistência técnica é fornecida pela rede Mercedes-Benz e a manutenção é mais simples.

Pioneirismo e excelência-A DaimlerChrysler do Brasil é pioneira no desenvolvimento de motores a gás no país, experiência que acumula desde 1985, quando apresentou o primeiro propulsor para uso em ônibus urbano como alternativa ao diesel.

A empresa é considerada pelo grupo DaimlerChrysler na Alemanha, centro de referência para o desenvolvimento de motores a gás da marca Mercedes-Benz, fornecendo à matriz, e ao mercado internacional os motores desenvolvidos no Brasil.

Preocupada com a preservação do meio ambiente e identificando o aumento da disponibilidade do gás encanado nos grandes centros urbanos, a DaimlerChrysler oferece, com o novo motor a gás M 366 G, a geração de energia elétrica, com todos os benefícios da tecnologia de última geração para motores a gás.

Em 1977, a Mercedes-Benz do Brasil, atual DaimlerChrysler, adquiriu competência mundial da marca para desenvolver motores com combustíveis alternativos, uma vez que vinha acumulando experiências com motores a álcool, álcool aditivado e óleos vegetais.

O primeiro motor a gás natural M 352 G com 150 cavalos foi apresentado ao mercado em 1985. Sua evolução conquistou para a filial brasileira o centro de competência para produção e vendas dos motores a gás a nível mundial.

A versão mais recente do motor Mercedes-Benz a gás, M 366 LAG ciclo Otto com injeção eletrônica e 230 cavalos de potência, foi lançado na Expobus’2001.

A grande disponibilidade do gás combustível, seu baixo custo e as vantagens sobre o diesel no controle de emissões gasosas, aliado ao bom desempenho do motor Mercedes-Benz “made in Brazil” – levaram o grupo DaimlerChrysler a optar pelo gás como combustível alternativo valorizando a tecnologia brasileira.

Ficha técnica do M 366 G

Motor Otto aspirado
Cilindros 6 em linha
Cilindrada total 5.958 cm3
Ordem de ignição 1-5-3-6-2-4
Diâmetro do cilindro 97,5 mm
Curso do pistão 133 mm
Relação de compressão 12:1
Kit de gás Woodward
Aplicação Grupo gerador
Potências 55 kW/1.500 rpm/ 50Hz 65 kW/1.800 rpm/ 60Hz
Consumos 13,3 Kg/h ou 238 g/kWh 15,5 Kg/h ou 243 g/kWh

Os motores Mercedes-Benz atendem à legislação ambiental estabelecida pelo Programa Nacional de Controle de Poluição do Ar por Veículos Automotores (Proconve), baseado nos limites europeus, mas que ainda não são exigidos para os motores estacionários.

Exportação – O motor a gás desenvolvido pela DailmerChrysler do Brasil é exportado para a Evobus, empresa do grupo responsável pela produção de ônibus na Alemanha, nas versões M 447 h G (aspirado) e o M 447 h LAG (com intercooler), para equipar o modelo de ônibus Citaro e também a versão articulada.

Além de atender ao mercado alemão, a Evobus exporta ônibus a gás para os demais países da Europa e para a Austrália.

Matérias relacionadas

Mais recentes

Destaques Mecânica Online

Avaliação MecOn

Lançamentos