segunda-feira, 26 fevereiro , 2024
28 C
Recife

Assalto: aprenda a se proteger

Precauções dificultam o trabalho de quem está à espreita de um carro

Entrar e sair do carro tornou-se uma atividade perigosa. Os ladrões presumem que essas são as melhores horas para agir, porque o motorista fica mais desatento, facilitando a abordagem.

Ser vítima de um seqüestro-relâmpago ou ser assaltado ao volante tornou-se comum nas ruas das principais cidades do Brasil, a qualquer hora.

Se você notar alguma pessoa suspeita próximo ao seu carro, disfarce e volte depois. Faça com que sua segurança pessoal não interfira na insegurança no tráfego.

Faça o possível para não parar em sinal vermelho, principalmente à noite. Reduza a velocidade, mas se realmente tiver que parar, prefira a pista da direita ou a do meio e fique atento aos arredores.

Lembre-se que as abordagens são sempre feitas do lado do motorista. Opte por lugares bem iluminados. Películas escurecedoras dificultam a identificação do motorista.

Distração – Na cidade, fique atento: motoqueiros ou vendedores no semáforo podem ser um assaltante e lhe abordar num momento de distração. Antes de estacionar o veículo na garagem, redobrea atenção.

Alguns ladrões ficam escondidos em uma esquina escura para esperar o melhor momento de agir. Caso haja algum suspeito por perto, o ideal é dar algumas voltas pelo quarteirão.

Na saída, procure deixar o local rapidamente, deixando para sintonizar o rádio ou ajeitar os objetos pessoais depois, em local seguro.

Se o assaltante insistir em fechar seu carro ou provocar uma batida a fim de lhe obrigar a parar o automóvel, não obedeça.

Dribles – Evite discutir ou pegar esclarecimentos. Para lhe fazer parar, os ladrões fazem qualquer artimanha, até arremessar pneus ou pedras nos pára-brisas.

Para se livrar desses imprevistos, ao passar embaixo de uma ponte, procure mudar de faixa, acelerar ou diminuir a velocidade no intuito de dificultar o acerto.

Não arrisque parar o carro para falar ao celular em ruas esquisitas. Opte por lugares movimentados e iluminados.

Pacotes, embrulhos e bolsas nunca devem ser deixados à mostra. Guarde-os antes que eles sirvam de atrativo para um possível arrombamento.

Opte por pagar por um estacionamento a deixar seu veículo sem segurança. Às vezes, os arrombamentos são feitos pelos próprios flanelinhas.

Por isso, quando sair do carro, lembre-se de levar a parte removível do som, mesmo que o que mais importe seja a fiação interna. No entanto, a frente destacável chama atenção.

Se puder escolher, estacione em locais distante de árvores, já que para os assaltantes quanto mais escuro e escondido, melhor. Evite sair com jóias ou relógios de grife.

Numa abordagem, não seja bravo ou tente reagir. A provocação o instiga a mostrar a arma. Lembre-se: raramente eles atuam sozinhos e em sua maioria não gostam de ser desafiados.

Paula Delgado – Caderno CARRO – Diário de Pernambuco

Matérias relacionadas

Mais recentes

Destaques Mecânica Online

Avaliação MecOn