segunda-feira, 26 fevereiro , 2024
28 C
Recife

DaimlerChrysler lança a primeira frota de ônibus e automóveis com célula de combustível

Oito anos após o lançamento do carro-conceito NECAR 1, a DaimlerChrysler está lançando os primeiros veículos equipados com célula de combustível que serão utilizados em frotas e testados por clientes.

A partir de 2003, trinta ônibus urbanos Mercedes-Benz Citaro serão fornecidos para o transporte em dez importantes cidades da Europa, assim como 60 automóveis Mercedes-Benz Classe A “F-Cell” serão testados por clientes na Europa, Estados Unidos, Japão e Singapura.

Com esse passo, a DaimlerChrysler deixa o estágio de carro-conceito e estabelece um novo marco rumo à comercialização dessa promissora tecnologia de propulsão.

Segundo Klaus-Dieter Vöhringer, responsável por Pesquisas na DaimlerChrysler, “vencer a dependência do petróleo e encontrar soluções para os problemas de energia do futuro é um dos maiores desafios enfrentados por pesquisadores e engenheiros”.

Classe A “F-Cell”

Desde o lançamento do primeiro NECAR – New Electric Car (Novo Carro Elétrico), em 1994, a pioneira DaimlerChrysler conseguiu avanços decisivos na tecnologia de célula de combustível e lançou 20 carros conceito, demonstrando assim a viabilidade técnica deste novo e revolucionário princípio de propulsão.

A célula de combustível funciona como um conversor de energia eletroquímica a bordo do veículo para gerar energia, a partir do hidrogênio, para um motor elétrico. Desde então, o tamanho e o peso da unidade motriz foram reduzidos consideravelmente, enquanto o desempenho foi tremendamente melhorado.

Agora, com o Mercedes-Benz Classe A “F-Cell”, os primeiros carros saem do estágio de pesquisa e ganham a estrada. Os veículos dessa frota apresentam um design interior diferente e inovador, oferecendo o mesmo espaço dos carros de série, e estão sendo fabricados em condições quase padrão.

O desenvolvimento dessa tecnologia continuará agora na prática. O Classe A “F-Cell” estabelece um marco na história automotiva e, mais uma vez, demonstra a competência tecnológica da empresa.

“A tecnologia de célula de combustível nos oferece a oportunidade de unir a mobilidade à compatibilidade ambiental, trazendo assim uma importante contribuição para a sociedade”, diz Jürgen Hubbert, responsável pela divisão Maybach e de Carros Inteligentes da Mercedes-Benz.

“Para permitir que a célula de combustível seja comercializada em um futuro previsível, é extremamente importante que os problemas relacionados ao combustível e à infra-estrutura sejam resolvidos pela iniciativa global, em conjunto com a comunidade política, o setor do petróleo e o de energia. Entretanto, os engenheiros de desenvolvimento também estão enfrentando vários desafios, principalmente na área da redução do peso e do custo e na de melhoria da confiabilidade e durabilidade. Nesse campo, os fabricantes deverão cooperar mais intensamente para promover o sucesso dessa importante tecnologia”, acrescenta.

Ônibus

Ao mesmo tempo, a DaimlerChrysler lança a primeira unidade, com o número de série “zero”, do ônibus Mercedes-Benz Citaro com célula de combustível. A partir de 2003, trinta unidades serão operadas em dez importantes cidades européias: Amsterdã, Barcelona, Hamburgo, Londres, Luxemburgo, Madri, Porto, Reykjavik, Estocolmo e Stuttgart.

Esses ônibus terão que provar a sua eficiência no exigente serviço diário da linha, seja no frio do inverno nórdico, no calor do verão espanhol, em áreas planas ou regiões montanhosas.

Na Europa, milhares de passageiros por dia experimentarão diretamente esse inovador sistema de propulsão limpa.

Para Eckhard Cordes, encarregado da célula de combustível como sistema de propulsão veicular na DaimlerChrysler, “o ônibus urbano é ideal para o teste prático.

Estou orgulhoso do fato de termos conseguido desenvolver o primeiro veículo de série do mundo com célula de combustível, a partir da plataforma do Mercedes-Benz Citaro.”

Há um ano, a DaimlerChrysler estabeleceu um acordo de cooperação com a empresa de serviços de entrega Hermes, sediada em Hamburgo, para testar na utilização diária o Mercedes-Benz Sprinter equipado com célula de combustível.

Após mais de 16.000 quilômetros, a experiência adquirida ultrapassou as expectativas tanto dos engenheiros como dos clientes.

A operação simples e conveniente assim como as características dinâmicas de partida provaram ser particularmente convincentes. Precisamente no tráfego urbano e no serviço de entregas, com paradas e partidas, essas qualidades causaram uma excelente impressão geral.

“Como operadores de uma frota de 3.400 vans e principal cliente da DaimlerChrysler, fornecemos a motivação para o desenvolvimento de tecnologias amigáveis para o meio ambiente, destinadas ao setor de veículos comerciais”, diz Wolfgang Fürwentsches, diretor gerente da Hermes Versand Service A experiência favorável com a célula de combustível do Mercedes-Benz Sprinter confirma a nossa visão de que essa tecnologia de propulsão é o conceito mais viável para o futuro”.

Matérias relacionadas

Mais recentes

Destaques Mecânica Online

Avaliação MecOn