quinta-feira, 20 junho , 2024
28 C
Recife

Renault apresenta Be Bop: uma releitura da idéia de monovolume compact

A Renault apresentou no Salão de Frankfurt e de Tóquio os carros-conceito Be Bop SUV e Be Bop Renault Sport, que representam uma nova leitura para o conceito de monovolume compacto.

- Publicidade -

O primeiro tem uma proposta de utilitário esportivo com tração 4×4, enquanto o outro invoca a esportividade, seguindo a grife Renault Sport.

Os dois conceitos Be Bop combinam formas arredondadas com linhas estruturadas para uma maior eficiência aerodinâmica. O habitáculo possui uma grande visibilidade e uma luminosidade excepcional.

Apresentando diversas inovações, o interior é modulável e proporciona uma sensação de aconchego.

O tratamento “Touch Design” dos comandos confere uma utilização intuitiva, assim como uma excelente ergonomia.

- Publicidade -

Os dois veículos demonstram claramente que pertencem à família de carros-conceito da Renault, no que diz respeito ao estilo. Ambos contam com uma aparência simpática, que os aproxima do Ellypse. Se observadas de lado, algumas de suas linhas exprimem uma continuidade do Koleos.

No interior, o conceito “Touch Design” introduzido pelo Talisman (exposto no estande da Renault do Brasil no Salão do Automóvel 2002) encontra sua plena expressão.

“Dentro da linha de nossas realizações anteriores, ambos os veículos expressam, tanto por dentro quanto por fora, o desejo de levar nosso conceito de design à sua plena expressão por meio das noções de charme e sensualidade”, comenta Patrick Le Quément, Diretor do Design Industrial Renault.

Um design expressivo e muita suavidade

À primeira vista, o Be Bop SUV e o Be Bop Renault Sport seduzem por suas formas modernas e de grande suavidade.

- Publicidade -

Com quatro metros de comprimento, os dois veículos apresentam como característica marcante uma grande superfície envidraçada. Evocando a forma de uma gota d’ água, seu estilo sugere o movimento e a fineza aerodinâmica.

“A gota d’água simboliza principalmente a pureza aerodinâmica”, declara Michel Jardin, Diretor dos Carros-Conceitos na Direção de Design da Renault.

Graças à sua forma suave, os dois conceitos aperfeiçoam a aerodinâmica dos monovolumes, que, aliada ao desenho do assoalho, contribuem para a redução do consumo de combustível.

Be bop

Be Bop SUV e Be Bop Renault Sport foram desenhados com um só traço. Os pára-lamas dianteiro e traseiro dão a eles um ar simpático e ao mesmo tempo musculoso.

Na parte dianteira, a curva do capô do motor prolonga-se em um amplo pára-brisa panorâmico, que continua em um imenso teto de vidro.

O vidro traseiro em “V”, seguindo os mesmos traços dos modelos Renault atualmente comercializados no mercado europeu, completa o veículo de maneira harmônica.

Um conceito, duas atitudes

Apesar de possuírem mais de 50% das peças de carroceria em comum, Be Bop SUV e Be Bop Renault Sport, apresentam duas personalidades totalmente diferentes.

Contando com rodas de 21 polegadas e pneus Michelin com PAX System (tecnologia que permite a rodagem mesmo com o pneu furado), o Be Bop SUV é um veículo de lazer destinado à utilização mista em estrada e off-road.

Com uma distância em relação ao solo de 210 mm e transmissão 4×4, o carro vence os obstáculos com relativa facilidade.

Sua carroceria possui um desenho que lhe confere uma aparência robusta. Na dianteira, a grade frontal tem uma zona de proteção mais fosca e os faróis possuem lâmpadas de luz azul, com estética high-tech.

Já na parte traseira, as lanternas são longas e estreitas, instaladas na parte superior da carroceria. As saídas de escapamento possuem desenho discreto e estão localizadas no final dos pára-lamas traseiros, uma de cada lado.

A tampa do porta-malas do Be Bop SUV apresenta um mecanismo original, funcional e estético: a abertura realiza-se liberando o vidro da parte superior do teto, por meio de um motor elétrico.

No que diz respeito à parte inferior da tampa, a mesma se abre para baixo, acionando, simultaneamente, o deslizamento de uma plataforma onde são colocadas as bagagens e outras cargas.

Já o Be Bop Renault Sport é um monovolume compacto esportivo, equipado com um motor 2.0 turbo de 225 bhp. O amarelo brilhante de sua carroceria é característico dos modelos com a assinatura Renault Sport.

Na frente, a fluidez das linhas, aliada ao desenho da grade, reforçam a identidade esportiva do veículo, demonstrando que o prazer de dirigir um automóvel esportivo pode ser combinado com a suavidade de um modelo de topo de linha.

Um interior espaçoso e agradável

Be bopAs duas portas, de aberturas opostas, dão acesso a um habitáculo original e elegante.

Ao entrar no interior dos dois carros-conceito, a vista é atraída para um arco central, que serve de ponto de fixação aos bancos.

Com isso, o assoalho fica livre, contribuindo para que o habitáculo transmita aos passageiros uma sensação inédita de espaço.

Este arco também faz as vezes de vínculo entre os passageiros da frente com os de trás, simbolizando o espírito acolhedor do interior.

A alavanca de mudança de marchas de alumínio polido inclina-se sobre o arco central, no qual também se localizam todos os comandos das principais funções do veículo: aquecimento, ar-condicionado, controle da navegação por satélite e comandos do rádio.

Um relógio cromado está localizado no início do arco central, próximo ao motorista e ao passageiro.

Dois arcos laterais estiram-se ao longo das portas e servem de apoio aos braços dos passageiros. O interior do Be Bop apresenta porta-trecos no túnel central, no painel de instrumentos e nas portas.

Os bancos traseiros do Be Bop SUV podem desaparecer completamente sob os bancos da frente.

Um comando elétrico localizado na porta, permite dobrar o encosto do banco traseiro em poucos segundos, por meio de um braço articulado na almofada do assento.

Após isso, o conjunto traseiro (assento e encosto) oculta-se sob o banco da frente, liberando assim, espaço na parte de trás.

Um interior ergonômico, uma tecnologia escondida

Tecnologia apresentada no carro-conceito Talisman e implantada nos novos Renault Mégane, Espace e Scénic, a filosofia “Touch Design” foi aperfeiçoada nos conceitos Be Bop.

A Renault incorporou nos conceitos Be Bop uma série de inovações e tecnologia, sem que isso significasse ostentação.

A visualização das principais informações (velocidade, conta-giros, etc) foi agrupada em um visor composto por duas telas LCD sobrepostas.

Nelas, a informação aparece em caracteres que imitam alto-relevo, facilitando a leitura. O conta-giros é materializado por dois círculos coloridos.

No outro visor, localizado na parte superior do painel de instrumentos, são apresentadas as informações secundárias (navegação, rádio, comunicação e serviços Renault).

Uma característica importante, é o fato de possuir três posições: oculta, lado passageiro e lado motorista, o que facilita a leitura dos dados também por parte dos passageiros.

Dois conceitos, dois interiores distintos

Os ambientes internos dos veículos Be Bop possuem características peculiares a cada um dos modelos.

Com bancos finos, cobertos com couro de tonalidade cáqui claro, mesclando detalhes em laranja escuro, e um assoalho de algodão trançado, o Be Bop SUV tem uma personalidade marcante.

Tanto o pára-brisa panorâmico quanto o teto envidraçado acentuam este aspecto, proporcionando um nível impar de luminosidade interna.

Por outro lado, o Be Bop Renault Sport tem um ambiente que reforça sua vocação esportiva.

Os bancos pretos, com reforços laterais, assim como a alavanca de mudanças de marcha e os conta-giros, convidam o motorista a realizar uma condução mais agressiva.

Matérias relacionadas

Clínica de Serviços Chevrolet

Mais recentes

Ofertas Peugeot 208

Destaques Mecânica Online

Fiat Toro

Avaliação MecOn

SACHS - Versátil, abrangente e convincente