segunda-feira, 17 junho , 2024
28 C
Recife

Audi lança livro sobre seus 10 anos no Brasil

Audi Magazine deste mês traz especial sobre a história da marca alemã no País, também narrada no livro A Chave do Sucesso – Como a Audi se tornou cult

- Publicidade -

Quem quer saber um pouco mais sobre a história de sucesso da Audi no Brasil encontra na edição de Audi Magazine 53 (setembro 2004), que já está nas bancas, um especial sobre a primeira década da marca alemã em território nacional.

Mas o encarte é apenas um “aperitivo”. A história completa, com detalhes dos bastidores das negociações de Ayrton Senna com os alemães, é narrada no livro A Chave do Sucesso – Como a Audi se tornou cult (CB News Editora), do jornalista Chico Barbosa.

Lançada em agosto, a obra conta como se construiu a imagem da marca, que chegou ao País desconhecida e em pouco tempo se posicionou entre as mais desejadas do mercado.

O especial encartado na revista narra, de maneira cronológica e resumida, os fatos que marcaram a apresentação dos principais modelos no País.

- Publicidade -

Do início, quando Ayrton Senna assina contrato com o alemão F.J. Kortüm, presidente da Audi AG, até as campanhas mais ousadas promovidas pela Audi Senna, está tudo retratado ali.

Audi Magazine traz ainda um saboroso teste que elegeu a melhor cachaça do País, revela como os principais chefs de cozinha “pilotam” o fogão de casa, testa o primeiro jet ski com três posições de pilotagem e faz um resumo dos melhores momentos da festa dos dez anos de Audi, na Oca, e da Audi House, em Campos.

Já o livro retrata em detalhe toda a trajetória de sucesso da marca alemã no País. Dos bastidores das negociações às arrojadas e inusitadas campanhas de marketing, um diferencial da Audi.

Com ritmo de reportagem e acabamento de livro de arte, a obra do jornalista Chico Barbosa, à venda nas principais livrarias do País por R$ 150, conta como a marca foi construída no Brasil.

Para os apaixonados por carros, a obra, dividida em cinco capítulos, traz ainda as principais inovações tecnológicas que a Audi lançou no mercado. E conta como os executivos Leonardo Senna e Ubirajara Guimarães transformaram, em apenas dez anos, os carros da desconhecida montadora alemã em grande atração para os brasileiros. “O livro narra, de maneira saborosa e contextualizada, a história da construção da marca no País”, diz Barbosa.

- Publicidade -

No livro, a história também segue ordem cronológica. Começa com a assinatura do contrato e conta, detalhadamente, como foram apresentados os carros da marca no País e suas audaciosas campanhas de marketing.

Do Audi 80 Cabriolet, primeiro modelo a aterrissar literalmente por aqui, em março de 1994, passando pelo primeiro crash test ao vivo feito no País, está tudo registrado nas 150 páginas muito bem ilustradas do livro.

A História – No final de 1993, Ayrton Senna assina contrato com Franz-Josef Kortüm, presidente da Audi AG, para representar a montadora no País. Nasce então a Senna Import, que depois passa a se chamar Audi Senna.

A chegada do primeiro carro, em março de 1994, é um show. Com tudo mostrado ao vivo em um telão, sai um Audi 80 Cabriolet de um avião cargueiro que aterrissa em Congonhas.

Conduzido pelo apresentador Jô Soares, a máquina faz o percurso até um palco onde era esperada pelo tricampeão mundial de F-1 Senna, ao som do “Tema da Vitória”, melodia da bandeirada do piloto nas pistas.

A estratégia de marketing adotada ali já dava o tom do que seriam as outras campanhas.

No final de 1994, a marca apresenta seus novos modelos ao público no Salão do Automóvel, no Pavilhão de Exposições do Anhembi.

Uma de suas principais atrações – o futurístico Avus – é exposto com sucesso, dois dias antes, no Vale do Anhangabaú, centro de São Paulo. Em 1995, pela primeira vez no País, a Audi realiza, ao vivo, um crash test, no Sambódromo do Anhembi.

Na frente das câmeras e de mil convidados especialmente para o inédito evento, a montadora testa a segurança do Audi A6, que havia sido eleito o importado mais seguro do mercado norte-americano. O carro simula um acidente ao bater de frente contra um contêiner.

Na época, a marca assumiu a liderança do setor de luxo com 3.072 unidades vendidas. No ano seguinte, o modelo A3 foi lançado no salão desfilando ao lado de belas mulheres.

Depois do sucesso do Audi Fashion, o compacto da marca começa a ser vendido no País. Em 1998, chega o TT. O modelo esportivo aparece carregado por um helicóptero e aterrissa no Sambódromo.

No mesmo ano, a Audi AG, em parceria com a Volkswagen, anuncia a fabricação do A3 em território nacional.

A fábrica começa a operar em São José dos Pinhais, Paraná, em 1999. A Audi AG compra 51% da Senna Import, que detinha todos os direitos da marca no Brasil. A joint venture dá origem à Audi Senna em 2000.

Novamente a marca surpreende ao fazer um test drive ao vivo com famosos para lançar o A4 em 2001.

No ano seguinte, durante a temporada de inverno de Campos do Jordão, a Audi Senna rouba a cena ao expor seus carros no esqueleto de um prédio abandonado. Outra ação ousada: em 2003, uma balsa repleta de modelos Audi, com boate e restaurante, percorre o litoral de São Paulo e Rio de Janeiro divulgando a marca no inédito evento Audi Al Mare.

Neste ano, para comemorar os 10 anos, a Audi reúne mais de quatro mil convidados na Oca, no Parque do Ibirapuera, em uma megafesta que durou mais de 10 horas.

Foram investidos R$ 150 milhões em marketing nestes dez anos. O resultado: a Audi se transformou em sonho de consumo.

Livro: A Chave do Sucesso – Como a Audi se tornou cult (150 páginas)
Editora: CB News – Preço: R$ 150
Onde encontrar: Nas principais livrarias e no site www.audi.com.br/audistore

Matérias relacionadas

Site oficial de ofertas Chevrolet

Mais recentes

Ofertas Peugeot 208

Destaques Mecânica Online

Fiat Toro

Avaliação MecOn

SACHS - Versátil, abrangente e convincente