quinta-feira, 13 junho , 2024
28 C
Recife

Nissan desenvolve nova célula de combustível

A Nissan apresentou uma nova célula de combustível e um novo sistema de armazenagem de hidrogênio para aplicação em seus futuros veículos.

- Publicidade -

Os novos componentes foram totalmente desenvolvidos pela empresa em seu centro de tecnologia Nissan Technical Center (NTC), no Japão, e melhoram sensivelmente a performance dos veículos, em comparação com o desempenho do sistema anterior, de um fornecedor externo.

A célula de combustível, que produz energia para alimentar o motor elétrico do veículo, gera eletricidade através de uma reação química entre hidrogênio e oxigênio, tendo apenas água como resíduo.

Por este motivo é considerada a tecnologia mais avançada em termos de preservação ambiental.

Esta nova célula de combustível possui aproximadamente 60% do volume da anterior e não houve perda de potência.

- Publicidade -

A redução se deve a integração de componentes internos e criação de barreiras que diminuem espaço entre células e separam o hidrogênio do oxigênio, transferindo a eletricidade gerada para a seção seguinte e conseqüentemente obtendo a voltagem necessária para o funcionamento.

Essas mudanças potencializaram a eficiência e contribuíram para a redução de volume da caixa.

Alguns componentes internos também foram substituídos, praticamente dobrando a vida útil da célula.

A principal alteração é a membrana de troca de íons desenvolvida pela Nissan, feita de um polímero que permite aos íons do hidrogênio (prótons) passarem para o outro lado.

A nova membrana suporta uma temperatura maior dentro da caixa de células de combustível, melhorando condições operacionais. O fluxo de hidrogênio e ar (contendo oxigênio) também foi otimizado.

- Publicidade -

O sistema de armazenagem foi projetado para suportar uma carga 30% maior de hidrogênio, sem alteração nas dimensões da peça.

A conseqüência é o aumento na autonomia do veículo.

O cilindro de hidrogênio é feito internamente de alumínio e revestido por várias camadas de fibra de carbono de alta resistência e elasticidade, necessários para suportar a alta pressão de 70 MPa.

A Nissan testa a utilização comercial da célula de combustível no Japão desde 2002 e está determinada a popularizar essa tecnologia.

Alguns veículos do modelo X-TRAIL em versão FCV (Fuel Cell Vehicle) foram entregues para um número limitado de empresas em caráter experimental, com monitoramento contínuo da Nissan.

Matérias relacionadas

Site oficial de ofertas Chevrolet

Mais recentes

Ofertas Peugeot 208

Destaques Mecânica Online

Fiat Toro

Avaliação MecOn

SACHS - Versátil, abrangente e convincente