segunda-feira, 20 maio , 2024
28 C
Recife

Golf, Mille e Saveiro são os mais roubados

O roubo de carros tem aumentado na região sul do país. Segundo o diretor técnico de automóveis da seguradora Sul America, Paulo Umeki, a possível causa é o crescimento do mercado de peças usadas próximo às fronteiras, que é abastecido principalmente com componentes roubados.

- Publicidade -

A seguradora fez um levantamento dos carros mais visados. O primeiro é o Volkswagen Golf, popular sobretudo entre jovens.

Fazer o seguro de um zero- quilômetro custa em média 10% do valor do veículo (cerca de R$ 3 mil), enquanto a porcentagem paga para carros menos roubados varia entre 5,5% e 6%. Para quem vive em grandes cidades, o custo do seguro é ainda mais elevado.

Em São Paulo e no Rio de Janeiro, o valor do seguro chega a ser 45% mais caro. No Sul, a sobretaxa já chega a 35%.

Os hábitos do motorista também influenciam no cálculo da apólice. Deixar o carro na rua ou usá-lo para ir à universidade, por exemplo, são fatores encarecedores.

- Publicidade -

“O mais importante não é o veículo em si, mas o modo como ele é utilizado”, diz Umeki.

A compra – A tarefa de adquirir um carro, seja usado ou 0 km, não é fácil. São vários os fatores que devem ser levados em conta na hora de bater o martelo e fechar o negócio.

É claro que a preferência pelo modelo, ano, cor, potência, opcionais, e, principalmente, preço e condições de pagamentos, são as primeiras questões a serem vistas por qualquer um que anseia comprar um veículo.

Mas o que muitos, às vezes, não percebem ou até mesmo desconhecem são os chamados custos agregados.

No topo destas somas está o preço do seguro do carro. E não é barato. Em alguns casos extremos, o valor pode chegar a quase 20% do preço do automóvel.

- Publicidade -

Esse alto preço deve-se à visibilidade do carro. Os modelos que estão na mira das quadrilhas que roubam carros possuem os valores mais elevados.

E para dar uma pequena, mas considerável, contribuição a você leitor, prepararamos uma lista que contém os 20 carros de passeio e os 10 comerciais leves mais vendidos e o preço do seguro de cada um com a indicação dos mais caros. Na pesquisa, algumas surpresas e outras confirmações.

O sedã Honda Civic tem o melhor custo beneficio. O preço de seu seguro é aproximadamente 2,41% o valor que se paga em modelo 0 km.

O Volkswagen Golf, que tem a fama de ser o bicho papão no gasto com seguros, é mesmo o veículo com o preço mais alto entre os 20 carros de passeio 0 km mais vendidos.

Segundo dados da SUSEP (Superintendência de Seguros Privados, ligada ao Ministério da Fazenda), o hatch da Volkswagen proporcionalmente supera até mesmo o Gol e o Uno, que de longe são os carros mais furtados.

Cerca de 6,4 % dos modelos Golf GLX 2.0 da terceira geração (importado) segurados são roubados.

Entre os comerciais leves estão os seguros mais caros em relação ao preço do carro. A campeã nesse ranking é a Volkswagen Kombi Standard 1.6.

A Kombi custa R$ 25 500 e para mantê-la segurada, o proprietário terá de desembolsar cerca de R$ 5.049,51, ou seja, 19,80% do valor do carro.

Os cálculos do seguro foram feitos obedecendo o seguinte perfil abaixo:
Homem, 35 anos, casado, residente em São Paulo (SP) *Está sendo considerado o principal motorista a pessoa que utiliza o carro pelo menos 85% do tempo de sua circulação; *O principal motorista reside e trabalha no mesmo município; * Trata-se de um seguro novo

Valor do seguro em relação ao preço do carro entre os 19 carros de passeio mais vendidos
1º VW Golf 2.0 7,66%
2º VW Gol 7,40%
3º Fiat Uno 6,53%
4º VW Polo Sedan 6,50%
5º VW Parati 6,47%
6º Fiat Stilo 5,66%
7º Peugeot 206 5,58%
8º Fiat Palio Weekend 5,15%
9º Chevrolet Celta 5,02%
10º Chevrolet Meriva 5,00%
11º VW Santana 4,90%
12º Fiat Siena 4,58%
13º Fiat Palio 4,48%
14º Toyota Corolla 4,27%
15º Renault Clio 4,13%
16º Ford Ka 4,11%
17º Chevrolet Astra 3,65%
18º Ford Fiesta 3,52%
19º Honda Civic 2,41%

Fonte: Renavam

Valor do seguro em relação ao preço do carro entre os 10 comerciais leves mais vendidos
1º VW Kombi 19,80%
2º Mitsubishi L200 12,37%
3º Nissan Frontier 7,57%
4º Ford Courier 7,35%
5º Chevrolet Pick-up Corsa 6,86%
6º VW Saveiro 6,82%
7º Chevrolet S10 5,26%
8º Fiat Fiorino Furgão 4,69%
9º Fiat Doblò 4,53%
10º Fiat Strada 4,21%
Fonte: Renavam

Os 10 carros segurados mais roubados no estado de São Paulo
1º VW Golf GLX 2.0 4P 6,44%
2º Fiat Uno Mille Smart 5,10%
3º VW Saveiro CL 1.8 4,32%
4º Fiat Tipo 1.6 2P 4,21%
5º Fiat Tipo 1.6 4P 3,82%
6º Fiat Tempra 2.0 3,63%
7º VW Golf GL 1.8 3,62%
8º VW Gol GLi 1.8 3,59%
9º Fiat Tipo 1.6 MPI 3,56%
10º Chevrolet Omega GLS 2.0 3,51%

Furto de veículos cresce 33% em Pernambuco
No interior, índice cresceu 29,3%. Número de roubos, no entanto, caiu 17,5%, de acordo com dados da Secretaria de Defesa Social

Apesar dos investimentos do governo do Estado na área de segurança, no primeiro semestre deste ano, o número de furtos de veículos cresceu em Pernambuco em comparação ao mesmo período do ano passado.

Os dados foram divulgados, ontem, durante o primeiro encontro da Câmara Integrada de Prevenção ao Roubo e ao Furto de Veículos, na Secretaria de Defesa Social (SDS).

De acordo com as estatísticas, na RMR, o aumento dessa prática criminosa foi de mais de 33%, enquanto no interior foi de 29,3%.

Houve diminuição, porém, no número de roubo de veículos (ação mediante grave ameaça ou uso de violência), no Grande Recife (17,5%), e no Estado como um todo (14,9%). O furto em todo território pernambucano aumentou 33,5%, mas a soma das duas modalidades – roubo e furto – caiu 3,3%.

A explicação para esse quadro, segundo o secretário João Braga, é de que a polícia vem fechando o cerco aos criminosos que, agora, sentem-se intimidados a confrontar a vítima, pois a mesma poderia acionar o serviço de Emergência 190.

Indagado se o atual sistema de policiamento deixaria uma brecha para a livre prática de furtos de veículos – já que o proprietário demora a perceber o crime e, portanto, a acionar a polícia – o secretário admitiu que talvez seja necessário mudar de tática para reduzir as ocorrências.

“Estamos trabalhando. Pode ser que o sistema deixe espaços, mas pode ser um conjunto de outras coisas. No entanto, os números atuais refletem uma boa atuação da polícia. Embora tenha havido um aumento do furto de carros, reduzimos o roubo que é quando há o uso da violência e, por isso, causa mais aflição à população”, minimizou.

Há dois meses, a secretária Rejane Costa, 26 anos, passou pela experiência de procurar seu carro onde o estacionou e não encontrá-lo.

“Estava numa festa em Boa Viagem. O carro estava na rua e, quando cheguei no local, só encontrei vidros no chão”, contou.

Já com o autônomo Gilberto Pontual, 31, a situação foi diferente. Há pouco mais de uma semana, ele chegou a ser ameaçado pelos bandidos que levaram seu veículo.

“Estava em Prazeres quando três homens me abordaram. Todos estavam armados. Levaram todos os meus pertences e o carro, que foi encontrado um dia depois”, disse.

De acordo com o delegado de Repressão ao Roubo e ao Furto de Veículos, Evaristo Ferreira Neto, o veículo mais roubado é o Fiat Uno, seguido do Palio e do Gol.

O bairro preferido dos bandidos é o de Boa Viagem, na Zona Sul da capital. Espinheiro, na Zona Norte, e Jardim São Paulo, Zona Oeste, vêm em segundo e terceiro lugar, respectivamente.

Matérias relacionadas

Fiat Fastback

Mais recentes

Fiat Toro

Destaques Mecânica Online

Avaliação MecOn

WABCO - Principal fornecedor global de tecnologias para para veículos comerciais