sábado, 25 maio , 2024
28 C
Recife

Futuro do transporte de cargas são os veículos mais “amigáveis”

Tema foi destaque na abertura do 4o. Colloquium Internacional de Suspensões e Implementos Rodoviários.

- Publicidade -

A aplicação no mercado brasileiro de tecnologias que, ao mesmo tempo, ampliam a capacidade de carga e reduzem os danos causados nas estradas pelos caminhões, bitrens e composições maiores foi o foco de várias palestras e trabalhos apresentados na abertura do 4o. Colloquium Internacional de Suspensões e Implementos Rodoviários, que aconteu no final do mês de maio, em Caxias do Sul (RS).

Sistemas de suspensão, chamados no exterior de “road friendly”, a tecnologia dos futuros modelos de pneus, que garantem maior eficiência e menor deteriorização do piso, e inéditos compostos e aços que reduzem o peso do veículo.

Todos os esforços da engenharia mundial – e em especial da brasileira – estão voltados para o desenvolvimento de caminhões e comerciais mais leves, com maior capacidade de carga e que causem estragos menores nas estradas e vias pavimentadas.

Diretor da SAE na abertura do 4o. Colloquium – Segundo Marco Antonio Camargo, presidente do 4º. Colloquium de Suspensões e Implementos Rodoviários, as empresas e os profissionais apresentaram soluções modernas, principalmente na estrutura e materiais aplicados nas suspensões e implementos rodoviários, que permitirão um salto tecnológico na concepção dos caminhões do futuro.

- Publicidade -

“Os sistemas e componentes que vimos hoje deverão equipar os caminhões e veículos comerciais brasileiros em pouco tempo e demonstram que os nossos engenheiros estão desenvolvendo o que há de mais moderno em todo o mundo para o setor. Por isso, o País é um dos líderes mundiais na produção de implementos rodoviários e veículos comerciais”, comenta Camargo.

A excelência do engenheiro brasileiro – O engenheiro Luc de Ferran, responsável por importantes episódios ocorridos ao longo dos 50 anos da indústria automobilística brasileira, fez a palestra de abertura do evento e destacou a importância do profissional brasileiro internacionalmente.

“O engenheiro brasileiro é versátil, criativo, tem raciocínio rápido, é apaixonado pelo que faz e se especializou em aliar qualidade, eficiência e baixo custo. Essas virtudes o diferenciam dos demais dos Estados Unidos, Japão e Europa”, analisa Luc.

O 4o. Colloquium Internacional de Suspensões e Implementos Rodoviários tem patrocínio da ArvinMeritor, Ford Caminhões, Ingepal, Pirelli, Empresas Randon, Sistema Usiminas, V&M do Brasil e ZF Lemförder, e acontece no Hotel Intercity, em Caxias do Sul.

Entre as empresas participantes destacam-se ainda Aesa, Amalcaburio, ArvinMeritor, Aspock do Brasil, Bins, Braslux, Cindumel, Civacon, Conexões Merkantil, Empresas Randon, Ford Caminhões, Grupo Delga, Haldex do Brasil HMB do Brasil, Imefer, Ingepal, Luk, Ina e Fag, National Instruments, Pirelli Pneus, Pneus Michelin, Revista AutoData, SKF do Brasil, SMARTtech, Ssab, Timken, Tuboservice, Uniksul, Unylaser, Usiminas, V&M do Brasil, Wabco, Zegla Componentes Rodoviários, Zeyana e ZF Lemförder.

Matérias relacionadas

Fiat Fastback

Mais recentes

Ofertas Peugeot 208

Destaques Mecânica Online

Fiat Toro

Avaliação MecOn

WABCO - Principal fornecedor global de tecnologias para para veículos comerciais