sexta-feira, 19 julho , 2024
28 C
Recife

Acidentes no carnaval mataram 490 pessoas nas estradas

O balanço dos acidentes ocorridos durante o período de Carnaval, entre sexta-feira (16/02), véspera da folia e domingo (25/02), feito pelo SOS Estradas, apurou que, aproximadamente, 490 pessoas morreram na pista em decorrência de 10.307 acidentes, os quais causaram ferimentos ainda em 6.028 pessoas, nos cerca de 190.000 km de rodovias pavimentadas existentes no Brasil.

Dos 6.028 feridos aproximadamente 300 devem falecer num prazo de até 30 dias após o acidente, elevando para quase 800 o número de mortos.

- Publicidade -

O que confirma as previsões realizadas pelo SOS Estradas antes do feriado, alertando que 800 pessoas morreriam em função de prováveis 10.000 acidentes, que causariam ferimentos em pelo menos 6.000 pessoas.

Para realizar essa estimativa, SOS Estradas fez um levantamento inédito, somando os dados estatísticos registrados pela Polícia Rodoviária Federal, Polícia Rodoviária Estadual de São Paulo, além de estatísticas e informações divulgadas na mídia pelas polícias rodoviárias de 10 estados, além de incluir estimativas para os demais estados.

Foram considerados, para esse fim, a malha rodoviária estadual e municipal pavimentada, a frota existente e dados de acidentes de anos anteriores.

- Publicidade -

“Apesar da dificuldade encontrada na coleta de dados, sempre que pesquisamos acidentes de trânsito, principalmente nas estradas, conseguimos colher um volume grande de informações e dados, e foi possível realizar esse assustador levantamento, que, sinceramente, espero que alerte motoristas e autoridades sobre a gravidade do quadro que vivemos.”, esclarece Rodolfo Alberto Rizzotto, Coordenador do SOS Estradas.

RODOVIAS ESTADUAIS DE SÃO PAULO SOMADAS COM FEDERAIS REGISTRAM 492 ACIDENTES POR DIA – “O quadro é tão grave que, somente em 2006, nas rodovias estaduais de São Paulo, foram registrados 70.603 acidentes, com 35.024 feridos e 2.191 mortos. São consideradas as melhores estradas do país mas registraram 193 acidentes por dia.

Nas rodovias federais pavimentadas, em todo território nacional, foram 109.278 acidentes com 66.066 feridos e 6.116 mortos.

- Publicidade -

Somando somente as rodovias federais com as estaduais de São Paulo, temos 492 acidentes por dia, 277 feridos e 23 mortos.

É um quase 1 morto por hora e 1 ferido a cada cinco minutos, sem contar os dados das rodovias estaduais e municipais de todos os demais estados do país”, acrescenta o Coordenador do SOS Estradas.

DADOS DO CARNAVAL – Nas rodovias federais foram registrados, nesses 10 dias 4.201 acidentes provocando a morte na pista de 214 pessoas e ferimentos em 2.308.

Acidentes nas rodovias estaduais – Nas rodovias estaduais de São Paulo, a PRE registrou, nos mesmos 10 dias, 2.326 acidentes, com 1436 feridos e 64 mortos. Santa Catarina teve 269 acidentes, 183 feridos e 11 mortos em dez dias (16/02 até 25/02).

Já em Minas Gerais, em apenas seis dias (16/02 até 21/02) ocorreram 285 acidentes com 231 feridos e 25 mortos. Mesmo assim são dados incompletos, devido à demora na apuração desses dados no estado.

Outro campeão de acidentes e mortes foi o Paraná, onde ocorreram, também, em seis dias (16/02 até 21/02) 269 acidentes, com 216 feridos e 11 mortos. Goiás registrou apenas 79 acidentes, com 76 feridos e 14 mortes, em apenas seis dias.

Nas rodovias estaduais do Rio de Janeiro, em seis dias de folia, foram 229 acidentes com 168 feridos e 7 mortos. Na Bahia, nos mesmos seis dias, foram 66 acidentes, 47 feridos e 4 mortos.

No Ceará, embora não haja confirmação do número de acidentes e feridos, foram registradas 13 mortes nas rodovias estaduais.

Em Alagoas, apesar da pequena malha rodoviária estadual, morreram 5 pessoas, 35 ficaram feridas em apenas 27 acidentes.

Somando os dados da Polícia Rodoviária Federal, e das polícias rodoviárias estaduais de São Paulo e Santa Catarina, para o período de 10 dias (16/02 até 25/02) com os dados registrados das polícias rodoviárias estaduais do Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Paraná, Goiás, Mato Grosso do Sul, Alagoas, Sergipe, Bahia e Minas Gerais, pertinentes ao período de 16/02 até 21/02, foram registrados 7.955 acidentes, com 4.736 feridos e 371 mortos.

Fazendo estimativa baseada em dados de acidentes anos anteriores, malha rodoviária estadual e municipal e frota existente, o SOS Estradas calcula que ocorreram nos 4 dias não informados (22/02 até 25/02) em 9 estados pesquisados e nos demais 15 estados e distrito federal, ao longo dos 10 dias para o qual foi determinado o levantamento, pelo menos mais 2.352 acidentes, com 1.292 feridos e 119 mortos.

Esses dados ainda incluem outros 22.000 km de rodovias municipais pavimentadas e não inclui os cerca de 1,6 milhão de quilômetros de estradas de terra, existentes no Brasil.

A soma total estimada para o período de 16 de fevereiro até 25 de fevereiro foi de 10.307 acidentes, 6.028 feridos e 490 mortos.

Na avaliação do Coordenador do SOS Estradas, Rodolfo Alberto Rizzotto, isso confirma as previsões feitas pelo Programa de Segurança nas Estradas do portal www.estradas.com.br , que, em dez dias do período de Carnaval, iriam ocorrer 10 mil acidentes, 6.000 feridos e 500 mortos na pista.

Estudos internacionais e levantamentos realizados no Brasil por diversas entidades estimam que cerca de 5% do total de feridos vem a falecer até 30 dias após o acidente, o que indica que o número total de mortos será de 800 pessoas aproximadamente.

A estimativa do SOS Estradas inicialmente considerava o período de 15 a 24 de fevereiro, quinta antes do Carnaval até sábado após o mesmo, como as Polícias Rodoviárias concentraram seus dados entre 16 e 21 de fevereiro, a data de partida mudou, para facilitar o levantamento.

“Infelizmente, acertamos nossa estimativa. Nosso objetivo foi alertar de que isso ocorre todos os anos e, não podemos trabalhar apenas divulgando balanços da tragédia. É preciso alertar antes para que as pessoas mudem seu comportamento na estrada”, alerta Rizzotto.

Matérias relacionadas

Ofertas Peugeot 208

Mais recentes

Clínica de Serviços Chevrolet

Destaques Mecânica Online

Com a Volvo rumo ao Zero Acidentes – Itapemirim

Avaliação MecOn

FIAT na mão