sexta-feira, 19 julho , 2024
28 C
Recife

Caminhoneira mais experiente do Brasil compra extrapesado Mercedes-Benz

Profissional da estrada há 50 anos utilizará modelo Axor no transporte de cargas gerais

Com 77 anos de idade e 50 de profissão, a caminhoneira Nahyra Schwanke, considerada a profissional feminina mais experiente das estradas brasileiras, estará dirigindo a partir deste mês o caminhão Axor 2540.

- Publicidade -

Na última semana, ela recebeu no concessionário Veísa, de Passo Fundo, Rio Grande do Sul, o novo extrapesado Mercedes-Benz equipado com uma carreta de três eixos.

O Axor 2540 substituiu o modelo Mercedes-Benz 1944 adquirido em 2003 pela caminhoneira para o transporte de cargas gerais em várias regiões do Pais.

“O Axor foi o sucessor natural do meu caminhão anterior, aumentando o conforto e o desempenho nas minhas viagens”, explica dona Nahyra.

- Publicidade -

A caminhoneira destaca outros itens que justificam sua preferência pelo modelo Axor 2540 como o freio a disco, freio-motor Top Brake e os freios ABS, motor eletrônico, painel com computador de bordo e ar-condicionado que garantem a segurança e o conforto da profissional nas estradas.

Ela destaca também a robustez, a excelente dirigibilidade e o espaço interno da cabina de teto alto.

Rodoviário para cargas volumosas – O Axor 2540 é indicado para o transporte rodoviário de cargas volumosas e de alta densidade em médias e longas distâncias.

- Publicidade -

Oferecido ao mercado com o terceiro eixo de fábrica, a capacidade máxima de tração do modelo – CMT, atinge 80 toneladas técnicas.

CMT é a capacidade técnica máxima de tração do veículo, sendo item de destaque nos caminhões Mercedes-Benz.

A ampla flexibilidade de configuração da linha Axor garante ao cliente escolher a faixa de potência que seja mais adequada à sua necessidade de transporte, o tipo de cabina e a distância de entreeixos entre outros componentes.

O modelo 2540 é indicado para transporte de cargas frigorificadas, produtos químicos, transporte de gás (GLP), combustíveis, cereais e outros.

O modelo possui computador de bordo com indicador de consumo e de manutenção, diagnose de falhas on board, botão de partida do motor, piloto automático com limitador de velocidade, coluna de direção regulável em ângulo e altura, pára-sol externo de série e ar-condicionado, como item opcional, e o econômico motor Mercedes-Benz OM 457 LA que oferece potência de 401 cavalos a 1.900 rpm.

Força ao volante – Da pequena cidade de Não Me Toque, no Rio Grande do Sul, onde começou transportando mercadorias para o próprio negócio da sua família, em 1959, Nahyra trabalha atualmente com diversos tipos de carga, do Sul ao Nordeste do Brasil.

Entre suas cargas estão alimento para criação de peixes e farinha de camarão dos açudes no nordeste.

Quando começou na profissão, percorrendo um trajeto de cerca de 70 quilômetros entre cidade de Passo Fundo (RS) e sua cidade natal, Nahyra enfrentou preconceitos, já que na época, não era nada comum uma mulher dirigir um caminhão “ Com isso, consegui criar uma filha e pretendo continuar trabalhando pelo resto da vida”, orgulha-se a caminhoneira, que hoje diz encontrar muitas mulheres na mesma profissão, não somente ao volante de caminhões como também de ônibus.

Matérias relacionadas

Ofertas Peugeot 208

Mais recentes

Clínica de Serviços Chevrolet

Destaques Mecânica Online

Com a Volvo rumo ao Zero Acidentes – Itapemirim

Avaliação MecOn

FIAT na mão