sábado, 20 julho , 2024
28 C
Recife

Crescem os lucros da Iveco no mundo

A Iveco mundial fechou 2006 com um de seus melhores resultados: aumentou as vendas e teve um lucro bem maior que o de 2005.

Com isso, a empresa manteve a trajetória de expansão que é uma constante nos últimos anos.

- Publicidade -

O lançamento de novos produtos e a melhoria nos serviços de pós-venda estão na base destes bons resultados.

A Iveco vendeu um total de 181.500 caminhões em todo o planeta, 5,2% a mais que em 2005.

O faturamento da empresa totalizou 9,1 bilhões de euros, 7,7% a mais que em 2005.

- Publicidade -

O lucro operacional foi de 546 milhões de euros, 64% superior ao resultado de 2005, alcançando a meta estipulada pelo Grupo Fiat de um retorno de 6% sobre as vendas (em 2005, havia sido de quase 4% sobre as vendas).

Paolo Monferino, presidente mundial da Iveco, disse que em 2007 a empresa vai continuar apostando em novos produtos e nos bons serviços.

“O objetivo é elevar o nível de atendimento em vendas e pós-vendas e aumentar a fidelização do cliente”.

- Publicidade -

Presente em todo o mundo – A Iveco continua a ampliar sua presença mundial e já atua nos maiores mercados do mundo, cobrindo os cinco continentes.

A Europa Ocidental ainda é o mercado mais forte, com 73% das vendas da montadora em 2006, mas a expansão já mostra bons resultados.

A Europa Central e Oriental responderam por 10% das vendas ano passado. Outros 10% para a Ásia, enquanto a região do Pacífico foi responsável por outros 10%.

Na América Latina, a Iveco vendeu 12.000 caminhões em 2006 (repetindo os números de 2005), garantindo à região 7% de participação nas vendas totais da marca.

Mesmo sem crescimento, o resultado foi considerado positivo porque, a despeito da retração do mercado de caminhões brasileiro, a Iveco compensou com a alta demanda pela marca nos mercados argentino e venezuelano, entre outros.

Os dados de 2006 confirmam que os serviços de pós-vendas já representam cerca de 15% do faturamento da empresa, enquanto a gama de leves entra com um quarto das receitas, os caminhões médios com mais de 10%, os pesados com cerca de 40% e a linha de passageiros com aproximadamente 15%.

Matérias relacionadas

Ofertas Peugeot 208

Mais recentes

Clínica de Serviços Chevrolet

Destaques Mecânica Online

Com a Volvo rumo ao Zero Acidentes – Itapemirim

Avaliação MecOn

FIAT na mão