sexta-feira, 19 julho , 2024
28 C
Recife

Livro “A história das máquinas” mostra os 70 anos da Abimaq

A obra, que resgata um universo de grandes invenções e passeia por países e famílias, tem esmerado tratamento editorial e é fartamente ilustrada

Poucas são as associações de classe que conseguem completar 70 anos em todo o mundo. Para registrar essa trajetória, iniciada em janeiro de 1937, a Abimaq (Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos) publica “A História das Máquinas”.

- Publicidade -

O livro comemorativo fala sobre as máquinas no Brasil e no mundo, o avanço da tecnologia e políticas para o setor e resgata a história da entidade.

A obra já nasce como referência para pesquisadores e profissionais ligados à indústria de bens de capital, uma vez que ainda não havia uma publicação com esta abrangência.

Com formato diferenciado e fartamente ilustrada, foi editada pela Magma Cultural, com conteúdo editorial elaborado pela Agência Meios e projeto gráfico de Clero Ferreira de Morais Júnior.

- Publicidade -

Para sua execução, contou com o patrocínio do Banco do Brasil, Bradesco e das empresas SEW e WEG.

“Começava naquele turbulento 1937, da guerra civil espanhola e do Estado Novo de Getúlio Vargas, no Brasil, o nosso Syndicato dos Construtores de Machinas (com y e ch), fundado por um pequeno grupo de pioneiros. Desde o início integrados às federações estaduais das indústrias, mas também com independência e autonomia em relação a elas. Podemos dizer que nesses últimos 70 anos participamos ativamente da história da indústria, da agricultura, da mineração, da construção civil e da economia do país”, relata o presidente da Abimaq, Newton de Mello, na apresentação da obra. .

O passo a passo de um relato envolvente – O primeiro capítulo do livro – “Do Vapor ao Computador” – mostra os principais momentos da evolução das máquinas no mundo.

- Publicidade -

Começa apresentando aos leitores a mais antiga máquina-ferramenta para metais de que se tem notícia (que não seja de propulsão humana ou animal), uma mandrilhadora de canhões de bronze.

Segue contando as experiências inovadoras de Leonardo da Vinci, o pintor que desenhou máquinas do futuro, como ventiladores, escavadeiras de pequeno porte e fornos.

A história segue por James Watt e a máquina a vapor, passa por muitos inventores, os primórdios da pré-fabricação na construção civil, com o Crystal Palace, a máquina de costura, os motores de Werner Von Siemens, os automóveis, o comando numérico e.os robôs para chegar às nanomáquinas.

No segundo capítulo – “O Brasil e as máquinas” -, a história começa pelas ferrovias, por Irineu Evangelista de Souza, o barão de Mauá, responsável pela construção da primeira ferrovia do Brasil.

As pioneiras famílias Nardini, Bardella, Semeraro, Villares, Matarazzo e Ribeiro desfilam pelas páginas do livro, recheadas de fotos memoráveis de chão de fábrica dessas indústrias antigas.

O setor automotivo, que também tem um peso especial na história das máquinas no Brasil, não poderia faltar.

A Ford, a GM e a Romi, com o primeiro veículo fabricado no Brasil, a Romi-Isetta, passeiam nas páginas seguintes.

O livro também mostra o desenvolvimento chegando ao campo, por meio de fabricantes de máquinas agrícolas como Jacto, Jumil e Marchesan, que contribuíram para o avanço do agronegócio.

Outro assunto do volume é a efervescente industrialização dos anos 50 e 60. O capítulo “Itaipu, Petrobras, Angra 1 e 2 e Embraer” aborda os planos de governo e políticas industriais com seus erros e acertos, além dos tetracombustíveis, a tecnologia de enriquecimento de urânio e as supermáquinas agrícolas.

O último capítulo traz para o leitor a história da Abimaq, “uma bela e valorosa história”. O texto informa as principais realizações da entidade, as gestões de presidentes como Einar Kok, Luiz Carlos Delben Leite e Sérgio Magalhães.

“As batalhas, as vitórias e derrotas. As muitas e muitas estratégias que adotou para se adaptar às mudanças na política do governo e aos cenários mundiais. Foi uma longa trajetória e certamente longo e revestido de êxito será nosso percurso ao longo do século XXI”, conclui o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas (Abimaq), em seu depoimento no livro.

Os exemplares de “A História das Máquinas” podem ser solicitados pelo site www.magmacultural.com.br.
A Equipe da Mecânica Online estará sorteando um exemplar. Basta nos enviar um e-mail para faleconosco@mecanicaonline.com.br respondendo quantos anos a Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos está comemorando em 2007.

Matérias relacionadas

Ofertas Peugeot 208

Mais recentes

Clínica de Serviços Chevrolet

Destaques Mecânica Online

Com a Volvo rumo ao Zero Acidentes – Itapemirim

Avaliação MecOn

FIAT na mão