sábado, 20 julho , 2024
28 C
Recife

Avião de estudantes brasileiros vence competição nos Estados Unidos

A SAE Aerodesign East Competition, realizada anualmente pela SAE International, nos Estados Unidos, reuniu este ano 62 equipes de vários países das Américas e Europa

A equipe EESC-USP OPEN, da Escola de Engenharia de São Carlos da USP, foi a campeã pela Classe Aberta na SAE Aerodesign East Competition, competição estudantil realizada nos dias 4, 5 e 6 deste mês, em Forth Worth, no estado do Texas, Estados Unidos.

- Publicidade -

Além de conquistar o primeiro lugar na classificação geral da Competição e se sagrar bicampeã internacional na categoria, a equipe do interior paulista, cujo avião pesa apenas 5 quilos, ganhou troféus de Maior Peso Carregado (19,2 quilos) e de Projeto Mais Inovador.

Pela Classe Regular, a equipe Uirá, da Universidade Federal de Itajubá, ficou com a terceira colocação e ainda recebeu duas menções honrosas: Melhor Trajetória de Vôo e Maior Peso Carregado da categoria (14,2 quilos).

Ao ganhar menção honrosa de Maior Peso Carregado, a equipe Uirá recebeu o troféu Itinerante, prêmio que pelo terceiro ano consecutivo é concedido para uma equipe brasileira. O troféu percorre o mundo e é reservado à Classe Regular.

- Publicidade -

Além das equipes EESC-USP e Uirá, o Brasil foi representado pela equipe Keep Flying, da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli/USP), na Classe Regular, que ficou em oitavo lugar na classificação da Competição.

A Competição reuniu 62 equipes, em três categorias (Open Class, Regular Class e Micro Class), de vários países das Américas e Europa.

O avião da equipe EESC-USP, um monoplano com capacidade para carregar até 20 quilos em carga útil, apresentou como ponto forte a leveza do projeto, obtida com a utilização de vários materiais, principalmente madeira balsa, e a aplicação de elastômero (espécie de borracha) no lugar da mola de fibra do sistema de amortecimento.

- Publicidade -

Além da tecnologia em materiais, a equipe enfrentou o desafio de projetar uma aeronave para decolar em uma distância somente 30 metros. Ano passado, a distância era de 60 metros.

As três equipes brasileiras ganharam o direito de disputar a Competição norte-americana após conquistarem as melhores pontuações na VIII Competição SAE BRASIL AeroDesign, realizada em setembro de 2006, no CTA (Comando-Geral de Tecnologia Aeroespacial), em São José dos Campos, SP.

Brilhante histórico – Esta não é a primeira vez que o Brasil se destaca na Competição internacional. Ano passado, a equipe ALE-UFMG, da Universidade Federal de Minas Gerais, e a equipe Tucano, da Universidade Federal de Uberlândia, foram respectivamente campeã e vice na Classe Regular.

Em 2005 e 2002, a competição também teve como campeãs na mesma categoria equipes brasileiras. Na Classe Aberta, em 2006, a equipe EESC-USP OPEN, também da Escola de Engenharia de São Carlos da USP foi, pela primeira vez, a melhor colocada; e em 2004, a equipe Car-Kará, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, estreou as boas colocações brasileiras na Competição, quando garantiu o terceiro lugar na categoria.

No Brasil, o Projeto AeroDesign é uma iniciativa da SAE BRASIL (Sociedade de Engenheiros da Mobilidade) e teve início em 1999, e este ano deverá realizar-se pela nona vez consecutiva no próximo mês de outubro.

A Competição tem sido alvo de grande interesse no meio universitário, envolvendo um número crescente de estudantes em nível de graduação e pós-graduação em Engenharia, Física e Ciências Aeronáuticas, atraídos pelo desafio de projetar e construir aeronaves, em escala reduzida, em conformidade com o Regulamento da Competição, capazes de superar sucessivas baterias de testes demonstrando capacidade de vôo controlado, para cargas úteis crescentes, até as condições limite do projeto.

A avaliação e classificação das melhores equipes são feitas por meio da Competição de Projeto e Competição de Vôo.

Para Vilmar Fistarol, presidente da SAE BRASIL, a Competição SAE BRASIL AeroDesign demonstra o potencial dos futuros engenheiros aeronáuticos brasileiros, que já conquistaram diversos títulos na competição internacional, realizada nos Estados Unidos.

“Nesta Competição, mostramos para o mundo a capacidade de nossos futuros engenheiros para desenvolver projetos inovadores no setor aeronáutico”, afirma Fistarol.

SAE BRASIL – Sociedade de Engenheiros da Mobilidade – A SAE BRASIL é uma associação sem fins lucrativos e que congrega pessoas físicas (engenheiros, técnicos e executivos) unidas pela missão comum de disseminar técnicas e conhecimentos relativos à tecnologia da mobilidade em suas variadas formas: terrestre, marítima e aeroespacial.

A SAE BRASIL foi fundada em 1991 por executivos dos segmentos automotivo e aeroespacial, conscientes da necessidade de se abrirem as fronteiras do conhecimento para os profissionais brasileiros da mobilidade, em face da integração do País ao processo de globalização da economia, ora em seu início, naquele período.

Desde então a SAE BRASIL tem experimentado extraordinário crescimento, totalizando mais de 4 mil associados e 11 seções regionais distribuídas desde o Nordeste até o extremo Sul do Brasil, constituindo-se hoje na mais importante sociedade de engenharia da mobilidade do País.

A SAE BRASIL é filiada à SAE International, uma associação com os mesmos fins e objetivos, fundada em 1905, nos Estados Unidos, por líderes de grande visão da indústria automotiva e da então nascente indústria aeronáutica, dentre os quais se destacam Henry Ford, Thomas Edison e Orville Wright, e tem se constituído, ao longo de mais de um século de existência, em uma das principais fontes de normas, padrões e conhecimento relativos aos setores automotivo e aeroespacial em todo o mundo, com mais de 5 mil normas geradas e mais de 85 mil sócios distribuídos por 93 países.

Matérias relacionadas

Ofertas Peugeot 208

Mais recentes

Clínica de Serviços Chevrolet

Destaques Mecânica Online

Com a Volvo rumo ao Zero Acidentes – Itapemirim

Avaliação MecOn

FIAT na mão