domingo, 21 julho , 2024
28 C
Recife

No frio, seu carro também merece atenção!

Saiba como cuidar de alguns itens do carro, que podem ficar comprometidos na época de inverno e, em conseqüência, com a baixa umidade do ar.

De julho até o início de setembro os brasilienses enfrentam o frio e a baixa umidade do ar. Com isso, algumas medidas podem ser adotadas para evitar os efeitos nocivos que a queda de temperatura e a seca podem gerar no carro e até para a saúde do condutor.

- Publicidade -

Edson Maia, diretor do Sindicato dos Concessionários e Distribuidores de Veículos Autorizados do Distrito Federal (SINCODIV/DF), afirma que, com o tempo seco, algumas partes do carro podem ficar comprometidas. “A pintura, por exemplo, é um item que precisa de cuidados especiais nessa época”, alerta.

Na época do frio, é comum o carro ficar exposto ao sereno. A lataria do carro, geralmente, fica úmida, o que pode causar danos na pintura, se ela não for bem cuidada.

“O ideal é lavar o carro a cada 15 dias, sobretudo, se ele não fica em garagem coberta. Ao longo do tempo isso pode ocasionar manchas. Também é indicado fazer um polimento sempre que a pessoa perceber algum desgaste na pintura”, considera.

- Publicidade -

O ar condicionado também precisa passar por uma higienização. Segundo Talvanis Barbosa Dias, gerente de pós-vendas de uma das concessionárias do DF, em função da baixa umidade, os filtros podem acumular bactérias ou fungos, causando problemas respiratórios.

“Além disso, com o frio, a pessoa tende a não ligar o sistema. Mas esse não é o procedimento mais indicado. Ele deve funcionar para evitar que as mangueiras ressequem e possíveis vazamentos”, completa.

No inverno, o óleo tende a ficar mais viscoso. Por isso há a necessidade de seguir o plano de manutenção periódica indicado pelo fabricante.

- Publicidade -

“O proprietário deve verificar o manual do veículo para saber o momento correto de trocar os lubrificantes e revisar outros diversos componentes”, destaca Talvanis.

O tempo seco também pode comprometer os limpadores de pára-brisa. Se eles estiverem ressecados, podem arranhar o vidro, causando um prejuízo considerável.

Sugere-se, portanto, trocá-las se estiverem muito velhas e colocar um liquido específico indicado pela montadora para a limpeza adequada do pára-brisa.

“Esses cuidados minimizam as chances de ocorrer algum problema com a peça”, garante.

Outro item que precisa de atenção é o pneu. Caso permaneça com calibragem baixa por muito tempo, pode ser atingido pela baixa umidade.

“Nesse caso, há o risco dele ficar deformado, além de ressecar as partes laterais”, diz o gerente de pós-vendas.

Cuidados com o carro no frio e com o tempo seco

  • Os Limpadores de pára-brisa podem ressecar. Indica-se colocar sabonete liquido no recipiente de água para proporcionar uma limpeza mais eficiente e evitar danos nas palhetas.
  • Sempre rodar com pneus calibrados, para evitar deformações;
  • Fazer a higienização do ar-condicionado, para que não haja acúmulo de bactérias e fungos nos filtros. Além disso, não deixar de ligar o ar por muito tempo. A falta de uso pode ressecar as mangueiras e provocar vazamentos.
  • Conferir se todas as trocas de óleo foram realizadas no tempo certo. No inverno, o óleo tende a ficar mais viscoso.

Matérias relacionadas

Ofertas Peugeot 208

Mais recentes

Clínica de Serviços Chevrolet

Destaques Mecânica Online

Com a Volvo rumo ao Zero Acidentes – Itapemirim

Avaliação MecOn

FIAT na mão