sábado, 25 maio , 2024
28 C
Recife

Quais as perspectivas e ambições dos formandos brasileiros

Estudo realizado e entregue pela Accenture identifica expectativas dos formandos brasileiros. Dois em cada três jovens que se formarão esse ano já procuram um trabalho integral

- Publicidade -

A Accenture, empresa global de tecnologia, consultoria e outsourcing, divulgou um estudo realizado com cerca de 2,5 mil estudantes que se formaram no final de 2008, em oito países, para compreender suas perspectivas e ambições em relação ao mercado de trabalho.

O estudo, que teve base em uma pesquisa realizada com mais de 100 estudantes no Brasil, identificou que 57% dos entrevistados dizem estar preocupados com o risco de a economia enfraquecida diminuir as vagas de emprego para os recém-formados.

Dois em três jovens dizem estar à procura de uma colocação e 39% trabalham. Para nenhum dos entrevistados será fácil encontrar um emprego, porém os brasileiros mostraram-se mais otimistas.

Apenas 8% classificaram como extremamente complicada a busca por uma ocupação, enquanto nos outros países esse número foi de 11%.

- Publicidade -

Apesar dessa preocupação, 71% dos formandos brasileiros acreditam que conseguirão um emprego integral até três meses após a graduação. Entre os benefícios e as características mais importantes que eles esperam de seus empregos estão:

Salário/ recompensa (93% dos entrevistados)
Um trabalho interessante e desafiador (73% dos entrevistados)
Benefícios como assistência médica (65% dos entrevistados)
Oportunidade para trabalhar no exterior (65% dos entrevistados)
Horário flexível (53% dos entrevistados)
Responsabilidade da empresa com o meio-ambiente (48% dos entrevistados)
Ambiente agradável e amizade entre colegas (45% dos entrevistados)
A reputação da companhia como empregadora (42% dos entrevistados)
A reputação da companhia no mercado (33% dos entrevistados)

“A Geração Y está entrando no mercado de trabalho com valores fortes e exigências com que os empregadores nunca tiveram que lidar anteriormente,” afirmou Rodolfo Eschenbach líder da área de consultoria para organização e talentos da Accenture.

“Para se familiarizarem com esse novo perfil, os empregadores devem encontrar maneiras de satisfazer as necessidades dos jovens trabalhadores, mantendo o equilíbrio com programas de mentoring e oportunidades desafiadoras para o crescimento, que os motivem a permanecer na empresa.”

Com destaque para o desejo da Geração Y para alcançar o equilíbrio ideal entre a vida pessoal e o trabalho, o estudo identificou que mais da metade dos estudantes pretendem trabalhar menos que 40 horas na semana.

- Publicidade -

A maioria dos entrevistados preocupa-se que as suas habilidades não sejam aproveitadas plenamente ou que eles não desenvolvam novas capacidades no primeiro emprego.

Entre os cursos mais procurados pelos estudantes brasileiros estão Computação e Ciência da Computação (16%), seguida por Administração (12%), Comunicação (11%), Direito (9%), profissões relacionadas à saúde (9%), Engenharia (9%), Biologia e Ciências Biomédicas (9%).

Sobre o estudo – Em março de 2008, a Accenture conduziu uma pesquisa online com 116 formandos no Brasil. Essa pesquisa fez parte de um estudo global com 2.464 estudantes que estão se graduando esse ano, realizado em 8 países.

As entrevistas foram feitas entre os dias 10 e 28 de março de 2008, com estudantes dos Estados Unidos, França, Alemanha, Brasil, Rússia, Índia e China.

Matérias relacionadas

Fiat Fastback

Mais recentes

Ofertas Peugeot 208

Destaques Mecânica Online

Fiat Toro

Avaliação MecOn

WABCO - Principal fornecedor global de tecnologias para para veículos comerciais