quarta-feira, 29 maio , 2024
28 C
Recife

A Aliança Renault-Nissan e a Daimler AG anunciam uma extensa cooperação estratégica

Cooperação que objetiva futuras gerações de Smart ForTwo e Renault Twingo, incluindo versões elétricas, assim como a ampliação das famílias de produtos Smart e Twingo

- Publicidade -

Aliança Renault-Nissan e a Daimler AG anunciaram uma extensa cooperação estratégica, que permitirá aos dois grupos tirar rápido proveito de alguns projetos concretos, assim como colocar suas melhores práticas em comum.

Os dois grupos também anunciaram uma troca de ações, o que dará à Aliança Renault-Nissan uma participação de 3,1% na Daimler e, à Daimler, uma participação de 3,1% na Renault e 3,1% na Nissan.

De acordo com o Dr. Dieter Zetsche, Presidente do Conselho de Administração da Daimler AG e Diretor da Mercedes-Benz Cars,

“A Daimler e a Aliança Renault-Nissan colocam seus interesses em comum, a fim de construir as bases sólidas de uma cooperação de sucesso e robusta em termos estratégicos, baseada em projetos de parceria concretos e atrativos.

- Publicidade -

Nossos talentos se complementam perfeitamente. A partir de agora e em longo prazo, reforçaremos nossa competitividade no segmento de veículos pequenos e veículos compactos, e reduziremos nossa pegada de carbono. Sabemos que podemos desenvolver produtos específicos para cada marca a partir de arquiteturas comuns. Isso não afetará de forma alguma a identidade de cada marca”.

Carlos Ghosn, Presidente da Aliança Renault-Nissan, afirmou: “A Aliança Renault-Nissan mostrou sua capacidade de estabelecer parcerias de sucesso. Esta experiência é essencial no mundo automobilístico e o será ainda mais no futuro. O anúncio de hoje nos permitirá ampliar nossa colaboração estratégica e criar valor de forma durável, tanto para a Aliança Renault-Nissan quanto para a Daimler. Juntos, vamos ampliar nossa oferta de produtos, otimizar os recursos disponíveis e desenvolver tecnologias inovadoras, indispensáveis para os dez próximos anos.”

Principais pontos do acordo de cooperação – A partir de profundas discussões, ficou decidido colocar alguns projetos imediatamente em prática:

Nova arquitetura comum para veículos pequenos – O sucessor do atual Smart ForTwo, um novo modelo do Smart quatro lugares e o futuro Renault Twingo serão fabricados a partir de uma arquitetura desenvolvida em comum.

Todos os veículos serão diferentes uns dos outros no que se refere ao design. Uma característica principal da nova arquitetura reside em seu conceito de propulsão, proveniente dos atuais veículos smart.

- Publicidade -

O lançamento destes modelos desenvolvidos em comum está previsto para a partir de 2013. A fábrica do smart de Hambach fabricará as versões de dois lugares, enquanto que a fábrica da Renault de Novo Mesto, na Eslovênia, será responsável pela produção das versões de quatro lugares.

Estes modelos também estarão disponíveis em versão elétrica desde o seu lançamento no mercado.

Grupos motopropulsores – A cooperação em matéria de grupos motopropulsores está pautada no desenvolvimento comum, pela Aliança Renault-Nissan e a Daimler, de motores a diesel e gasolina de alta performance em termos de consumo.

A Aliança Renault-Nissan fornecerá à Daimler motores de 3 e 4 cilindros a gasolina e diesel, provenientes de sua gama de produtos, adaptados e modificados segundo as características da Mercedes.

Trata-se de uma parceria ganha-ganha: a Daimler poderá utilizar os motores da Aliança Renault-Nissan e aproveitar as oportunidades comerciais adicionais para a sua futura gama de veículos compactos de luxo da Mercedes-Benz, ao mesmo tempo em que oferecerá à Aliança Renault-Nissan uma melhor utilização de suas capacidades de produção.

A Daimler fornecerá à Infiniti motores a diesel e gasolina provenientes de sua gama de produtos atual: motores a gasolina e diesel de 4 ou 6 cilindros.

Novamente, a parceria será do tipo ganha-ganha: a Infiniti poderá utilizar os motores Daimler e a Daimler poderá melhor explorar suas capacidades industriais.

A Daimler, a Renault e a Nissan também cooperarão em projetos de futuros motores a diesel e gasolina. A escolha das alocações de produção dos novos motores desenvolvidos em comum será feita posteriormente, a fim de assegurar uma boa distribuição entre as plantas das diferentes parceiras.

Neste sentido, o desenvolvimento técnico garantirá a manutenção das identidades de marca e de produtos de cada parceira, ao mesmo tempo em que oferecerá estruturas de custos altamente competitivas.

As peças não identitárias serão padronizadas, a fim de permitir economias importantes. Além disso, cada marca utilizará suas próprias soluções tecnológicas, respondendo aos critérios de sua marca.

Um dos principais objetivos é aumentar a competitividade das parceiras através de ganhos em termos de volume, proporcionando economias de escala, bem como através do compartilhamento dos custos de desenvolvimento.

Aliança – Colaboração no segmento de veículos utilitários leves – As montadoras também decidiram estabelecer uma colaboração estreita no segmento de veículos utilitários leves. A partir de 2012, a Mercedes-Benz Vans ampliará sua gama de veículos utilitários leves, através do lançamento de um novo modelo de entrada. A tecnologia deste utilitário virá da Renault.

Ele será produzido na fábrica da Renault de Maubeuge. As duas parceiras se beneficiarão novamente em termos de volume, melhor utilização das capacidades de produção, compartilhamento dos investimentos e, consequentemente, melhor estrutura global de custos.

Em vista disso, alguns componentes do grupo motopropulsor serão compartilhados, a fim de ampliar a oferta de veículos utilitários de porte médio e aumentar os volumes de vendas, principalmente um motor a diesel de pequena cilindrada e caixas de câmbio fornecidas pela Renault à Daimler, para o seu veículo utilitário de médio porte, o Mercedes-Benz Vito.

Esta nova motorização de entrada proporcionará vendas adicionais para a Mercedes-Benz e contribuirá para a utilização otimizada das capacidades de produção da Renault.

Troca de ações – Esta cooperação estratégica é reforçada por participações cruzadas simultâneas, que permitirão às três montadoras realizar benchmarks e gerar sinergias baseadas em uma parceria criadora de valor em longo prazo.

A organização global desta operação está fundamentada no princípio de uma porcentagem de participação cruzada 3,1/3,1/3,1 entre a Renault, a Nissan e a Daimler, que se concretizará através da troca de ações:
o A Daimler receberá 3,1% das ações emitidas recentemente pela Renault;

o A Daimler receberá da Renault 3,1% das ações atuais da Nissan;

o A Renault receberá 3,1% das ações da Daimler;

o A Renault transferirá 1,55% de sua participação na Daimler para a Nissan, em troca de 2% das ações da Nissan;

o Cada uma, Renault e Nissan, possuirão 1,55% das ações da Daimler.

Esta cooperação estratégica será coordenada pela Renault-Nissan B. V. para a Aliança Renault-Nissan e pela Daimler, por meio de um comitê de cooperação, que representará as partes.

Este comitê de cooperação será presidido conjuntamente por Carlos Ghosn e Dieter Zetsche, e será comandado pelos executivos das três empresas.

Outras oportunidades de colaboração – Os dois grupos têm a intenção de criar uma cooperação de longo prazo, a fim de realizar um estreito trabalho em futuras áreas de colaboração entre a Renault, a Nissan e a Daimler.

Após a assinatura do acordo de cooperação estratégico e a operacionalização dos primeiros projetos principais, cada montadora continuará a estudar as próximas oportunidades, principalmente as possibilidades de intercâmbio de módulos e componentes entre os veículos Infiniti e Mercedes-Benz, assim como cooperações regionais nos Estados Unidos, na China e no Japão entre a Nissan, a Infiniti e a Daimler.

Em vista disso, a Renault, a Nissan e a Daimler explorarão as oportunidades de desenvolvimento conjunto de tecnologias ligadas aos veículos elétricos e baterias.

Matérias relacionadas

Fiat Fastback

Mais recentes

Ofertas Peugeot 208

Destaques Mecânica Online

Fiat Toro

Avaliação MecOn

WABCO - Principal fornecedor global de tecnologias para para veículos comerciais