Mercedes-Benz

Mais 3,14 milhões de carros nas ruas brasileiras em 2010

O brasileiro nunca realizou com tanta intensidade o sonho comum de ter o próprio carro. No ano passado, as vendas bateram mais um recorde no setor automobilístico e a malha viária nacional ganhou mais 3,14 milhões de veículos automotores, entre janeiro e dezembro de 2009.

Um aumento de 11,38% sobre as vendas de 2008, alavancado pela isenção de IPI numa ação contra a crise financeira internacional.

Aliado ao sonho de ter o carro particular, o brasileiro ainda convive com um estímulo de fugir do transporte coletivo caótico.

Detalhe: para 2010 a Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores – Fenabrave – projeta aumento das vendas em 9,73%, ou seja, teremos mais 3,3 milhões de carros até dezembro.

Fiat mais uma vez líder no mercado brasileiro – Com um novo recorde de vendas em seus 33 anos de Brasil, a Fiat Automóveis foi novamente líder no mercado brasileiro de veículos em 2009, com um total de 736.973 unidades emplacadas.

O número corresponde a uma participação de 24,5% no total dos emplacamentos de automóveis e veículos comerciais leves, segundo o Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam), com uma vantagem de mais de 52.500 unidades sobre a segunda colocada no ranking e mais de 141.000 unidades sobre a terceira colocada .

No ano de 2009, foram registrados 3 milhões 10 mil e 182 unidades de veículos no mercado brasileiro.

“Este é o oitavo ano em que a Fiat mantém-se na liderança do mercado brasileiro, o que comprova o alto grau de satisfação dos nossos clientes com a qualidade dos produtos e do atendimento na rede de concessionários”, comemora o diretor comercial da Fiat, Lélio Ramos.

Segundo ele, o ano de 2009 começou sob a ameaça da crise financeira mundial, mas o Brasil soube adotar as medidas corretas para garantir o fortalecimento do mercado interno, como a redução do IPI e o aumento da oferta de crédito.

“O mercado de veículos esteve extremamente competitivo e a indústria automobilística teve o melhor desempenho de sua história, consolidando a condição de um dos maiores mercado do mundo”, destacou.

“Neste cenário, a Fiat soube oferecer a melhor gama de produtos e a melhor relação custo-benefício para os consumidores, com design admirado e conteúdos diferenciados, atingindo um desempenho 12% acima do resultado de veículos registrados em 2008 (657.771 unidades), o que representa um novo recorde para a marca”, acrescentou.

Corolla tira a liderança do Civic em 2009 – O segmento de sedãs tem uma das maiores competitividades, sendo que os protagonistas principais são o Toyota Corolla e o Civic.

Em 2009 o Corolla foi ganhando cada vez mais espaço até assumir a liderança no mês de novembro, desbancando o Civic, até então líder. Os dados são da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

Como 12º modelo mais vendido em 2009, o Corolla comercializou 54.599 unidades, enquanto o Civic teve 50.200 unidades comercializadas, uma diferença de 4.399 unidades separando os dois modelos.

Para 2010 a disputa deve continuar e com novidades na mecânica. O motor 2.0 litros deve ser a novidade. Oferecido apenas no Civic Si, esse propulsor chega em março no modelo da Toyota.

Volkswagen foi a marca que mais cresceu no Brasil em 2009 – A Volkswagen do Brasil comercializou no ano de 2009 um total de 626.183 carros, volume que assegurou à empresa a liderança no mercado nesse segmento, com uma participação de 25,3%.

O resultado representa um crescimento da ordem de 19% em relação às vendas do ano anterior e está também acima da média da indústria automobilística nacional, que subiu 12,8%. Portanto, foi a marca que mais cresceu em 2009.

Considerando as vendas totais de carros e comerciais leves, a Volkswagen também cresceu acima da média do mercado em 2009.

A montadora comercializou 684.381 veículos no período, registrando um crescimento de 17% em relação a 2008, enquanto que as vendas da indústria subiram 12,7%. A participação de mercado da Volkswagen aumentou de 21,9%, em 2008, para 22,7%, em 2009.

De acordo com o presidente da Volkswagen do Brasil, Thomas Schmall, este desempenho é resultado da estratégia de renovação e ampliação da linha de produtos da marca durante os últimos anos, trazendo, especialmente em 2009, várias novidades para o consumidor brasileiro, que passou a ter acesso a modelos com mais tecnologia, mais conforto e segurança, a preços mais competitivos.

“Acima de tudo, atribuímos esse resultado à preferência dos consumidores pelos produtos da marca junto à mais ampla rede de concessionários do Brasil, com mais de 600 pontos de vendas”, completou Schmall.

Segundo ele, a estratégia de renovação e ampliação do portfólio de produtos será mantida em 2010. Para este ano já estão programados 13 lançamentos da marca.

“Uma das principais novidades será a introdução da Amarok, primeira pick-up média da marca que deverá ser uma referência dentro de seu segmento”, explicou Schmall.

As exportações de veículos montados da Volkswagen chegaram a 123.173 unidades, com uma retração de 30,4% em relação a 2008.

Mesmo assim, a marca manteve a posição de líder em exportações do setor automotivo brasileiro, embarcando seus produtos para cerca de 36 países da Europa, América do Sul, América Central, América do Norte, África e Oriente Médio. Os maiores clientes foram Argentina, Alemanha e México.
Investimentos no Brasil

Para manter sua trajetória de crescimento no Brasil, o presidente da Volkswagen, Thomas Schmall, anunciou investimentos de R$ 6,2 bilhões do País no período de 2010 a 2014.

Os recursos serão aplicados no desenvolvimento de produtos e na expansão da capacidade produtiva. A meta da marca é vender 1.000.000 de veículos por ano no País a partir de 2014, quando o mercado total brasileiro deve chegar a 4 milhões de unidades.

Gol: 23 anos de liderança – O modelo que mais contribuiu para a liderança da Volkswagen foi o Gol, que completou o 23º ano consecutivo como carro líder de vendas no Brasil.

Completamente renovado em junho de 2008, o modelo respondeu sozinho por 12,2% do mercado brasileiro de automóveis, com 303.051 unidades emplacadas. Ele ficou 99.318 unidades à frente do 2º colocado no ranking.

Depois do Gol, o modelo que mais impulsionou as vendas da Volkswagen em 2009 foi o Fox. Mesmo antes de sua renovação, ocorrida em outubro, o modelo ficou em 5º lugar no mercado, com 129.199 unidades emplacadas.

Na sequência, veio o Voyage, lançado em outubro de 2008, que já é o 8º carro mais vendido do Brasil, com 85.681 unidades registradas.

Além do Novo Fox, os outros lançamentos de 2009 foram: Nova Saveiro, Novo CrossFox. Polo BlueMotion, SpaceFox Route, Polo E-Flex, Parati Titan, Tiguan, Eos, Passat CC, Fox Sunrise, Polo I-Motion, Gol Titan, Gol I-Motion e Voyage I-Motion.

A marca também apresentou, na Argentina, no final do ano, a sua primeira pick-up média, a Amarok, que será lançada no Brasil no primeiro trimestre de 2010.

“A Volkswagen agradece pela confiança dos consumidores da marca em 2009 e reafirma sua estratégia de ofececer uma linha de veículos cada vez mais moderna em termos de tecnologia, qualidade, conforto e segurança, para aumentar ainda mais sua satisfação com os nossos produtos”, completou Thomas Schmall.

Audi Brasil registra crescimento de 42% em 2009 – Em 2009, a Audi Brasil registrou crescimento de 42% em relação às vendas alcançadas em 2008.

O desempenho marcante deve-se principalmente à agressiva estratégia de lançamentos adotada pela montadora alemã, ampliando de forma significativa o seu portfólio de produtos no País.

O objetivo da companhia, que era comercializar 2 mil unidades em 2009, foi superado e a Audi encerrou o ano emplacando 2 027 veículos contra 1 427 em 2008.

Entre os lançamentos realizados pela marca em 2009, estão os modelos: Audi Q5, Audi A6 e os esportivos Audi TTS Coupé, Audi TTS Roadster e Audi S3.

Além destes, a montadora passou a comercializar no mês passado o R8 V10, de R$ 696.500,00, o superesportivo que já se transformou em um ícone da indústria automobilística.

E também apresentou à imprensa o sedã RS6, de 580 cavalos de potência máxima, que chega no mercado neste final do mês de janeiro também na versão avant (station).

O ritmo de lançamentos foi tão intenso que, no segundo semestre do ano, a companhia chegou a anunciar um modelo diferente a cada 45 dias em média – freqüência inédita no mercado.

“Os modelos recém lançados são específicos para atenderem diferentes públicos e contam com a sofisticação, a esportividade e a progressividade características da marca Audi, desenvolvidas ao longo de cem anos de história da marca”, afirma Leandro Radomile, diretor comercial da Audi Brasil.

Reconhecimento – Considerado um dos mais interessantes anos da Audi Brasil, 2009 também foi marcado pela conquista de premiações importantes no segmento automotivo.

A Audi levou todos os prêmios a que concorreu na tradicional premiação da revista Autoesporte: Carro Premium do Ano – com o modelo Audi A5; Utilitário Premium do Ano – com o SUV Audi Q5; Motor do Ano acima de 2.0 – por meio do modelo Audi V6 3.0 Compressor.

Outra importante publicação nacional que reconheceu os esforços da Audi foi a revista Info Exame, que considerou o modelo Audi Q5 como o carro com mais tecnologia entre os veículos apresentados em reportagem especial pela revista em 2009.

“Estes prêmios reafirmam o compromisso da marca de estar na vanguarda tecnológica”, reforça Radomile.

Inovação e Interatividade – Para 2010, os planos da montadora são ambiciosos. Manter o ritmo intenso de lançamentos e crescer 25% na comparação com 2009.

Uma das apostas da montadora para promover esse crescimento é ampliar o relacionamento da marca com seu público.

Para isso, a Audi lançou no final de 2009 seu novo site tendo a interatividade como uma das principais características.

A principal ferramenta do site é a Audiesfera – projeto inédito na montadora que agrega, em uma única página, diferentes informações e conteúdo digital alimentadas por vários canais de comunicação, dentre eles: portais de notícias; redes sociais, como Twitter e Facebook; vídeos do Youtube; e o conteúdo da revista Audi Magazine em tempo real.

A Audiesfera pode ainda ser personalizada de acordo com perfil de cada usuário que escolhe quais janelas quer adicionar ou remover.

No novo site, dinâmico e sofisticado, o internauta também tem acesso a todos os modelos do portfólio da marca, tecnologias, especificações, itens de série e opcionais oferecidos em cada um deles, de maneira interativa com utilização de recursos como animações em 3D e vídeos.

Outra vantagem do portal é a busca do modelo adequado às necessidades de cada usuário. O site disponibiliza um seletor de preço que mostra ao futuro proprietário, todos os modelos que podem ser adquiridos em uma determinada faixa de valores.

Outra ferramenta é o glossário de A a Z, que contém todas as informações técnicas da marca em formato de texto ou vídeo.

Para gerenciar a comunicação entre os amantes da marca, a Audi criou ainda um personagem interativo, chamado Guto Klein.

Quem dá vida ao personagem é o jornalista Valmir Júnior que é responsável por receber, filtrar e selecionar as informações, validando sua importância dentro do universo Audi e publicando o conteúdo no Audiesfera.

Guto Klein também interage em redes sociais, identificando fãs da marca e casos de insatisfação, e estabelecendo um contato direto com a central de relacionamentos da montadora.

“A presença da Audi no mundo digital mostra o interesse em conhecer cada vez mais a opinião e os desejos dos consumidores”, afirma Leandro Radomile.

Chevrolet registra recorde histórico de vendas no Brasil em 2009 – A marca emplacou quase 600 mil veículos, seu melhor resultado em 85 anos de atividades no mercado brasileiro

A marca Chevrolet, da General Motors do Brasil, registrou, em 2009, seu melhor resultado de vendas no País, com o emplacamento recorde de 595.536 veículos, com participação de 19% no mercado brasileiro total.

A marca assinalada foi a melhor obtida pela subsidiária brasileira – terceira maior operação da GM no mundo depois de Estados Unidos e China -, em 85 anos de atividades, a serem comemorados no próximo dia 26 de janeiro.

As vendas em 2009 superaram em 46.596 unidades o recorde anterior, de 2008, que foi de 548.943 unidades, com crescimento de 8,5% no volume de vendas.

A Chevrolet também registrou, em dezembro de 2009, o melhor mês de dezembro de sua história, com 53.742 unidades, superando em 4.511 unidades o recorde anterior, de dezembro de 2007, que foi de 49.231 veículos.

Considerando apenas os segmentos em que a Chevrolet atua, ou sejam, veículos de passageiros e comerciais leves, sua participação chegou a 20%.

Crescimentos sucessivos – Nos últimos três anos a Chevrolet registrou recordes sucessivos de vendas. Em 2007, as vendas chegaram a 498.693 veículos, marca superada em 2008, com 548.943 unidades. Agora, em 2009, as vendas chegaram próximas ao patamar de 600 mil unidades.

Jaime Ardila, presidente da GM do Brasil e Mercosul, comemora os resultados destacando que a subsidária brasileira, além de ser um dos cinco centros mundiais de criação e desenvolvimento de veículos, nos campos da engenharia, design e manufatura, também tem obtido lucratividade nos últimos anos.

“2009 foi o ano da superação, em que cada colaborador da GM participou decisivamente dos esforços para vencer as adversidades de um mercado impactado pela crise global e soube usar a criatividade para reinventar a companhia”, destaca Jaime Ardila.

José Carlos Pinheiro Neto, vice-presidente da GM do Brasil, lembra que em relação à marca Chevrolet no mundo, o mercado brasileiro é o segundo maior em tamanho, só ficando atrás do mercado norte-americano.

Para Pinheiro Neto, “a GM não só manteve todos os seus projetos, mas também foi a primeira empresa do setor a anunciar um grande investimento de expansão no auge da crise.

Os R$ 2 bilhões anunciados em julho de 2009 para a expansão da fábrica de Gravataí e desenvolvimento de uma nova família de veículos, foram parte de um plano de investimento de R$ 5 bilhões, que serão aplicados no Brasil até 2012. Esta é uma prova inequívoca do compromisso da GM com o País”.

Marcos Munhoz, diretor geral de Marketing e Vendas da Chevrolet, acentua ainda que a linha de veículos da marca é a maior oferecida pelo setor automobilístico brasileiro no País, com 18 modelos: Celta, Classic, Prisma, Corsa hatchback, Corsa sedã, Agile, Astra hatchback, Astra sedã, Vectra sedã, Vectra GT (hatchback), Omega, monovolumes Meriva e Zafira, utilitários esportivos Blazer e Captiva e picapes Montana e S10 Cabine Simples e S10 Cabine Dupla.

Ford tem crescimento superior a 14% – Com 304.024 unidades vendidas entre automóveis e comerciais leves durante o ano de 2009, a Ford alcançou a marca de 14,51% de crescimento em relação ao ano de 2008, quando foram vendidas 259.930 unidades.

Para mostrar o quanto a Ford acredita no Brasil, recentemente a fabricante realizou anuncio de insvestimentos de cerca de 4 bilhões de reais para o período de 2011 a 2015.

Para esse ano são esperadas importantes novidades na linha Ford. A motorização bicombustível que chegou no Novo Focus com motorização 1.6 litro deve também ser oferecida na motorização 2.0 litros já a partir de fevereiro, com o propulsor Duratec.

O EcoSport deve passar por uma reestilização e o Novo Fiesta deve chegar no mercado no segundo semestre.

Equipe Mecânica Online®https://www.mecanicaonline.com.br
Um dos principais portais quando o assunto é mecânica na internet brasileira, o Mecânica Online® é feito por você! Através de nosso público procuramos cada vez mais oferecer um conteúdo que leve sempre o nosso principal objetivo: mecânica do jeito que você entende.
Mercedes-Benz

Notícias relacionadas

Cursos Mecânica Online

Oportunidade para você entender como o automóvel funciona, seus recursos e tecnologias. Participe de nossos cursos gratuitos!

- Curso Veículos Elétricos - Cursos Mecânica Online®

Mais recentes

- Publicidade - Mercedes-Benz
Cursos Mecânica Online®

Lançamento

Truck

Motocicleta

Avaliação