Mercedes-Benz

Eficiência: Saveiro Cross Cabine Dupla é destaque em tecnologias

- Scania 65 anos

Quando falamos em picape a briga não é nada fácil. Superar a Fiat com sua picape Strada é o principal objetivo da Nova Saveiro com cabine dupla. Avaliamos pelas ruas do Recife a versão mais aventureira, a Cross, que na cor amarela foi destaque por onde passou.

A estratégia da Volks vai além de ampliar o espaço interno e se tornar a primeira picape em seu segmento a levar cinco passageiros. A fabricante investiu em tecnologias e conteúdo em sete versões que permitem boas configurações conforme o desejo do cliente: cabine simples, cabine estendida e cabine dupla, motorização 1.6l MSI com potência de 104 cv e 120 cv (etanol).

A versão avaliada Cross com cabine dupla estava equipada com o novo motor 1.6l MSI, da família EA211, que produz até 120 cv quando abastecida com etanol.

A Saveiro Cabine Dupla tem o teto elevado em relação às demais configurações da linha Saveiro. Por exemplo, a versão Trendline tem 1,54 metro de altura (4 cm a mais do que a Saveiro Trendline Cabine Estendida). São 4,49 metros de comprimento e 1,70 metro de largura (sem espelhos retrovisores). Já a Saveiro Cross Cabine Dupla é ainda maior: são 1,72 m de largura, 1,55 m de altura (4 cm a mais do que a Saveiro Cross Cabine Estendida) e 4,51 metros de comprimento.

O habitáculo da Saveiro Cabine Dupla conta com 1.339 mm de espaço para os ombros – 79 mm a mais do que o principal concorrente. O espaço interno para a cabeça também é um diferencial no segmento: a Saveiro Cabine Dupla tem 1.009 mm no banco dianteiro (23 mm a mais do que a Saveiro Cabine Estendida) e 945 mm de espaço para a cabeça no banco traseiro. O modelo Volkswagen oferece também mais espaço para as pernas entre o banco traseiro e dianteiro, superando o modelo concorrente.

Todas as versões da configuração Cabine Dupla têm distância entre-eixos de 2,75 metros e a caçamba capaz de acomodar 580 litros. Por falar em capacidades, a Saveiro Cabine Dupla tem o maior comprimento livre da categoria, oferecendo uma caçamba com comprimento de 1.106 mm no assoalho – medida 17% maior do que o principal concorrente.

Outro diferencial no segmento é o local de instalação do pneu sobressalente (estepe), que fica embaixo da parte traseira do veículo, deixando a caçamba livre para o transporte de carga.

O conjunto de suspensões da Saveiro confere à picape Volkswagen a robustez de um veículo de carga com a dirigibilidade de um automóvel de passageiro. Isso porque a suspensão dianteira independente, tipo McPherson, é formada por molas helicoidais com barra estabilizadora, desenhada para um carro de passeio. Já o sistema traseiro é formado por um eixo interdependente com braços longitudinais e molas “super progressivas”, que conferem excelente estabilidade e conforto em qualquer condição de uso. Na versão Cross, a suspensão traseira ainda conta com barra estabilizadora.

Os vidros laterais traseiros são basculantes, uma exclusividade da picape na categoria. Outro recurso que contribui para segurança é o desembaçador do vidro traseiro (item de série para todas as versões Cabine Dupla), também inédito no segmento. A Saveiro Cabine Dupla pesa 1.073 kg na versão Trendline – apenas 13 kg a mais em relação à configuração com Cabine Estendida (1.060 kg na Trendline). É a mesma diferença na versão Cross Cabine Dupla, que pesa apenas 1.133 kg.

A Saveiro Cross, que já era oferecida na versão cabine estendida, também passa a contar com a carroceria de Cabine Dupla. E, mais do que a segunda fileira de bancos, o modelo oferece a maior relação de itens tecnológicos da categoria, tanto voltados à segurança como ao desempenho e facilidade de operação.

Completa de série, a Saveiro Cross Cabine Dupla é equipada, além de todos os itens da configuração Highline, com volante multifuncional revestido de couro, coluna de direção ajustável em altura (30º) e distância (50 mm), exclusiva rodas de liga leve de 15 polegadas (com pneus 205/60 R15 de uso misto) e faróis com a função Coming & Leaving Home. A lista conta, ainda, com visual exclusivo, capota marítima, santantônio com estilo diferenciado e ganchos deslizantes para fixação de carga na caçamba.

A Volkswagen na tentativa de recuperar o espaço perdido para a Fiat investiu em recursos tecnológicos para conquistar o consumidor. Enquanto na Fiat a picape tem o acesso facilitado pela terceira porta, a Volks optou em utilizar a mesma porta aplicada no Gol duas portas (1,06 metro), apesar de sua maior dimensão, não é tão fácil esse acesso. Também não há o sistema que bascula o encostodos bancos dianteiros e permite o deslizamento simultâneo do conjunto para a frente, retornando à posição original após o embarque ou saída de quem vai atrás. Ou seja, ainda que sejam reclináveis, os bancos atrapalham o acesso, principalmente quando está posicionado para motoristas de estatura elevada.

Apesar de restrito – quase tanto quanto na Strada -, o ambiente no banco traseiro da Saveiro é agradável. Há vidros basculantes, porta-copos e tomada 12 volts. Na traseira, a janela é fixa, mas tem desembaçador e barras externas de proteção. O encosto tem três apoios de cabeça, mas não se iluda: apenas dois viajam lado a lado. Abaixo do assento, uma portinhola esconde um prático porta-ferramentas, que acomoda o macaco e o triângulo.

A Saveiro Cross conta com freios a disco nas quatro rodas com 280 mm de diâmetro na dianteira e 232 mm de diâmetro na traseira. Além de ser eficiente, esse sistema confere mais conforto ao motorista, uma vez que os novos freios demandam 60% menos força para realizar a mesma desaceleração. Isso sem falar que os freios da Saveiro Cabine Dupla têm melhor comportamento térmico (maior resistência ao fading, ou seja, perda de eficiência causada por aquecimento) do que os demais sistemas utilizados no mercado.

Recursos da Nova Saveiro

Controle de estabilidade (ESC) – A Saveiro Cross Cabine Dupla incorpora de série o sistema de controle eletrônico de estabilidade (ESC). O sistema reconhece um estágio inicial de que uma situação de rodagem crítica está para acontecer. Compara os comandos do motorista com as reações do veículo a esse comando. Se necessário, o sistema reduz o torque do motor e freia uma ou várias rodas até atingir a condição de estabilidade.

ABS off-road – Outra inovação do utilitário são os freios ABS com função off-road. Esse recurso reforça os freios em estradas não pavimentadas, uma exclusividade que estreia no segmento das picapes compactas de cabine dupla. Ativado pelo botão off-road no painel, o software de controle do ABS e do ESC provoca um curto travamento da roda, criando uma “pequena cunha”, com o material do piso, à frente do pneu, o que ajuda a reduzir o espaço de frenagem nessas condições de piso “solto”. Essa tecnologia que a Volks também oferece na picape Amarok, amplia a segurança e controle do modelo.

BAS – Função adicional do sistema ESC, o BAS (Brake Assist System ou Sistema de assistência à frenagem) é outro recurso inédito entre as picapes compactas cabine dupla. O módulo do ABS e do ESC reconhece, por meio da velocidade e força de acionamento do pedal de freio, que se trata de uma condição de frenagem de emergência. Nesse momento, o sistema aumenta a pressão no circuito hidráulico e a força de atuação das pinças de freio, buscando a condição ideal de funcionamento do ABS para reduzir o espaço de frenagem.

ASR (Antriebsschlupfregelung) – Controle de tração – O sistema auxilia o motorista a arrancar ou acelerar o veículo sobre um piso de baixa aderência, graças a uma série de sensores e uma central eletrônica. O sistema atua gerenciando o torque motriz e a frenagem individual da roda que destraciona, auxiliando na aderência dos pneus em qualquer condição de utilização.

EDS (Elektronische Differenzialsperre) – Bloqueio eletrônico do diferencial, chega para competir com o sistema Locker oferecido pela Fiat. Em trilhas ou em situação de baixa tração em uma das rodas motrizes, o bloqueio eletrônico do diferencial aciona o freio da roda com menor tração, transferindo o torque para a roda com maior tração, proporcionando assim melhor eficiência à saída do veículo. Esse sistema de “tração inteligente” funciona de forma automática, sem necessidade de o motorista acionar um botão no painel. No off-road leve, como uma estrada de terra, por exemplo, em situações de perda de tração, o EDS da Saveiro (automático e ativo até 80 km/h) é, de fato, mais prático do que o Locker da Strada (acionado por botão e com funcionamento até 20 km/h).

HHC (Hill Hold Control) ou controle de assistência de partida em rampa – Em aclives acima de 5%, o sistema mantém o veículo freado por até 2 segundos, após o motorista aliviar o pedal do freio. Os freios são liberados progressivamente durante a aceleração, permitindo a partida do veículo com mais conforto e tranquilidade em rampas.

Entre os opcionais da versão Cross, a novidade é o módulo tecnológico, que concentra o controlador automático de velocidade (“piloto automático”), sensores de chuva e de luminosidade (crepuscular) e o retrovisor interno antiofuscante (eletrocrômico).

Mecânica Online® – O novo motor 1.6l MSI, sem tanquinho de partida a frio, possui bloco e cabeçote feitos de alumínio, o que colabora para reduzir o peso do conjunto. O cabeçote do novo motor 1.6l MSI possui comando de admissão variável e coletor de escape integrado, formando uma peça única, com refrigeração líquida. Outra solução inovadora adotada no novo motor 1.6l MSI é o duplo circuito de arrefecimento, que permite temperaturas diferentes para o bloco e para o cabeçote – o sistema utiliza duas válvulas termostáticas.

Com o novo motor 1.6l MSI a Saveiro Cabine Dupla Cross tem velocidade máxima de 174 km/h (gasolina) e de 177 km/h (etanol). Já a aceleração de 0 a 100 km/h é feita 10,6 segundos e 10,1 segundos, respectivamente. A carga útil com essa motorização é de 607 kg.

Preços – Quando do lançamento
Trendline 1.6 (R$ 47.490): vem de série com direção hidráulica, travas e vidros elétricos, banco do motorista com ajuste de altura, faróis duplos, freios a disco nas quatro rodas e rack no teto.

Highline 1.6 (R$ 52.720): adiciona ar-condicionado, sistema de som com rádio AM/FM, CD-player, Bluetooth, MP3 player e entradas USB, SD-card e auxiliar, rodas aro 15″, retrovisores elétricos com rebatimento automático ao se engatar a ré, computador de bordo e volante multifuncional.

Cross 1.6 16V (R$ 59.990): acrescenta ajuste de altura e profundidade do volante, sensor de estacionamento, rodas de liga aro 15″ com pneus de uso misto, capota marítima e controle de estabilidade com ABS off-road, assistente de partida em rampa e controle de diferencial.

Conclusões Mecânica Online®

CONJUNTO SUSPENSÃO, DIREÇÃO E FREIOS
Utilitário apenas de nome, o comportamento da suspensão, direção e freios estão mais para um veículo de passeio. Facilidades na hora da condução.

MECÂNICA
Muito com o comportamento dinâmico da mais recente motorização MSI 1.6 litro e 16 válvulas da Saveiro.

CARROCERIA
Com boa qualidade no exterior e manutenção das características internas do estilo Volkswagen no interior, a picape Saveiro ainda corre atrás quando consideramos a Strada, pois a opção de cabine dupla sem ter uma porta de acesso, complica a movimenta no modelo.

VIDA A BORDO
Tirando a dificuldade no acesso ao espaço traseiro, a vida abordo é boa. Até mesmo quem vai atrás não vai reclamar. Agora, querer levar cinco adultos não será uma boa ideia.

SEGURANÇA
Com itens de série que até veículos Premium não oferecem: controles de tração e estabilidade e auxílio de partida em rampa são diferenciais legais na Saveiro Cross como item de série.

CUSTO X BENEFÍCIO
A nova Saveiro tem um pacote de tecnologias que dá inveja até a carros de outros segmentos e mais caros. Com requinte e mais segurança o modelo oferece mais que a Strada nesse momento, mas versatilidade e a dificuldade no acesso quando considerada a versão com cabine dupla, devem ser considerados nessa comparação.

CONCORRENTES DIRETOS

Fiat Strada Adventure
Tem na terceira porta um diferencial que permite maior agilidade no embarque e desembarque para quem vai na parte de trás.

Chevrolet Montana
Totalmente obsoleta, parou no tempo. Tem opção de cabine estendida e motorização 1.4 litro bicombustível que rende 102/97 cavalos de potência.

ASPECTOS TÉCNICOS

  • Motor: diant., transv., 4 cil.
  • Cilindrada: 1 598 cm3, 16V
  • Diâmetro x curso: 76,5 x 86,9 mm
  • Taxa de compressão: 11,5:1
  • Potência: Potência:120/110 cv a 5 750 rpm
  • Torque: 16,8/15,8 mkgf a 4 000 rpm
  • Câmbio: manual / 5 marchas / tração dianteira
  • Tanque: 55 l
  • Suspensão dianteira: McPherson
  • Suspensão traseira: eixo de torção, molas helicoidais
  • Freios: disco ventilado (diant.), disco sólido (tras.)
  • Direção: hidráulica / 3 voltas
  • Pneus: 205/60 R 15
  • Consumo urbano: 10,9
  • Consumo rodoviário: 14,2
  • 0 a 100 km/h: 11,6
  • 0 a 1000 m: 33,4
  • Retomada 40 a 80 em 3ª (ou D): 8,2
  • Retomada 60 a 100 em 4ª (ou D): 13,4
  • Retomada 80 a 120 em 5ª (ou D): 24,6
  • Velocidade máxima: 177 km/h
  • Frenagem: 63,1 / 26,4 / 15,3
  • Ruído interno 1ª rpm máx: 40,7 / 68,9

Tarcisio Diashttps://www.mecanicaonline.com.br
Gerente de conteúdo do Mecânica Online®, Tarcisio Dias é responsável também pela área de cursos e CDs interativos. Possui formação em engenharia Mecânica com habilitação em Mecatrônica pela Universidade de Pernambuco, formação técnica em mecânica pela Escola Técnica Federal de Pernambuco (CEFET/PE) e profissional em Mecânica Automotiva de Motores Diesel no Centro de Formação Profissional de Jaboatão dos Guararapes – RFFSA acordo SENAI. Também possui formação como Radialista – Locutor/entrevistador.
Mercedes-Benz

Notícias relacionadas

Cursos Mecânica Online

Oportunidade para você entender como o automóvel funciona, seus recursos e tecnologias. Participe de nossos cursos gratuitos!

- Scania 65 anos

Mais recentes

SIMEA 2022
- Publicidade - Mercedes-Benz

Instagram Mecânica Online®

- Volvo Zero Acidentes
Cursos Mecânica Online®

Lançamento

Truck

Motocicleta

Avaliação