terça-feira, 20 fevereiro , 2024
28 C
Recife

Representantes de Detrans de diversas regiões manifestam-se favoráveis ao uso de simuladores de direção

- Advertisement -

Reunidos durante a Frente Parlamentar do Trânsito Seguro, realizada em Brasília, representantes de Detrans de diversas regiões do Brasil manifestaram posições favoráveis ao uso dos simuladores de direção.

Na ocasião, José Ramalho, presidente do Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV), e Marcos Traad, presidente da Associação Nacional dos Detrans (AND), discursaram sobre os benefícios da Resolução nº 543, publicada em 20 de julho de 2015, do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), órgão do Ministério das Cidades, que determina que cinco das 25 aulas práticas de alunos de autoescolas sejam realizadas nos simuladores.

Para Magnelson Carlos de Souza, vice-presidente do Sindicato de CFC’s de São Paulo, a frente parlamentar mostra que tem preocupação com a formação dos condutores. “Isso, para nós, é muito importante, pois traz um lado político para essa discussão que é extremamente importante para o nosso setor. Nós compartilhamos da necessidade de melhorar e aprimorar o processo de formação de condutores”, explica Souza.

- Advertisement -

Andrea Vacchiano, diretora-geral do Detran de Minas Gerais, explica que a pauta atual é extremamente importante para a formação de condutores.

“Buscamos uma alteração na parte pedagógica e psicológica do processo de formação. Pelo simulador, a pessoa passará a ter uma percepção e tomada de decisão mais apurada enquanto ainda está sendo preparada para participar do trânsito. O resultado disso é claro: menos acidentes”, garante Vacchiano.

“Estamos criando uma mudança de paradigma que será importantíssima. Grande parte dos nossos condutores têm a coragem de assinar o certificado de um aluno para quem ele não deu aula, por exemplo. Temos que mudar esse tipo de comportamento desde a base, com um princípio ético forte. Não adianta termos manuais bonitos sem termos no berço como disseminar esse conhecimento com habilidade”, explica o tenente-coronel Márcio Vicente da Silva, gerente de fiscalização e controle regional do Detran de Goiás.

- Advertisement -

Segundo Antônio Carlos Gouveia, presidente do Detran de Alagoas, os acidentes diminuíram no estado desde a implantação dos simuladores.

“Eu creio que isso é melhor, por convicção, porque temos as estatísticas que confirmam. Desde começamos a implantar o simulador de forma obrigatória, tivemos redução de acidentes, devido a uma mudança no comportamento. O simulador permite ao aluno dirigir dentro de condições que jamais teria na rua durante as aulas”, explica.

 

 

Matérias relacionadas

Mais recentes

Destaques Mecânica Online

Avaliação MecOn

Lançamentos