quinta-feira, 22 fevereiro , 2024
28 C
Recife

Moura inicia produção e doação de escudos faciais (face shield) utilizados por profissionais de saúde

- Advertisement -

Em uma iniciativa complementar às ações de responsabilidade social estruturadas para contribuir para o enfrentamento do novo Coronavírus em Pernambuco, o Grupo Moura inicia em uma de suas plantas em Belo Jardim (PE) a fabricação de máscaras do tipo Face Shield (escudo facial) para profissionais de saúde.

Os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), à base de polipropileno, elástico e polietileno (PET), serão doados a órgãos responsáveis pelo sistema de saúde pública.

Para fabricar as máscaras, a Moura fez uma adequação em parte de suas linhas de produção.

- Advertisement -

Em esquema de força-tarefa, a pesquisa e desenvolvimento do produto e o início da produção em fase de testes aconteceram em paralelo ao projeto de máscaras de tecido para doação à população que seguem em produção em fábricas de confecções do Agreste de Pernambuco.

O processo da Face Shield também ficou à cargo do time de engenheiros da Moura.

“A empresa tomou a decisão de concentrar todos os esforços para desenvolver soluções que contribuíssem de maneira estruturadora nessa batalha contra a pandemia. Reunimos um time de engenheiros e operadores, realizamos todas as pesquisas de disponibilidade de matérias-primas e capacidade de produção e, em duas semanas, iniciamos a produção dos escudos faciais. Isso enquanto outras ações dentro e fora da organização seguem acontecendo. O olhar para as pessoas faz parte do DNA da Moura e, em um momento em que união e solidariedade farão a diferença, buscamos contribuir de todas as maneiras possíveis.”, destacou Reginaldo Agra, engenheiro líder do projeto.

- Advertisement -

As máscaras tipo Face Shield utilizadas globalmente como EPI para os profissionais em unidades hospitalares.

Essa nova iniciativa do Grupo Moura acontece no momento em que o Ministério da Saúde e Governos dos Estados estimam ser o de maior pressão no Sistema Único de Saúde (SUS).

O EPI protege completamente os rostos dos profissionais, ao impedir que gotículas de saliva dos pacientes os atinjam durante os atendimentos – especialmente as áreas expostas, como os olhos, que não são protegidos por máscaras do tipo N95, por exemplo.

O material é reutilizável, desde que devidamente higienizado, de acordo com os padrões de esterilização adotados nas unidades hospitalares. A Moura acredita que juntos vamos superar esse momento tão desafiador.

Matérias relacionadas

Mais recentes

Destaques Mecânica Online

Avaliação MecOn

Lançamentos