Mercedes-Benz

Aumentam soluções da indústria para veículos elétricos e autonômos

Com duas aquisições estratégicas de empresas de alta tecnologia em infraestrutura e armazenamento de energia nos últimos três anos, a PPG amplia oferta de soluções para os veículos e a infraestrutura das cidades

Os carros autônomos eletrificados devem fazer parte da realidade de muitos países dentro de alguns anos. Para isso, algumas adaptações estão sendo projetadas e testadas, tanto para os veículos como para a infraestrutura viária. A indústria química é uma das grandes responsáveis pelo desenvolvimento dessas tecnologias que permitirão que esses veículos circulem nas cidades.

A PPG, fabricante mundial de tintas e revestimentos, é uma das empresas que desenvolve soluções para suprir as demandas que esses automóveis requerem para rodar nas mais diversas pistas.

Entre os primeiros itens produzidos pela empresa, está um revestimento com isolamento térmico para a bateria, que aumenta a segurança dos veículos eletrificados.

“Além de permitir que a bateria preserve a temperatura ideal, outro diferencial do produto é a possibilidade de retardar a proliferação de chamas em caso de incêndio”, explica Odair Destro, gerente de produto de tintas automotivas da PPG no Brasil.

A indústria tem trabalhado em ritmo acelerado na busca de soluções de eficiência energética das baterias para que tenhamos veículos com maior autonomia e menor custo. Atualmente, o preço elevado dos veículos elétricos pode ser atribuído ao custo de sua bateria e, sabendo disso, a indústria automotiva já conseguiu implementar reduções de custo significativas desde 2008, segundo especialistas do setor.

O Japão, um dos países que lideram o mercado de veículos elétricos, estima que, a partir de 2030, mais de 55% de sua frota de automóveis será composta por carros elétricos.

Pensando nesse mercado, a PPG desenvolve um amplo portfólio de revestimentos essenciais para a implementação dos veículos autônomos.

Na pintura da carroceria, um revestimento especial foi criado para que, independentemente da cor, os veículos possam ser detectados de forma segura por câmeras e radares.

“Esse revestimento permite que os carros de diferentes cores sejam reconhecidos pelos equipamentos de detecção (LiDAR – sigla em inglês para Light Detection And Ranging), diz Destro.

O LiDAR é uma tecnologia utilizada pelos sistemas de visão por computador responsáveis por detectar veículos e obstáculos. “Cores escuras são mais difíceis de captar, mas esse material permite que as ondas de infravermelho se assemelhem ao branco, que é o tom mais nítido para os radares”, esclarece Destro.

Outro benefício é a possibilidade de “refrescar” os carros em locais de clima quente – reduzindo a demanda por ar-condicionado e, assim, aumentando a performance e a duração da bateria do veículo.

Segundo o especialista, isso é possível porque o revestimento, que conta com uma tecnologia já comprovada pelo setor aeroespacial, reflete a luz e evita que a lataria detenha todo o calor.

Para o interior do carro, revestimentos autolimpantes foram projetados para proporcionar uma manutenção mais fácil e resistente a contaminantes, oferecendo comodidade e segurança aos usuários. “A indústria automotiva prepara ainda proteções anti-impressão digital, antirreflexo e outras soluções que possam ser utilizadas dentro e fora dos veículos”, complementa Destro.

Tecnologia de ponta também nas pistas – Nos últimos anos, a PPG tem concentrado esforços e investimentos para a evolução de tecnologias de eletromobilidade em todo o mundo, como foi o caso da aquisição da Dexmet – empresa especializada em chapas e polímeros personalizados de alta engenharia, expansão e perfuração utilizados no setor aeroespacial, em armazenamento de energia e outras aplicações industriais, especialmente em baterias e células de combustível para veículos elétricos.

Além de soluções inovadoras e sob medida para os veículos elétricos, híbridos e autônomos, a empresa também atende às demandas da infraestrutura viária, que requer sinalizadores visíveis e identificáveis pelos sensores, câmeras e inteligência artificial embarcados nesses veículos.

Isso foi possível com a aquisição da Ennis-Flint, fabricante global de revestimentos com amplo portfólio de produtos de marcação de pavimento, incluindo tintas, termoplásticos e outras tecnologias avançadas de tráfego.

“Na PPG, desenvolvemos também tecnologias para diferentes estruturas das vias, como revestimentos de sinalizações que refletem e são de fácil detecção, assim como códigos de mensagem para sensores dos veículos”, esclarece Destro.

Esse é um exemplo de como a demanda por inovação já impacta diferentes setores. E, assim como as montadoras e empresas de tecnologia, a indústria química deve seguir com o desenvolvimento de tecnologias de ponta para que os veículos autônomos sejam uma realidade em um futuro cada vez mais próximo.

Redação Mecânica Online®https://www.mecanicaonline.com.br
Um dos principais portais quando o assunto é mecânica na internet brasileira, o Mecânica Online® é feito por você! Através de nosso público procuramos cada vez mais oferecer um conteúdo que leve sempre o nosso principal objetivo: mecânica do jeito que você entende.
- Publicidade - Casa Scania

Notícias relacionadas

Cursos Mecânica Online

Oportunidade para você entender como o automóvel funciona, seus recursos e tecnologias. Participe de nossos cursos gratuitos!

- Publicidade - Casa Scania

Mais recentes

- Publicidade - Mercedes-Benz
Cursos Mecânica Online®

Lançamento

Truck

Motocicleta

Avaliação