sexta-feira, 14 junho , 2024
28 C
Recife

Locadoras compram quase 20 mil motos em 2021 e estabelecem novo recorde

Volume reflete demanda de prestadores de serviço de delivery pelo aluguel de motos, diz associação do setor

O crescimento do delivery durante a pandemia fez aumentar, também, a procura pelo aluguel de motos no País.

- Publicidade -

Conforme levantamento da Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis (ABLA), com números do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), em 2021 foram adquiridas 19.393 motos por locadoras, a maior compra anual desse tipo de veículo da história do setor.

Segundo Paulo Miguel Junior, conselheiro gestor da ABLA, durante a pandemia a locação de motos “deixou de ser apenas uma tendência para se transformar numa realidade”.

Ao final de 2019, as locadoras tinham o total de 8.093 motocicletas na frota — número que deu um saltou para 46.480 ao final de 2021.

A locação de motos tem como público-alvo, além de pessoas e empresas que trabalham com delivery, também usuários que procuram a experiência de pilotar motos de alta cilindrada, para lazer ou viagens.

- Publicidade -

Nesse segmento, a montadora líder de vendas para locadoras em 2021 foi a BMW, com 388 unidades destinadas para empresas do setor de locação, entre janeiro e dezembro do ano passado.

Porém, a pesquisa da ABLA mostrou que praticamente 90% das compras das locadoras foram de modelos de baixa cilindrada, voltados ao principalmente ao atendimento daqueles que procuram a locação para trabalhar.

Nesse segmento, a Honda (16.793 unidades) liderou com folga as vendas para locadoras em 2021, seguida pelos modelos da Yamaha (1.531).

Evelyn Lima, gerente de marketing da locadora ROXMOTO, confirma que a procura continua em alta. Especializada na locação das chamadas “motos de luxo”, na comparação entre 2020 e 2021 a empresa viu seu faturamento subir em 92%.

“Em número de clientes, fechamos 2019 com 389 contratos, crescemos para 434 em 2020 e encerramos o ano passado com 659 contratos”.

- Publicidade -

Segundo ela, a perspectiva de locação é ainda mais positiva “se considerarmos que o preço das motos de luxo está em alta e, por serem motos que, via de regra, não são usadas no dia a dia, cada vez mais gente conclui que é mais vantajoso alugar do que gastar muito mais para comprar e manter a moto parada na garagem na maior parte do tempo”, avalia a gerente da ROXMOTO.

“Com o aluguel, o usuário também deixa de ter custo e trabalho com manutenção, documentação, seguro e outras despesas e responsabilidades que ficam por conta da locadora”, lembra Paulo Miguel Junior, da ABLA.

A ROXMOTO opera desde outubro de 2018 e está entre as principais locadoras de motocicletas do Brasil. Junto com a Triumph Experience, do mesmo grupo, atua também como operadora de viagens de moto no país.

“Se, por um lado, os ‘tours’ ficaram mais restritos durante a pandemia, por outro a demanda pela locação diária, sem dúvida, avançou”, acrescenta Evelyn Lima.

Até o final de 2021, a empresa atuava apenas no estado de São Paulo, mas no mês de janeiro já iniciou o serviço de locação também em Belo Horizonte (MG), em parceria com uma fabricante de motos de alta cilindrada, a Triumph do Brasil.

“No primeiro semestre devemos ampliar a operação para outras capitais, além de aumentar a nossa frota de motos de alta cilindrada para locação em São Paulo”, complementa a gerente.

Matérias relacionadas

Site oficial de ofertas Chevrolet

Mais recentes

Ofertas Peugeot 208

Destaques Mecânica Online

Fiat Toro

Avaliação MecOn

SACHS - Versátil, abrangente e convincente