segunda-feira, 4 março , 2024
28 C
Recife

Conheça os cinco ladrões de quilometragem dos pneus

Especialista da Bridgestone lista fatores que causam prejuízos no desempenho dos pneus. Manutenção preventiva é fundamental para ampliar vida útil, segurança e economia

A Bridgestone, líder mundial no desenvolvimento de tecnologias inovadoras de mobilidade, compreende a importância dos controles técnicos na indústria de transporte, bem como a implicação que eles podem ter na redução de custos em seu negócio. Por esta razão, e a fim de ajudar frotistas e autônomos a maximizarem seus lucros, desenvolveu uma lista dos cinco ladrões de quilometragem.

De acordo com Gonzalo Muzzupappa, Gerente Sr. da Categoria TBR&R América do Sul, o guia prático serve para garantir um ótimo desempenho da frota e para reduzir o custo por quilômetro. “tão importante quanto utilizar essas práticas para aumentar a vida útil do pneu é aplicar métodos que reduzem o seu desgaste e reduzam a necessidade desse tipo de serviço”.

A iniciativa faz parte do compromisso global E8 Commiment, que serve como um vetor norteador para acelerar a transformação nas áreas da empresa. O alerta está inserido nos pilares Ease e Economy, comprometidos em trazer conveniência e segurança para a mobilidade, além de maximizar o valor econômico da mobilidade e das operações comerciais.

1) Alinhamento: É importante verificar se os pneus estão alinhados corretamente, pois as variações podem reduzir a quilometragem em até 25%, ou seja, quanto maior o desalinhamento, menor o desempenho do produto. A verificação periódica do alinhamento garantirá maior vida útil e segurança dos pneus na estrada.

2) Equilíbrio: A falta de balanceamento causa desgaste irregular da banda de rodagem, redução do conforto de pilotagem e vibrações. Também reduz a quilometragem em até 20%, além de causar desgaste prolongado dos elementos de suspensão.

3) Controle da pressão de inflagem: Uma pressão de inflagem inadequada pode reduzir a quilometragem total do pneu em até 25%, o que equivale a 15% a menos de durabilidade. Manter o controle da pressão de inflagem pode ajudar na economia de combustível.

4) Projeto da banda de rodagem: A aplicação de uma banda de rodagem inadequada ao pneu, pode resultar em uma redução de até 40% na quilometragem. Além de reduzir a vida útil dos pneus, eles não terão um desempenho eficiente em condições de estrada.

5) Combinação desigual de pneus: O tamanho do pneu desempenha um papel fundamental e pode reduzir a quilometragem em até 25%. Esta condição pode ser causada por diferenças de pressão, desgaste ou dimensionamento inadequado.

“É importante que os frotistas e autônomos levem estes cinco elementos em consideração ao gerenciar seus veículos de carga ou de passageiros, pois eles podem ajudá-los não apenas a aumentar o desempenho, como evitar o consumo excessivo de combustível”, diz o especialista.

Matérias relacionadas

Mais recentes

Destaques Mecânica Online

Avaliação MecOn