quarta-feira, 21 fevereiro , 2024
28 C
Recife

Tesla Inc. faz recall de praticamente todos os carros vendidos na China

Tesla faz recall de 1,1 milhão de carros na China por defeito nos freios. Os problemas decorrem da lógica de frenagem regenerativa dos modelos.

- Advertisement -

A Tesla Inc. fez o recall de praticamente todos os carros vendidos na China devido a um defeito de frenagem e aceleração que pode aumentar os riscos de colisão e segurança.

A montadora implantará uma correção de software de forma remota para mais de 1,1 milhão de veículos produzidos em Xangai de janeiro de 2019 a abril deste ano, além de alguns modelos importados para a China, informou a Administração Estatal de Regulamentação do Mercado em um comunicado.

O defeito está relacionado ao sistema de frenagem regenerativa da Tesla, que faz uso da energia criada quando os motoristas tiram o pé do acelerador enviando energia para a bateria do carro.

- Advertisement -

Os veículos não permitem que os motoristas definam a intensidade de sua frenagem regenerativa e não alertam os motoristas quando pisam no acelerador por muito tempo, o que aumenta a probabilidade de aplicação incorreta do pedal, disse o regulador da China.

A correção do software permitirá que os motoristas definam a intensidade de sua frenagem regenerativa e ajustem o estado padrão de fábrica do sistema. Os carros da empresa também começarão a notificar os motoristas quando eles pressionarem o acelerador por um período prolongado.

A Tesla vendeu cerca de 1,13 milhão de carros na China de 2014 a março desse ano, de acordo com dados do China Automotive Technology and Research Center e da Bloomberg Intelligence.

- Advertisement -

A empresa foi criticada na China várias vezes devido aos motoristas alegando haver problemas com aceleração e frenagem em seus carros.

Talvez no caso mais conhecido, um proprietário do Modelo 3 subiu em um veículo de exibição da Tesla no Salão do Automóvel de Xangai de 2021 e gritou que seu pai quase morreu quando dirigia o sedã porque seus freios falharam. O protesto foi capturado pela câmera, se tornou viral e ganhou as manchetes internacionais.

A Tesla finalmente emitiu um pedido público de desculpas após enfrentar críticas das autoridades locais e da mídia estatal, sem reconhecer qualquer defeito. Posteriormente, a empresa divulgou registros de dados do veículo mostrando que ele estava viajando a 118,5 quilômetros por hora pouco antes do impacto.

A aceleração não intencional pode se tornar mais comum e aguda com veículos elétricos, que não têm o ruído de um motor acelerando que pode levar o motorista a perceber mais rapidamente que pressionou o pedal errado. Pisar no acelerador de um veículo elétrico também produz torque quase instantâneo, levando os veículos a decolarem mais rápido do que os carros a gasolina.

A China é um mercado extremamente importante para a Tesla, tanto como fonte de produção quanto de vendas. A receita do país subiu para mais de US$ 18 bilhões no ano passado, mais de seis vezes o que a empresa gerou em 2019.

A montadora com sede em Austin, Texas, tem uma fábrica de veículos elétricos nos arredores de Xangai que produziu quase 711.000 carros no ano passado, mais da metade de sua produção mundial.

Matérias relacionadas

Mais recentes

Destaques Mecânica Online

Avaliação MecOn

Lançamentos